sábado, 25 maio 2024
O Pente - Sampa
Tags Posts tagged with "majur"

majur

Com direção e câmera de Karoline Machado, a cantora Majur lançou clipe do mais novo single Na Sua, dando o start para as apresentações do seu próximo album. No elenco uma turma de bailarines incríveis com nomes como Lunna Montty, Safira Sacramento, Marcos Guilherme, Eva Bessa e dando close Dellima e Suhh, na coreografia assinada por Josué Amazonas. As imagens de drone e montagem por Isac Souto, mostram a Baía de Todos os Santos com stylit pelo estilista Vivão. Confira.

Disponível em todas as plataformas digitais, o disco “Ojunifé” da cantora Majur é identidade e grito pulsante. Um verdadeiro caldeirão em ebulição. A direção musical foi assinada por Majur, tendo o álbum contado com produção de Ubunto, co-produção by Dadi, engenheiro de som Funai Costa e os músicos Ricardo Braga e Tais Feijão.

”Agô Agô, Majur chegou! Ojunifé é abertura de caminhos. É a minha vez, de outres que vieram antes. É a chegada de uma ENERGIA. Esse é um movimento de liberdade interior. Esse álbum marca o começo de uma nova era” já deu a letra a cantora sobre o projeto que conta com músicas autorais, inundadas de ancestralidade, negritude raíz, com aquele sentimento de acolhimento e amor.

Agô, Flua, Ogunté com participação de Luedji Luna, Enciéndeme, Aquário, Rainha de Copas feat Liniker, Seja o que Quiser, Última Dança, Nostalgia do Amor e De Novo integram o disco da Majur.

“O amor é fluido, é infinito, descontrolado e perfeito. No amor tudo se cura, se limpa e renova. Pelo amor tudo se vai e volta. Esse é o movimento que nos mantem vives e é o mesmo que me faz forte todos os dias. Se amar é revolucionário”, escreveu a artista em seu instagram.

Aproveite para seguir a cantora no Instagram @majur.

“Eu nunca quis ser alguém, eu quis ser eu mesma.”
“Eu sou ojunifé, e nesse disco, conto com os olhos do amor, as experiências do meu corpo com o mundo, sobre foco e fé à Nova era AFroPop” Majur

Direção criativa e styling: @brunoptl ( Bruno Pimentel)
Fotos: @mar_______vin ( Marcos Florentino e Kelvin Yule)
Beleza: @krisna ( krisna Carvalho)
Designer capa: @thasyabarbosa ( Thasya Barbosa)
Ass. Beleza: @arthur.lordelo ( Arthur lordelo)
Nails: @alinecarvalhonaildesigner
Ass. Foto: @alupapula @_renatogon ( Tamires prado e Renato Toso)
Set: @mangabaproducoes
Cabeça: @eduardolaurino ( Eduardo Laurino)
Produção executiva: @giovanifalcao ( Giovani falcão)

Hiran por Fernando Young

Hoje, 06 de julho, o rapper baiano Hiran coloca no mundo o segundo disco de sua carreira, “Galinheiro”. No dia 26 de junho, o single e clipe homônimo foram lançados nas plataformas digitais e canal do Youtube de Hiran, respectivamente.

O álbum nasce a partir de experiências pessoais do artista, que define o ano de 2019 como um ano emocionalmente desgovernado, mas que o inspirou artisticamente.

“Eu estava vivendo em um ambiente de caos emocional e lutava por migalhas dentro de um contexto que eu mesmo não acreditava. Então quis dar uma resposta a essa realidade através do meu trabalho, produzindo, criando e ganhando com isso. É uma resposta à loucura que 2019 foi pra mim, onde realizei sonhos e ao mesmo tempo estive tão mal por dentro no que se diz respeito ao amor, e também à realidade que me vejo inserido, sendo corpo preto e LGBTQI+, numa conjuntura política deprimente. Mas ainda assim, posso afirmar que “Galinheiro” é um disco de amor no meio desse caos”, conta Hiran.

O disco, com produção musical de Tiago Simões (Cremenow Studio) e Mateus Gonçalves (alohamath), conta com nove faixas, traz alguns feats especiais, como a parceria com Tom Veloso na música “Gosto de Quero Mais”, que tem previsão de lançamento do clipe para o dia 09 de julho. Além de Tom, Hiran contou participações de Majur, Illy, Dicerqueira, Nininha Problemática, Ed Oladelê e Astralplane.

HIRAN
Uma das maiores identidades do Rap Nacional, Hiran, que hoje faz parte da Uns Produções e tem Paula Lavigne como empresária, vem construindo sua carreira aos olhos de grandes artistas como Caetano Veloso, e ao lado de Teresa Cristina, Majur e Banda Dônica. O rapper tem trazido à agenda da música independente brasileira uma nova integração de realidades e influências, buscando um novo ar pro hip hop da Bahia e pro rap queer. Seu último sucesso, “Lágrima”, lançado em agosto de 2019, contou com a participação de Gloria Groove, Baco Exu do Blues e Àttooxxá.
O rapper baiano de 25 anos, abertamente gay, traz novas posturas para o tópico. No primeiro álbum de estúdio, intitulado “Tem Mana No Rap”, com 8 faixas autorais e instrumentais marcantes do seu melhor amigo Tiago Simões, Hiran apresenta a sua visão sobre os problemas que envolvem o contexto político do país. Sua música mistura os toques, beats, suingues, métricas e flows que passeiam entre o ‘grimme’ londrino, o funk carioca, o r&b norte-americano e a vasta gama de possibilidades musicais residentes em Salvador.
Desde 2017 vem marcando forte presença em palcos baianos, paulistas e cariocas. Já participou do carnaval com o grupo BaianaSystem; fez shows de abertura para BNegão em São Paulo; abriu a temporada do programa Cultura Livre; se apresentou no Circo Voador, no Rio de Janeiro, com Letrux e Jeza da Pedra e figurou junto às cantoras Duda Beat (PE) e Ludmilla (RJ) a campanha collab das marcas Melissa e Rider, onde misturam o pop, o funk e o trap pra eternizar a parceria entre marcas co-irmãs, recriando a track “Cheguei” para um novo clipe. Em 2019 se apresentou no badalado Baile da Vogue; na Virada Cultural de São Paulo e no programa Criança Esperança [Rede Globo], além de cantar em diversos camarotes no carnaval de Salvador, se apresentando nos trios elétricos de Daniela Mercury, Psirico e no Camarote Expresso 2222.


SA Agência Digital