quinta-feira, 26 novembro 2020
Tags Posts tagged with "Danilo Cairo"

Danilo Cairo

 

Serviço
O quê: O Último Capítulo – projeto Tem Psicoterapeuta na Plateia
Quando: 07, 14, 21 de 28 de outubro (quartas), às 20h
Onde: YouTube – link de acesso será encaminhado via email no dia do evento
Ingresso consciente –  R$10, R$20, R$30, R$40 e R$50 – SYMPLA 

Com uma linguagem híbrida – um rizoma de áudio visual com elementos cênicos do Teatro – o ator Danilo Cairo estende temporada virtual do espetáculo solo *O Último Capítulo, com apresentações todas as quartas-feiras de outubro (07, 14, 21 e 28), sempre às 20h*. A montagem, estreada em 2018, ganhou adaptações para a transmissão on line que ocorre pelo *YouTube*, em formato itinerante e interativo, diretamente das instalações da Casa Preta Espaço de Cultura.

Na obra, o jovem Matias Deodato, um bacharel em Direito, que se afirma como um grande azarado no mundo e acumulador de infortúnios, decide colocar um ponto final na sua história, transmitindo tudo através de uma live dentro da casa da família em que foi criado desde criança, com o objetivo de realizar uma encenação do seu possível último dia de vida. O ator vai assumindo diversas subjetividades, interpretando na narrativa não só o Mathias, mas também outros personagens da vida do protagonista.

Em seu último capítulo, Matias Deodato transforma sua vida em uma espetacularização da realidade, vai tecendo com muito humor e emoção a relação direta com cada parte desta casa, seus objetos, memórias e com a própria plateia digital; entrelaçando ficção e realidade. Pensamentos sobre o sentido da existência, a metáfora da morte, as contradições do amor, as heranças da família, o que vem a ser a felicidade e quais são os motivos que nós temos pra se manter vivos nos dias de hoje.

Dando continuidade a campanha nacional do Setembro Amarelo, Danilo Cairo e Toca de Teatro realizam o projeto TEM PSICOTERAPEUTA NA PLATEIA, em formato digital. O público assistirá ao espetáculo O Último Capítulo – inspirado em conto escrito em 1833 por Machado de Assis – e, em seguida, ocorrerá um bate-papo virtual com psicoterapeutas convidados.

Para o bate-papo, Danilo Cairo convidou as psicólogas Ludimila Nunes e Ana Lucena de Sá, para falarem a respeito do tema Suicídio na Adolescência: um olhar sobre o comportamento juvenil, no dia 07 de outubro. No dia 14 de outubro, as psicólogas Jeane Tavares e Thaynara Souza Silva irão abordar o tema Suicídio e as Mulheres: A Invisibilidade das Violências Cotidianas.

Foto Diney Araujo

Encerrando o mês Setembro Amarelo! TEM PSICOTERAPEUTA NA PLATEIA em defesa da VIDA!

Segunda-feira, 28/09, as 20h: Espetáculo O ÚLTIMO CAPÍTULO + bate-papo sobre Suicídio na Adolescência com Ludimila Nunes (BA) e José Alberto Roza (SP)

SINOPSE:

Em plena pandemia, Matias, personagem do ator Danilo Cairo,  decide colocar um ponto final na própria história, mas para isso resolve fazer uma espécie de espetáculo-live dentro da casa em que foi criado.

Ao revisitar as suas memórias a partir dos cômodos e objetos da sua casa, Matias compartilha ao vivo com o público suas histórias, apresenta os personagens da família e os seus questionamentos sobre o sentido da vida, a morte, os sonhos até a grande revelação que acontece no final do espetáculo.

Será que a vida que a gente constrói não passa de um sonho? De um espetáculo? De uma live?

Ingressos para todos os bolsos e corações no SYMPLA.

Mais informações e aproveite para seguir  no Instagram  @tocadeteatro

Foto Diney Araújo

Danilo Cairo 📷 Diney Araújo

Serviço

O quê: O Último Capítulo – solo com Danilo Cairo
Quando: 04, 11 e 18 de setembro, 20h
Onde: Sala do Coro do Teatro Castro Alves
Ingresso: R$ 30 inteira e R$ 15 meia – disponíveis para compra no site www.ingressorapido.com.br

Integrando a campanha nacional SETEMBRO AMARELO, a montagem *O Último Capítulo* – solo com o premiado ator baiano Danilo Cairo, inspirado no conto escrito em 1883 por Machado de Assis – volta a cartaz para curta temporada nos dias 04, 11 e 18 de setembro, às 20h, na Sala do Coro.

Com o objetivo de reforçar e potencializar a importantíssima campanha, o projeto realizará diariamente o bate-papo _TEM PSICOTERAPEUTA NA PLATÉIA_, com dois profissionais da área de psicologia sobre o tema abordado na obra: suicídio. A ação conta com o apoio do Centro de Valorização da Vida (CVV), do Núcleo de Estudo e Prevenção ao Suicídio (NEPS) e da Associação Brasileira de Estudo e Prevenção ao Suicídio (ABEPS).

A montagem baiana incorpora à atmosfera tragicômica do texto um tom intimista, interativo e contemporâneo, que caminha sobre o terreno misterioso da representação do narrador-suicida Matias Deodato – um bacharel em Direito que se afirma como “um grande caipora, o mais caipora de todos os homens”, um azarado que acredita acumular na vida uma sequência de infortúnios que justificam a sua decisão.

Para isso, Mathias decide montar um espetáculo de teatro com o objetivo de encenar o seu último dia, compartilhando com o público as histórias da sua vida e pensamentos sobre o sentido da existência, a metáfora da morte, as contradições do amor, as heranças da família e questionando o que vem a ser a felicidade e quais são os motivos que nós temos pra se manter vivos nos dias de hoje.

“Cansado e aborrecido, entendi que não podia achar a felicidade em parte nenhuma; fui além: acreditei que ela não existia na terra, e preparei-me desde ontem para o grande mergulho na eternidade. Será que a vida que a gente constrói não passa de um sonho? De um espetáculo? ” pergunta- se a personagem.

A partir desse enredo, de passagens autobiográficas e de questões que abordam esperança, amizade, contradições, realização, sonho, vida e morte, o ator Danilo Cairo vai assumindo diversas subjetividades e tecendo sua relação com o universo machadiano e a plateia; entrelaçando ficção, memória e realidade.

O espetáculo, montado em 2018 para comemorar os 15 anos de carreira do ator Danilo Cairo, tem direção de Kleber Sobrinho e Rui Manthur, o espetáculo reinventa o próprio conto, ao explorar a metalinguagem e as interfaces ficcionais que podem nascer das possíveis identidades, defendidas pelo intérprete, para recontar e mesmo recriar essa narrativa, como, por exemplo, transpor o local de nascimento do protagonista, Matias Deodato, de Corumbá (Mato Grosso do Sul) para o Recôncavo Baiano; ou ainda inserir memórias familiares que dialogam com as experiências da personagem.

O texto é do próprio ator e do dramaturgo Daniel Arcades, vencedor na categoria Texto do Prêmio Braskem de Teatro 2016. A obra propõe conectar essa história com dramas da atualidade e referências locais. Um olhar para a percepção da felicidade nos aspectos simples da vida. Sinalizar para a dimensão do que é contar com um amigo ou amiga em momentos limites da vida. Falar de aflições para quem sabe se fortalecer, renascer e transformar-se. Mudar e reconfigurar o caminho.

Setembro Amarelo
O Brasil registra um suicídio a cada 45 minutos, de acordo com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS). Na Bahia, de acordo com os mesmo dados, uma pessoa se suicida diariamente. Com isso, o Toca de Teatro propõe a realização das três primeiras edições do TEM PSICOTERAPEUTA NA PLATÉIA: um projeto artístico formativo que prevê a realização de apresentações de O Último Capítulo mais um bate-papo com dois profissionais da área de psicologia de linhas distintas.

Os especialistas mediarão uma conversa com o público sobre o tema abordado na obra, ampliando as possibilidades de diálogos e aprofundamentos sobre o assunto apresentado. No dia 04 de setembro, o tema é Suicídio e as Relações Pessoais, com os psicólogos Avimar Júnior e Luca Tateo. Já no dia 11 de setembro, as convidadas Ludimila Nunes, Soraya Carvalho e Maria José Carvalho falarão sobre Suicídio na Adolescência.

Por fim, no dia 18 de setembro, o tema do bate-papo é Suicídio e a Espetacularização na Era Digital, com os especialistas Maria Virgínia Dazzani e Marcelo Veras. A campanha nacional SETEMBRO AMARELO, uma iniciativa do Centro de Valorização da Vida, do Conselho Federal de Medicina e da Associação Brasileira de Psiquiatria. O bate-papo também contará com a participação de representantes dessas instituições, que apoiam o projeto idealizado por Danilo Cairo.

Bululú por Diney Araújo

Depois de conquistar a mais importante categoria do Prêmio Braskem de Teatro 2015, a de melhor espetáculo adulto, além do prêmio de melhor ator, dividido de forma inédita entre os intérpretes Danilo Cairo e João Guisande, o espetáculo Bululú – Estórias da Invenção do Mundo” retorna aos palcos para uma curta temporada no Teatro Sesi Rio Vermelho em Salvador. As apresentações acontecem de 08 a 30 de outubro, sempre aos sábados e domingos às 20h.

Resultado de um intercâmbio cultural na Europa, o espetáculo foi escrito e dirigido pelo premiado Moncho Rodriguez (Caetana), apresentando a saga de dois comediantes muito especiais: Amadeus (Danilo Cairo) e Bartolomeus (João Guisande), tão antigos como o próprio teatro, o que é o mesmo que dizer: tão antigos como a Terra. Acabaram de chegar a um lugar onde pensam realizar o seu oficio de cada dia, ou seja, representar.

foto-diney-araujo-4

 

Preparam os seus instrumentos, as suas roupas e máscaras e decidem contar o famoso romance da Invenção do Mundo, inspirado no Grande Teatro del Mundo, de Calderón de La Barca. Recitam, explicam e comentam todos os momentos do seu texto até que Bartolomeus começa a questionar a razão de estarem ali.

A obra é uma visão crítica e divertida do universo do teatro, da realidade, do sonho, da vida, do ator e do espectador na sociedade contemporânea, onde todos, sem sabem, representam uma personagem que finge não representar.

SERVIÇO:

O QUE: Espetáculo “Bululú – Estórias da Invenção do Mundo”

ONDE: Teatro SESI – Rio Vermelho

QUANDO: 08 a 30 de outubro de 2016 (Sábados e Domingos) às 20h

QUANTO: R$ 15,00 (meia-entrada) e R$ 30,00 (inteira).

Bululú por Edinah Mary

Resultado de um novo intercâmbio cultural na Europa, o espetáculo Bululú – Estórias da Invenção do Mundo, foi escrito e dirigido pelo premiado espanhol Moncho Rodriguez (Caetana) e interpretado pelos atores Danilo Cairo (Compadre de Ogum, Outra Tempestade, Atire a Primeira Pedra) e João Guisande (A Capivara Selvagem, Amnesis, Bonitinha, mas Ordinária). Depois do sucesso da temporada de estreia, o grupo Toca de Teatro comemora suas 03 indicações ao Prêmio Braskem de Teatro (Melhor Espetáculo Adulto, Melhor Ator para Danilo Cairo e Melhor Ator para João Guisande) com a montagem, realizando 04 únicas apresentações nesse final de semana, nos dias 09 e 10, e na próxima, 16 e 17,  aos sábados e domingos, no Espaço Cultural da Barroquinha, sempre às 19h.

A montagem conta a saga de dois comediantes muito especiais: Amadeus (Danilo Cairo) e Bartolomeus (João Guisande), tão antigos como o próprio teatro, o que é o mesmo que dizer: tão antigos como a Terra. Acabaram de chegar a um lugar onde pensam realizar o seu oficio de cada dia, ou seja, representar. Preparam os seus instrumentos, as suas roupas e máscaras e decidem contar o famoso romance da Invenção do Mundo, inspirado no Grande Teatro del Mundo, de Calderón de La Barca.

Foto Edinah Mary (1)

Recitam, explicam e comentam todos os momentos do seu texto até que Bartolomeus começa a questionar a razão de estarem ali. Para que servem os cômicos? E as palavras? E os sonhos? Estas e outras questões abalam o mundo dos dois comediantes e levantam-lhes ainda outra dúvida: deverão escolher a ação da arte ou uma sociedade cada vez menos poética, menos sensível e mais consumista?

A obra que acaba de voltar de uma circulação pelo nordeste brasileiro onde realizou algumas apresentações em cidades do interior e na capital dos estados de Sergipe e Pernambuco é uma visão crítica e divertida do universo do teatro, da realidade, do sonho, da vida, do ator e do espectador na sociedade contemporânea, onde todos, sem sabem, representam uma personagem que finge não representar.

SERVIÇO:

O QUE? Espetáculo “Bululú – Estórias da Invenção do Mundo”

ONDE?  Espaço Cultural da Barroquinha (em frente a Praça Castro Alves, ao lado do Espaço Unibanco de Cinema).

QUANDO? Dias 09, 10, 16 e 17 de janeiro de 2016 às 19h.

QUANTO? R$ 10,00 (meia-entrada) e R$ 20,00 (inteira)

 INFORMAÇÕES: (71) 3202 – 7880 (Espaço Cultural da Barroquinha)

(71) 99173 – 8583 / tocaproducao@gmail.com (Produção)

 

Redes Sociais: Toca de Teatro (Facebook)

@tocadeteatro (Instagram)

Danilo Cairo e João Guisande em Bululú por DIney Araújo

Após o sucesso da montagem Bartolomeus, a Toca de Teatro, apresenta em Salvador, uma nova encenação com o diretor Moncho Rodriguez,  intitulada Bululú – Estórias da Invenção do Mundo. A peça, fruto da residência artística do grupo na Europa, tem no elenco os atores Danilo Cairo e João Guisande, com estreia para essa sexta(06), às 19h, no Teatro Sesc Senac Pelourinho.

A  vida de dois comediantes tão antigos como o próprio teatro, o que é o mesmo que dizer: tão antigos como a Terra?, são apresentadas na saga de Bululú. Ambos  acabaram de chegar a um lugar onde pensam realizar o seu oficio de cada dia, ou seja, representar. Preparam os seus instrumentos, as suas roupas e máscaras. Recitam, explicam e comentam todos os momentos do seu texto até que começam a questionar a razão de estarem ali. Para que servem os cômicos? E as palavras? E os sonhos? Estas e outras questões abalam o mundo dos dois comediantes e levantam-lhes ainda outra dúvida: deverão escolher a ação da arte ou uma sociedade cada vez menos poética, menos sensível e mais consumista?

No vídeo assinado por Rogério Vilaronga e com arte gráfica de Lucas Modesto, os personagens fazem uma intimação ao público, para comparecer ao Teatro. Com realização da Toca e Fafe Cidade das Artes/ Município de Fafe, o espetáculo fica em cartaz até o dia 28 de novembro.

 

 


SA Agência Digital