quinta-feira, 18 abril 2024
O Pente - Sampa
Tags Posts tagged with "Tais nader"

Tais nader

Foto divulgação

A turnê terá oito dias de show de 11 até 28 de abril

Baixo e voz, o baixo e a voz, o homem e a mulher, o macho e a fêmea. Baixo e Fêmea: o som grave e o agudo, o yin e o yang, o uno e o verso. Formado em 2015 pelo Maestro Luciano Calazans e pela cantora Tais Nader, o projeto arrojado é um show onde apenas o Baixo Elétrico e a voz preenchem o espetáculo completamente, o projeto chega na Europa após um hiato de 4 anos. Estão no roteiro de shows oito cidades do Velho Continente, como: Sevilha (Espanha), Lisboa (Portugal), Malaga (Espanha), entre outras.

Com duração de 70 minutos, ele conta com um repertório bastante eclético, com músicas autorais de cada um deles, parcerias dos dois, revisitando, assim, o melhor da nossa música, incluindo sucessos antológicos como: “Esotérico” (Gilberto Gil), “Avassaladora” (Gonzaguinha), “Comida” (Arnaldo Antunes/ Marcelo Fromer / Sérgio Britto), “Balada de um Louco” (Rita Lee / Arnaldo Baptista / Sérgio Dias), entre outros. Tudo apresentado apenas pelo baixo, ora elétrico, ora acústico, e a voz.

O público é imerso numa vivência única e ao mesmo tempo despretensiosa, com fusão de teatro, música e poesia, num palco ocupado por apenas baixos elétricos – o contrabaixo comum, o fretless e o upright (contrabaixo vertical) – tocados por um só instrumentista, Luciano Calazans, soando ora como uma banda, ora como o próprio instrumento (o baixo).

“Essa deveria ser a definição para a música: “sons sem fronteiras” amo tudo isso. Tudo o que for música, está em meu sangue e em minha alma. E levara minha alma junto à alma da minha parceira de vida, Tais Nader, é uma ressignificação à minha vida, tenho certeza que a dela também.  Estou muito animado de celebrar 10 anos do projeto Baixo e Fêmea que nasceu em nossa casa e que é uma extensão da nossa casa aos palcos do mundo. Viva a arte!”, explica Luciano.

E a voz cantada de Tais Nader, por vezes entregue a solfejos, debruçada em canções e poesias, ou suntuosamente vocalizada, é colocada, assim, também como um instrumento musical e como interlocutor de idéias e ideais. Porém, incrivelmente, mesmo com todo o tanto apresentado, o show é essencialmente leve, divertido e picante.

De acordo com Tais, a turnê nasceu de um convite diretamente da Andaluzia (uma comunidade autônoma da Espanha) antes da pandemia e que não pode ser concretizada à época. O que só mostra que tudo tem seu tempo. “Nessa turnê estaremos em locais que variam de bares a centros populares chegando já no final da turnê a um Festival de Jazz anual de Cadiz que movimenta a cidade. Estamos felizes demais!”. Os ingressos para essa turnê variam em torno de $ 10 euros.

O projeto tem apoio financeiro do Governo do Estado, através do Fundo de Cultura, Secretaria da Fazenda e Secretaria de Cultura da Bahia.

SERVIÇO:

Baixo e Fêmea – Europa

11.04: SEVILHA | Espanha

CPM Cristobal de Morales

Workshop, 12h

12.04: SEVILHA | Espanha

Espacio Cultural Columbre, show 21h

13.04: GELVES | Espanha

Peña Flamenca Alto de La Fuente, show 21h

18.04: LISBOA |Portugal

Samambaia Bar, show 20h

20.04: LAGOS |Portugal

Clube Artístico Lacobrigense – show 21h

25.04: MALAGA | Espanha

La RitmoTK – show 20h (+ workshop 16h)

27.04: CADIZ |Espanha

Festival Internacional JazzVejer, show 20h

28.04: SEVILHA | Espanha

Assejazz, show 21h

Em um show dedicado à rainha absoluta do rock nacional, Rita Lee, a cantora baiana Tais Nader apresenta “Eu também sou Rita Lee”, em seu retorno aos palcos, dia 01 de Julho, às 20h, na Arena do Teatro Sesc Pelourinho.

Cheia de novidades, ela vem acompanhada de uma big band e participações especiais. Hits de Rita Lee que atravessam gerações, como “Mania de Você”, “Baila Comigo”, “Caso Sério”, “Ovelha Negra”, entre outros, estarão no repertório junto com as canções inéditas da cantora lançadas durante a pandemia.

“Trago um repertório que mistura músicas de minha musa Rita Lee em versões originais com arranjos do maestro Luciano Calazans, além de canções minhas que sinto a influência dela na minha forma de compor. Ela é uma inspiração consciente e inconsciente, que quanto mais me descubro como mulher, mais a descubro em mim. Será um momento delicioso, vibrante e essencialmente feminino, que, terei alegria de estar com muitos músicos maravilhosos. Neste show eu recebo como convidados especiais Marcela Bellas e o violonista Duarte Velloso, que me acompanha na canção de sua autoria ‘Tonha e o Formulário’, explica.

Com a banda formada por Beto Martins na bateria, Bruno Michel na guitarra, Luciano Calazans, no baixo, arranjos e direção musical, Letícia Ferreira no violoncelo, Hebert Pacífico na flauta e Sax Baritono, e Rogerys Machado no Trompete. Assim Tais comemora seu retorno aos palcos em grande estilo.

SERVIÇO:
LOCAL: Arena Teatro Sesc Pelourinho
DATA: 01 de julho de 2022
HORÁRIO: 20h
VALOR: R$ 20 (inteira), R$10 (meia) e R$16 para portadores da carteira do SESC

 

A faixa que emana renovação celebra o Dia Internacional do Meio Ambiente e faz parte do novo trabalho da cantora que desde março de 2021 lança um single por mês

O encontro de vida entre Tais Nader e Luciano Calazans já rendeu filhos e frutos, entre eles está a canção “Na Veia e Na Teia”, que chegou no último sábado, dia 05 de junho em todas as plataformas musicais. Com produção independente, a música desconecta para conectar o equilíbrio necessário à qualidade de vida, que serve de acalanto, lembrando o quanto o contato com a natureza influencia na sua paz interior.

Em 2015, Tais ganhou o prêmio de Melhor Intérprete no Festival da Educadora com o single que ainda era desconhecido do público, após seis anos ela lança oficialmente a canção, disponibilizando em todas as plataformas de streaming.

“A ideia de reativar a música foi a percepção de que ela é praticamente inédita, que só foi executada ao vivo e na rádio Educadora FM em virtude do Festival. Fizemos com muita entrega e em um período que precisávamos de calmaria, tranquilidade, mas ela acabou não sendo trabalhada, ficou guardadinha após a premiação pois tive complicações na gravidez e tive que me ausentar de todas as minhas atividades. Neste ano, que estou lançando um single por mês, quis trazer ela de volta no Dia Internacional do Meio Ambiente, com toda verdade que a canção tem e toda vontade que meu coração teve ao compor e tem de agradecer à vida”, explica Tais.

O feat com Luciano nesta canção foi em um momento especial, Tais estava grávida e no meio de muita turbulência Luciano fez a melodia e a desafiou que colocasse a letra, a inspiração veio no mesmo instante e saiu. “Luciano é um artista completo e um músico, maestro e arranjador requisitado. Sei que tenho sorte de tê-lo ao meu lado, as criações fluem com facilidade em nossa casa. E, nesta música, temos todo o pacote deste grande artista completo em máxima potência, e só com os baixos ele apresenta uma banda inteira tocando e orquestrando a natureza.”

“Quando Tais e eu casamos (o nosso namoro já foi um casamento, que, por sua vez, se converteu em muitos namoros até hoje), percebi de cara sua inquietação em tudo o que faz e/ou se propõe a fazer. Ela já era compositora contumaz. Vivia (e vive) cantando melodias e gravando. Numa noite de Setembro de 2014, escrevi uma melodia na pauta. Fui até o quarto e lancei o desafio. Mostrei a partitura a ela e “cantei” a melodia. Perguntei a ela “você já fez letra sobre música”? E ela respondeu assertivamente: “não acho que a música nasce assim. Ela simplesmente vem”. Respeitei o ponto de vista dela . Poucos minutos depois ela me pediu que eu tocasse a música, gravou em seu celular, e na mesmo noite me apresentou a letra , não só pronta, mas todinha em cima da melodia e do ritmo. Assim nasceu “Na Veia e Na Teia”, nossa primeira parceria. A música, é muito complexa e sinuosa. A melodia, cheia de saltos, fica caminhando sobre acorde maior e acorde menor. Houve quem dissesse que “baixou um Jobim em você! “ Exageros à parte, Gravamos a canção que ela interpretou indefectivelmente! A canção tem Voz e três baixos. Um upright, um fretless e um baixo com traste. Ela deu tanta vida à canção que levou o prêmio de melhor intérprete do Festival de Música da Rádio Educadora com nossa parceria. Não preciso escrever de quanto fiquei orgulhoso dessa mulher que não me canso de admirar e, também , de agradecer aos céus por ser escolhido por ela. Recomendo que todos vocês que chegaram até aqui, ouçam a música que está disponível em todas as plataformas. Vale a pena. Foi feita de amor e com muito amor de nós dois, para vocês“, escreveu Luciano em seu instagram.

Produzida apenas com baixo e voz que preenchem a canção, o maestro Luciano Calazans utilizou apenas baixos elétricos – o contrabaixo comum, o fretless e o upright (contrabaixo vertical), soando ora como uma banda, ora como o próprio instrumento, argumentando em sons o que a música traz em palavras, diversidade e interação da natureza.

Aproveite para OUVIR a artista e seguir no instagram @taisnader e @lucianocalazans.

O Parque da Cidade, localizado no bairro do Itaigara, em Salvador, reabre seus portões amanhã(04) com uma apresentação inédita da maior orquestra popular com elementos sinfônicos do Norte e Nordeste da Orquestra Soteropolifônica, que reúne 40 músicos sob a batuta do maestro Luciano Calazans. Os ensaios estão acontecendo no Candeal Ghueto Square, de Carlinhos Brown, uma espécie de padrinho do grupo.

O concerto, marcado para às 11h00 terá participações especiais de cantores consagrados da música brasileira. Muitas surpresas foram preparadas pelo maestro, como a canção “Zamuris” , composição de Luciano, apresentada ao público pela primeira vez  em versão instrumental no concerto realizado pela cantora Ivete Sangalo no show em prol do Hospital Martagão Gesteira, na Arena Fonte Nova, porém em nova roupagem, o cantor Saulo, empresta sua voz  à música que ” é uma declaração de amor mútua, da Soteropolifônica à cidade de Salvador. De qualquer um a qualquer outrem” comentou Calazans.

Saulo ainda cantará “Alegre Menina”, de Dori Caymmi e Jorge Amado, dando espaço para as canjas do cantor Denny da Timbalada em “Obaluaê” e “Deixa a Gira Girar”,  Belô Veloso com “Leãozinho” de Caetano Veloso, Gerônimo e Taís Nader com “Agradecer e Abraçar”  e Lazzo Matumbi com “”Me abraça e Me Beija” e “Negrume da Noite” .

A programação da reabertura do Parque da Cidade inclui ainda o show de Saulo no domingo (05) no mesmo horário.

 

Neste final de semana o Playgrude faz shows em três diferentes cidades do estado: Salvador, Lauro de Freitas e Feira de Santana, dando inicio ao projeto “Playgrude, um show para crianças de todas as idades!”.

A proposta do Playgrude é que cada show seja como uma grande festa, para toda a família, um playground, um quintal para brincar de apertar os botões da memória! Ele surgiu com a gravação do CD infantil com músicas inéditas de Marcela Bellas e Helson Hart, interpretadas por diferentes artistas, e tem sido apresentado nos palcos dos principais palcos de Salvador, como o Teatro Castro Alves, Teatro Solar Boa Vista, Teatro Gregório de Mattos, Pelourinho e outros.

A frente do projeto estão as cantoras e compositoras Marcela Bellas e Tais Nader, dois dos principais nomes da nova geração da música baiana, e o compositor Helson Hart, ganhador por diversas vezes do Troféu Caymmi. Juntos os três artistas apertam o play e botam todos para cantar, dançar e brincar, principalmente no “momento karaokê”!

No repertório do show, além das músicas do disco Playgrude, estão incluídos clássicos da música brasileira, sucessos junto ao público infantil como “Carimbador Maluco” (Raul Seixas), “Emília” (eternizada na voz de Baby Consuelo pela Turma do Balão Mágico), “A história de uma gata” (Os Saltimbancos), “Fico assim sem você” (Adriana Partimpim) e outros.

O Playgrude conquistou crianças e pais já no seu lançamento e tem ganhado novos públicos a cada apresentação, vale acompanhar as datas dos shows desse mês e levar a criançada para fazer parte desta festa:

19/02(sex) – Salvador- Centro Cultural Alagados – R$2/1

20/02(sáb) – Lauro de Freitas- Cine Teatro Lauro de Freitas – R$10/5

21/02(dom) – Feira de Santana- Centro de cultura Amélio Amorim – R$10/5

Sempre às 16h!


SA Agência Digital