segunda-feira, 18 outubro 2021
Tags Posts tagged with "Teatro Gamboa"

Teatro Gamboa

Raimundo Bispo dos Santos, Mestre King, foi precursor da dança afro na Bahia e é homenageado no Semana Memória King, que acontece nesta quinta-feira (14), às 19h, no Teatro Gamboa Online, com transmissão no Youtube do teatro e ingressos à venda no SITE, custando R$10 (meia-entrada) e R$20 (inteira). O evento conta com mostras coreográficas, conversas e vídeos que relembram a trajetória de Mestre King e a valorização do povo preto através das artes.

Na sexta-feira (15) o palco do Gamboa vai sediar a abertura do UNIDAS: Mulheres nas Indústrias Criativas, a partir das 19h. O evento do Goethe-Institut Salvador-Bahia (ICBA) é um bate-papo virtual que tem como tema “O potencial das mulheres nas indústrias criativas na América do Sul”, e na ocasião serão apresentados os quatro projetos aprovados no programa que contemplou duas iniciativas no Brasil (ambas da Bahia) e outras duas no Chile nas áreas da música, games e audiovisual.

O encontro acontece no palco do Gamboa e será transmitido por meio da plataforma Zoom com tradução simultânea em português, espanhol e inglês. As pessoas interessadas devem se inscrever no site www.goethe.de/unidas2021.

Sábado (16), às 19h, seis participantes do curso de teatro Resgate, que foi ministrado pela premiada atriz e professora de teatro Andrea Elia entre 11 de agosto e 13 de outubro, na plataforma virtual do Teatro Gamboa, se apresentam na mostra Traduzir-se. A mostra é didática e integrativa, inspirada no poema “Traduzir-se” de Ferreira Gular. Andréa Elia estará no palco recebendo cada participante e trazendo o aprendizado individual à luz do público. O objetivo da mostra transpõe o resultado cênico pondo o olhar no processo libertador de soltar as amarras que o espaço do teatro confere. O evento é gratuito, com convites retirados no SITE e transmissão pelo YouTube.

Domingo (17), às 17h, Andrea Elia volta ao palco do Gamboa, desta vez apresentando a peça 40tona Vacinada. No palco, atriz e personagem se encontram numa escrita autoral que reflete a experiência de uma mulher de meia idade que após o exaustivo diálogo com suas múltiplas faces no confinamento pelo Covid-19, decide abrir-se para o outro e o mundo além dos limites físicos do isolamento. Na atual versão a personagem já vacinada continua seu processo de auto análise vencendo um olhar rígido sobre si mesma em busca do amor em suas diversas expressões, num processo de humanização provocado pelo distanciamento social.

Os ingressos custam R$10 (meia-entrada) e R$20 (inteira), à venda no SITE e com transmissão pelo YouTube.

Na foto Zé Ricardo, responsável pela Semana da Memória King

A água é a força motriz que inspira o espetáculo de dança Mujeres de Água, em cartaz nesta terça-feira quinta (23) e sexta-feira (24), às 19h, na programação online do Teatro Gamboa, com ingressos a R$10 (meia-entrada) e R$20 (inteira), à venda no SITE.

Mulheres que amadureceram por meio do Flamenco apresentam suas vivências e perspectivas de mundo, no projeto inovador que une a dança flamenca com outras artes, como o Teatro e a Música, embaladas pela trilha sonora inédita executada pelo guitarrista Jef de Lima e a cantora Isadora Arruda, misturando o canto Yorubá, o cancioneiro nordestino, o folclore latino-americano e o Flamenco.

No sábado (25) o samba assume o palco virtual do Gamboa e o Grupo Botequim realiza o show que marca o início da celebração pelos 15 anos. O primeiro show online do Botequim vai apresentar canções inéditas, feitas durante a pandemia. “Nós compusemos novas canções com o intuito de gravar um álbum comemorativo dos nossos 15 anos, e a ideia desse show do Teatro Gamboa Online é mostrar algumas dessas novas músicas autorais e também, claro, matar a saudade do nosso público com o clássico repertório das nossas rodas”, comenta Roberto Ribeiro, cofundador e cavaquinista do grupo. Segundo o músico, os fãs do Botequim podem se preparar para suar a camisa como fazem nas rodas de samba presenciais. Ingressos a R$10 (meia-entrada) e R$20 (inteira).

Silvio Correia por Gene Wesley

Encerrando a programação da semana no Gamboa, no domingo (26), às 17h, Silvio Correia apresenta o show Olhos no Espelho, com composições autorais que refletem sobre as suas matrizes históricas e influências musicais, reverberando assuntos da atualidade como política, pauta LGBTQ+, entre outros temas. A abertura do show será com a cantora, arte educadora, escritora e produtora Chá Rize, que fará um misto de músicas e poesias.

Oficinas abrem a semana

A programação online do Gamboa tem início na quarta-feira (22) quando acontecem duas oficinas. Na primeira, às 15h, a instrutora Juli de Matos ministra o YoGamboa. Totalmente gratuita, a prática propõe a consciência corporal e respiratória através do yoga. Juli conduz essas práticas que incluem concentração, respiração, posturas físicas e relaxamento e para participar basta acessar o site do teatro e selecionar a opção do curso de yoga. A partir disso o interessado receberá semanalmente o link de acesso das aulas.

Logo depois, às 17h, acontece a última das 8 aulas da oficina História da Música: o Brasil de 1500 ao Terceiro Milênio, que conta aulas teóricas e práticas sobre a história da trilha sonora nacional. O projeto é de autoria de Paulo Emílio Barros, músico instrumentista, regente, educador musical e Mestre em Educação Musical pela (UFBA), que ministra as oito aulas, cada uma com 50 minutos de duração. Os ingressos para todas as oito aulas da oficina custam R$160, e o conteúdo ficará disponível por 30 dias após o término da última.

Na foto Mulheres de Água por Fábio Zambom

Chorinho e samba assumem o palco virtual do Teatro Gamboa nesta quinta (09) e sexta-feira (10), às 19h, com o show Estevam Dantas Trio(foto).

Com ingressos a R$10 e R$20, o trio une a tradição do choro e do samba, através do repertório de grandes compositores da nossa história, à contemporaneidade de ritmos e estilos regionais de autores como Dominguinhos e Gilberto Gil.

O repertório conta também com composições autorais com arranjos especiais para esta formação, evidenciando influências e estéticas da música popular, trazendo como resultado uma sonoridade harmônica e ritmicamente comprometida com as raízes afro-brasileiras.

O grupo é formado por Estevam Dantas (piano), Nilton Azevedo (sax/flauta) e Raul Pitanga.

Integrando o programa Setembro é GayBoa, no sábado (11) e domingo (12) a artista Saphyra Luzz sobe ao palco do Gamboa e apresenta o show Preciosa! O legado da pedra Luzz, em que celebra a trajetória artística de sete anos de luta e representatividade LGBTQIA+ em Salvador, através da arte drag.

Saphyra recebe no palco as participações de Ferah Sunshinne, Sabrinna Sabatine, Latoya Vayolla, Winne d’ Lamarck e Serenna Ahmanet. No sábado o evento começa às 19h, e no domingo às 17h, com ingressos também a R$10 e R$20.

Oficinas abrem a semana

A programação online do Gamboa tem início nesta quarta-feira (08) quando acontecem três oficinas. Na primeira, às 15h, a instrutora Juli de Matos ministra o YoGamboa. Totalmente gratuita, a prática propõe a consciência corporal e respiratória através do yoga. Juli conduz essas práticas que incluem concentração, respiração, posturas físicas e relaxamento e para participar basta acessar o site do teatro e selecionar a opção do curso de yoga. A partir disso o interessado receberá semanalmente o link de acesso das aulas.

Logo depois, às 17h, acontece mais uma aula da oficina História da Música: o Brasil de 1500 ao Terceiro Milênio, que conta com 8 aulas teóricas e práticas sobre a história da trilha sonora nacional. O projeto é de autoria de Paulo Emílio Barros, músico instrumentista, regente, educador musical e Mestre em Educação Musical pela (UFBA), que ministra as oito aulas, cada uma com 50 minutos de duração. Os ingressos para todas as oito aulas da oficina custam R$160, e o conteúdo ficará disponível por 30 dias após o término da última aula.

Às 19h acontece a oficina Resgate, ministrada pela premiada atriz e professora de teatro Andrea Elia, com 10 aulas de teatro ao vivo e online. Andrea Elia revela os bastidores do seu processo criativo compartilhando conteúdos teóricos, recursos lúdicos e práticas interpretativas para que o participante, de casa, sob a regência da professora, possa desenvolver uma cena, aprofundar uma pesquisa cênica ou mesmo se instrumentalizar para melhorar a oratória. Caso o participante não possa acompanhar as aulas ao vivo, elas ficarão gravadas para que acesse a qualquer momento sem perder o conteúdo. O curso custa R$300 (valor único). Após o término das aulas ao vivo, o projeto ficará disponível ainda por 30 dias.

Foto Thiago Brandão

O Teatro Gamboa retorna com programação online inédita a partir desta quarta-feira (04), com transmissão de espetáculos e oficinas através do canal do espaço no YouTube e venda de ingressos no SITE.

Para marcar a retomada da agenda, o palco virtual do Gamboa vai sediar, a partir desta quarta-feira (04), a oficina História da Música: o Brasil de 1500 ao Terceiro Milênio, com 8 aulas teóricas e práticas sobre a história da trilha sonora nacional. O projeto é de autoria de Paulo Emílio Barros, músico instrumentista, regente, educador musical e Mestre em Educação Musical pela (UFBA), que vai ministrar as oito aulas, cada uma com 50 minutos de duração, que acontecerão sempre às quartas-feiras, às 17h. Os ingressos para todas as oito aulas da oficina custam R$160, e o conteúdo ficará disponível por 30 dias após o término da última aula. Antes disso, às 15h, a instrutora Juli de Matos ministra a oficina YoGamboa, que propõe a consciência corporal e respiratória através das práticas de yoga. Juli conduz essas práticas que incluem concentração, respiração, posturas físicas e relaxamento.

Na quinta (05) e sexta-feira (06), às 19h, o duo de violões DuoSense, formado pelos músicos Sérgio Bahia e Júlio Gomes, apresenta o show instrumental Alvorada, com composições próprias e interpretações de clássicos da música brasileira, como Água de Beber (Tom Jobim), Estrada do Sol (Dolores Duran) e Assum Preto (Luiz Gonzaga). A dupla se apresenta junto com o baterista argentino radicado em Salvador, Andrés Cisilino.

Sábado (07), às 19h, Recôncavo e capital se encontram no show Elinas & Riane, que apresenta o trabalho da baixista, multiartista e compositora cachoeirana Riane Mascarenhas e do também músico, multi instrumentista e compositor soteropolitano Elinas. No repertório, os dois apresentam composições originais entre versões especiais de artistas que são referências sonoras para ambos, como Milton Nascimento, Luedji Luna, Gilberto Gil e Edson Gomes.

Finalizando a semana, no domingo (08), às 17h, o cantor baiano Mateus Cedro estreia o show Chegou a Hora, acompanhado do músico Marcos Bezerra. No repertório, o artista presta uma homenagem aos grandes autores e músicos brasileiros e à Música Popular Brasileira. O espetáculo traz 15 canções, entre elas composições de Gonzaguinha, Fernando Brant, Milton Nascimento, Djavan, Alceu Valença, Capinan, entre outros grandes artistas da MPB.

Foto Mateus por Gabriela Daltro

Oficinas, lançamento e literatura agitam o palco online do Teatro Gamboa a partir desta sexta-feira (07). Para os espetáculos, os ingressos custam R$10 (meia-entrada) e R$20 (inteira) e podem ser comprados no SITE . Já para as oficinas, o acesso é gratuito, feito também pela plataforma online do teatro. A programação traz como destaque o show de lançamento do álbum Òsùmàrè, às 19h desta sexta-feira, reunindo a cantora Okwei Odili e a banda Aweto.

Òsùmàrè é uma homenagem à divindade africana Iorubá do movimento, da vibração, da esperança e da vida. O álbum, considerado uma fusão da Bahia com a Nigéria, traz 10 músicas compostas por Okwei que abordam o amor, as lutas e a esperança, com influências da música ocidental e africana e do hip hop com ritmos brasileiros como Maracatu, Baião, Ijexá e Bossa Nova. Em um mundo onde as minorias lutam por seus direitos, a banda Aweto dá o ritmo dessa luta, enquanto Okwei dá voz a essas milhões de pessoas através da sua ancestralidade musical traduzida em Òsùmàrè. Antes, às 17h, a oficina YoGamboa, que marcou a programação do teatro ao longo da pandemia, ganha nova exibição no Replay Gamboa. Com o tema Atitude Mental, a oficina é conduzida por Juli de Matos e chama a atenção para a consciência plena de si, exercitando a atitude da mente.

No sábado (08) a dança assume o palco do Gamboa e outra oficina é reapresentada no Replay: Dança Afro Urbana. Nela, o artista ganês que vive no Brasil, Isaak Bransah, e o dançarino formado pela Escola de Dança da Fundação Cultural do Estado da Bahia, Rony Blastoyse, apresentam técnicas da dança afro urbana a partir das 17h. Às 19h o projeto Andanças, do Balé Jovem de Salvador, reúne quatro solistas com apresentação de cinco solos, frutos da pesquisa autoral de cada um deles ou da parceria com coreógrafos baianos.

A sensibilização do olhar é o tema de uma oficina fotográfica que acontece a partir das 17h do domingo (09). Alê Nohvais comanda o projeto, que propõe que o público conheça mais profundamente a linguagem fotográfica e sua história, além de possibilitar o trabalho com novas mídias. Alê propõe experimentações e investigações sobre formas, cores e o preto e branco, composição, além de focar nas questões relacionadas ao equilíbrio, ao enquadramento e à cor. Logo depois, às 19h, o espetáculo Dois com Textos ganha nova exibição, reunindo Jackson Costa e Celo Costa em um passeio pela literatura, poesia, músicas, reflexões e espiritualidade. Dois amigos, dois artistas, que se afinam em contextos de vida e de arte, trazem ao palco a leitura de textos, reflexões sobre essas leituras, e interpretação de canções que tocam temas universais como a solidão, isolamento, alegria, silêncios, cura, infância.

Pedro Morais por Diogo Andrade

 

A programação do Teatro Gamboa apresenta ao público neste final de semana mais uma edição do Replay Gamboa, onde revisita espetáculos apresentados na plataforma online do espaço cultural durante a pandemia.

Shows e peças para adultos e crianças serão exibidos entre amanhã (16) e domingo (18), com ingressos a R$20 (inteira) e R$10 (meia-entrada), disponíveis para venda no SITE.

Às 19h desta sexta-feira o YouTube do Gamboa reapresenta o show Chegando Agora – Duo PifPaf, que promove o encontro de melodias do pífano com levadas de pandeiro. O show reúne o percussionista uruguaio Marcel Moron e o pifeiro/flautista baiano Tito Fukunaga. Ritmos e melodias tradicionais do Brasil, Uruguai e outros países latinos se fundem a influências contemporâneas, trazendo uma sonoridade singular ao duo.

No sábado (17) as mulheres entram em cena, discutindo temas como machismo, misoginia e o lugar da mulher na sociedade. Às 17h, o Gamboa apresenta novamente o show solo Progesterônicas, da cantora Chirlei Dutra. O show leva o nome de uma música autoral da baiana, escrita em parceria com Gabriela Sandes, que faz uma dura crítica ao pensamento e visão machista, sexista e estigmatizante sobre o papel e o lugar da mulher na sociedade. Progesterônicas reúne canções autorais e releituras que visam provocar inquietações e propõe outros lugares possíveis da existência feminina.

Foto Ingrid Lago

Às 19h do mesmo dia tem teatro na tela, com a reexibição da peça Medeia em Carne Viva. Retratando os desafios atemporais e universais enfrentados pelas mulheres, o solo traz a atriz Mariana Freire em cena, intercalando a dramatização de fragmentos retirados do texto “Medeia”, clássico de Eurípedes, com reflexões a respeito de temas contemporâneos como a desigualdade de gênero, machismo e misoginia, e trazendo novos olhares para essa personagem já tão conhecida.

No domingo (18) tem programação para crianças e adultos. Às 17h o espetáculo infantil Palhaça Testuda: Histórias, brinquedos e brincadeira assume a cena no YouTube do Gamboa. Diversas linguagens artísticas compõem o espetáculo, como teatro, humor, palhaçaria, narração de histórias, brincadeiras e adivinhações.

Encerrando a programação do final de semana, às 19h Pedro de Rosa Morais reapresenta o show As Rosas não Falam – Uma Homenagem a Cartola. No show Pedro busca resgatar a irreverência que o sambista mostrava ao interpretar a singularidade da vida cotidiana e amorosa dos morros e expressa sambas-canções compostos pelo autor e criador da Escola de Samba Mangueira.

Mais informações no instagram @teatrogamboa

O Teatro Gamboa dá início a mais um final de semana de programação cultural na plataforma virtual do espaço. O projeto RePlay retorna nesta sexta-feira (09), com ingressos a R$20 (inteira) e R$10 (meia-entrada), à venda no https://www.teatrogamboaonline.com.br/.

Neste dia, a partir das 19h, será exibido novamente o espetáculo Memore-Si, com performance de Roberta Rox, e direção de Inaê Moreira. Nascido de frente para o mar, na comunidade do Morro da Sereia – Salvador, Memore-Si surge em meio a crise do coronavírus, com muito respiro e resistência.

No sábado (10) tem programação para crianças e adultos. A partir das 17h o Gran Circo Musical assume o canal do YouTube do teatro, com o espetáculo da banda Espaço Musical. O projeto envolve cordel autoral e canções que contemplam crianças de todas as idades. O objetivo é levar para todas as casas a mistura das energias poderosas do teatro, do circo e da música. A partir das 19h tem a reapresentação do Sarau do Poeta, com Jackson Costa. No palco Jackson conduz a música através da palavra, e resgata a musicalidade e os versos da Bahia de Caymmi, Amado, Gregório e Castro Alves.

Domingo (11) mais uma dobradinha de espetáculos para adultos e crianças. Às 17h o infantil Meu Quintal resgata a riqueza das brincadeiras infantis de antigamente e que permanecem vivas hoje. A peça narra a história de um grupo de crianças que se encontram em um quintal sem brinquedos industrializados, mas através da imaginação alguns objetos ajudam na hora da diversão. Às 19h o grupo Barlavento exibe novamente o show Vou Navegar, com canções autorais, sambas de roda de domínio público, Ijexá e músicas de terreiro.

O projeto RePlay Gamboa, que reúne espetáculos apresentados durante a pandemia na plataforma virtual do Teatro Gamboa, retorna com programação online neste final de semana. De sexta a domingo cinco espetáculos infantis, musicais e para adultos serão exibidos novamente através do YouTube do espaço cultural, com ingressos variando entre R$20 (inteira) e R$10 (meia-entrada). Ingressos à venda no SITE.

A programação será aberta nesta sexta-feira (02), a partir das 19h, com a peça Major Oliveira, com texto de Daniel Arcades e o ator Antonio Fábio no palco. Em cena, a história de um major abandonado no asilo pelos filhos logo após a instalação da Comissão da Verdade no Brasil e como ele tenta encontrar o controle sobre a vida. Ao perceber que não controla mais seu corpo, família e a política no país, ele passa a perturbar aqueles que o visitam na manhã de um domingo onde o espetáculo se passa. Antonio Fábio e Daniel Arcades assinam ainda a direção da peça, que conta com trilha de Ronei Jorge.
No dia seguinte (03), às 17h, o infantil Em Busca da Ilha Desconhecida é reapresentado. A peça se baseia no conto de José Saramago feito especialmente para a EXPO 98 Lisboa. Muito além de trazer para o teatro a obra de um escritor de indiscutível relevância para a história das artes, este projeto traz à tona a construção dos sonhos, de seus alicerces, o que se conecta perfeitamente com a vida de crianças e jovens, em seus primeiros passos na relação social. Encenação, adaptação e dramaturgia, composição musical levam assinatura de Saulus Castro.

A noite do sábado (03) conta ainda com música, a partir das 19h. O teatro exibe o show Caçador de Sonhos, de Jonga Lima, que apresentará canções autorais de amor e luta, desenhadas em uma musicalidade eletrônica, com Cassius Cardozo nas paisagens sonoras e batidas eletrônicas, reverenciando a música brasileira e o samba.


O domingo segue com mais programação para as crianças, e a partir das 17h Cantinhos: Narracantos de Meninar ganha reapresentação no YouTube do Gamboa. Trata-se de uma contação com histórias cantadas, articulando canto e conto em um passeio nos quintais das crianças. O final de semana é encerrado com o show Bem Autoral, de Sandra Simões, a partir das 19h. No espetáculo ela apresenta o resultado de suas experiências musicais, com um repertório autoral e acompanhada apenas do seu violão.

Major Oliveira, com Antônio Fábio – Foto por Uendel Galter
Sandra Simões – Foto por Alessandra Nohvais

Com as medidas restritivas para conter o avanço da pandemia, o Teatro Gamboa segue reapresentando uma série de espetáculos que marcaram a agenda virtual do espaço cultural desde o início das medidas de isolamento social. Os ingressos custam R$20 (inteira) e R$10 (meia-entrada), disponíveis na plataforma.

Abrindo a agenda do final de semana, o espetáculo escolhido para a sexta-feira (12) foi *O Tempo da Coisa*, em que o ator, dramaturgo e poeta Daniel Farias(foto) encena o seu primeiro solo autoral. O projeto deriva do segundo livro do autor, e traz questões como qual é o tempo da poesia ou qual é a nossa relação com o tempo. A direção é assinada por Jackson Costa. A reapresentação acontece a partir das 19h.

No sábado (13), também a partir das 19h, a peça exibida será *O Avô e o Rio*, baseado no conto homônimo do escritor baiano Aleilton Fonseca. Esse é o primeiro solo do ator Israel Barretto e versa sobre a relação de um neto com o seu avô e o rio que margeia a casa onde vivem. Como o movimento das marés, o narrador conta causos da sua infância e mergulha fundo nas questões e entranhas da sua biografia e desvenda mistérios sobre sua própria história.

Domingo (14), a partir das 17h, o infantil *Borbulhando* reúne formato circense e interatividade cômica, através do uso de bolhas de sabão gigantes. A palhaça Serafina explora diversas formas de criar as bolhas através de variados tipos de objetos e manipula e brinca com as bolhas criando um jogo crescente de mil possibilidades. Logo após, às 19h, a cantora Geovanna Costa apresenta o show *Conexão*, que convida o público a refletir e entrar em contato com as emoções que o conecte de forma positiva consigo mesmo e com o outro, a partir de um repertório que apresenta canções autorais e releituras.

Foto Daniel by João Régis

Respeitando as medidas contra a propagação da COVID-19 em Salvador e seguindo o propósito de oferecer uma programação artística para o público, o Teatro Gamboa reexibe, neste final de semana, espetáculos que fizeram parte da agenda do espaço desde o começo da pandemia.

As exibições acontecem no canal do Gamboa no YouTube, e os ingressos variam entre R$20 (inteira) e R$10 (meia-entrada), disponíveis na plataforma https://teatrogamboaonline.com.br/.

Abrindo a agenda do RePlay Gamboa, nesta sexta-feira (05), a partir das 21h, o projeto GamboaSons é exibido na plataforma, em um show com direção de Emerson Cabral, que reúne Márcia Short, Gerônimo, Evelin Buchegger e Guida Moira. Eles são acompanhados pela banda Gamboa, com Marquinho Carvalho no piano, André Luba no contrabaixo, Emerson Cabral no violão e guitarra e Reinaldo Boaventura na bateria. No repertório, uma homenagem à Música Popular Brasileira.

No sábado (06), música e artes cênicas fazem parte da agenda. A partir das 17h a peça infantil A Mulher que Matou os Peixes traz Maíra Lins ao palco online do Gamboa, com direção de Djalma Thurler. A peça conta a história de Clarice, mãe e escritora que revela seu descuido com os peixes de estimação de seu filho, ato que resultou na morte dos dois “vermelhinhos”. Durante todo o espetáculo ela tenta conquistar o espectador/jurado através de micro relatos em que apresenta sua convivência com diversos animais, tudo em uma argumentação repleta de musicalidade, lirismo e identificação.

Já às 19h será reexibido o show Pássaro do Brasil, onde a cantora Cláudia Cunha homenageia a beleza e a difícil condição de ser artista no país nos tempos atuais. E declara amor a esse ofício de passarinho, que doura noite e dia o seu cantar, e resiste.

Domingo (07) mais dois espetáculos na agenda. Às 17h será exibida a peça infantil Barão nas Árvores, inspirada na obra homônima do escritor Ítalo Calvino. A montagem infanto-juvenil tem direção de Guilherme Hunder e traz referências às tradições e canções da cultura popular nordestina, como o Cavalo Marinho. A peça traz para o palco a história do menino Cosme Chuvasco de Rondó – o filho primogênito do barão de Rondó, que decide subir às árvores e nunca mais descer.

Encerrando a agenda da semana, às 19h a atriz Andréa Elia(foto) é o destaque da programação, com o espetáculo A 40tona no Palco da 40tena, uma resposta criativa à crise pandêmica, lançando nas redes sociais uma personagem de si mesma. Atriz e persona se encontram numa aventura mítica inspirada pela deusa japonesa Uzume que, ao realizar uma dança ousada e irreverente, provoca gargalhadas dos deuses, libertando sua irmã que encontrava-se triste e recolhida numa caverna.


SA Agência Digital