sábado, 4 fevereiro 2023
Expresso Salvador
Tags Posts tagged with "Jonga Cunha"

Jonga Cunha

Jonga Cunha

Jonga quis celebrar com os amigos e admiradores o seu aniversário, comemorado nesta segunda-feira, 11 de abril, lançando o seu mais novo livro, o primeiro de ficção intitulado “Nem Tudo é Festa”.

A sessão de autógrafos acontece às 19h, no Restaurante Pereira, do Shopping da Bahia. Com produção independente, as 300 páginas contam de uma forma descontraída uma gostosa estória de tumulto musical, turístico e social.

O livro narra os bastidores de uma estória recheada de confusões, um romance policial de diversão, cheio de vida, suspense, emoção, paixão e muito sexo contada através da vida de dois personagens principais: Joshua e Patric. São mil exemplares, no valor de R$ 50 cada,

Serviço:
Lançamento do livro “Nem Tudo é Festa”
Quando: 11 de abril
Horário: a partir das 19h
Onde: Restaurante Pereira do Shopping da Bahia
Entrada Gratuita
Valor do livro: R$ 50

Uma história intrigante sobre os bastidores da música contada através de dois personagens principais: Joshua e Patric. Recheada de confusão, ação e surpresas, “Nem Tudo é Festa”, é o primeiro romance policial do advogado, músico, radialista e produtor musical, Jonga Cunha. A obra será lançada no dia 11 de abril, às 19h, no Restaurante Pereira do Shopping da Bahia.

“Nem tudo é festa é um livro divertido, cheio de vida, suspense, emoção, paixão e muito sexo, para passar o tempo e se divertir. Foi um desafio muito grande pra mim e levei anos tentando reunir passagens de uma história fictícia que eu tentei elaborar e ela foi desenvolvendo. Hoje me sinto muito realizado porque eu consegui, é uma surpresa até para mim. Foi muito difícil. Eu espero principalmente que as pessoas se divirtam e gostem do livro”, afirma Jonga.

Jonga Cunha

Com produção independente, as 300 páginas contam de uma forma descontraída uma gostosa estória de tumulto musical, turístico e social. O enredo de “Nem Tudo é Festa” está mais na cabeça dos personagens do que na ação. São mil exemplares, no valor de R$ 50 cada.

Mais informações no Instagram @jongacunha

A terceira edição do Alavontê de Mortalha marcou o início dos festejos de momo na capital baiana na última segunda-feira (1). Repetindo o sucesso das edições anteriores,baianos e turistas lotaram o camarote Harém para curtir a noite de celebração, alegria, encantamento, boa música e descontração, vestidos com a mortalha desenhada por Pedrinho da Rocha, criador do Abadá.

Ricardo Chaves, Manno Góes, Jonga Cunha, Magary Lord e Ramon Cruz embalaram o público com sucessos autorais e da músicas baiana, apresentados com novos arranjos,  durante mais de três horas de show.  A plateia cantou e dançou, do início ao fim da folia, ao som de clássicos da animada set list no disputado evento que já faz parte do calendário de festas do verão baiano. O grupo contagiou a todos com as músicas “Cidade miscigenada”,  “We are Carnaval” e “Carnavalizou”, canção lançada recentemente pelo grupo e que exalta a alegria de celebrar a música e a folia baiana. A composição é uma homenagem ao movimento Furdunço.  

Na festa que resgata e valoriza a cultura baiana – realização do Alavontê, Lícia Fábio Produções e Jamil Acruz, os foliões viveram a magia de brincar o Carnaval, no ambiente decorado para a folia carnavalesca, com conforto, segurança e visão privilegiada do circuito da alegria com a turma que vem promovendo noites memoráveis na cidade.

Na sexta-feira de Carnaval (5), o Movimento Alavontê vai sacudir o Circuito Osmar, no Campo Grande. O grupo vai desfilar com o pranchão, no Furdunço, e promete não deixar ninguém parado na avenida. Confira nos clicks de Iracema Chequer quem circulou.

Mais uma edição do Bonfim Laje reuniu uma turma descolada de arquitetos e empresários na tarde dessa quinta(15) dia do Senhor do Bonfim em Salvador. O Bonfim Laje, festa organizada pelos empresários Rosa Cervino e Francisco Xavier, contou com show do grupo Alavontê , reunindo uma turma descolada , que saboreou uma deliciosa feijoada. Os presentes puderam relembrar sucessos atuais e músicas que marcaram a história dos antigos carnavais nas vozes dos cantores Ramon Cruz, Adelmo Casé, Magary Lord, Manno Goes, Ricardo Chaves e Jonga Cunha, integrantes do movimento Alavontê. Confira em nossa galeria de fotos quem prestigiou o Bonfim Laje.

Ramon Cruz Adelmo Casé, Jonga Cunha, Ricardo Chaves, Magary Lord e Manno Goes

O grupo Alavontê, formado por Manno Góes, Ricardo Chaves, Ramon Cruz, Magary Lord, Jonga Cunha e Adelmo Casé , retorna as apresentações nesta terça-feira (06), no Red River Café, no Largo da Mariquita, no Rio Vermelho, a partir das 21h.

O Alavontê é um projeto de integração e diversão musical que nasceu do desejo de amigos, artistas, músicos e compositores consagrados da Bahia de se unirem para tocar, trocar ideias e criar. À la vontê, à vontade, o que rolar. O intuito é promover, provocar, se divertir, se expandir. Compartilhar com todos, artistas e público, seja através das redes sociais, seja através de shows, o seu espaço criativo, produtivo, popular.

O projeto, que reúne os profissionais da música  também para criar novas canções, traz um repertório recheado de grandes sucessos que marcaram a carreira de cada integrante da banda com músicas conhecidas como ‘Não tem Lua’, ‘Minha Estrela’, ‘Circulou’, ‘Frenesi’ e ‘Bola de Sabão’.
Serviço

O quê: Alavontê

Quando? Terças de janeiro (06, 13, 20 e 27) a partir das 21h

Onde?  Red River Café – Rio Vermelho

Valor: FEM R$70,00 e MASC R$ 80,00


SA Agência Digital