quinta-feira, 29 julho 2021
Tags Posts tagged with "Ceu"

Ceu

Skol e Governo da Bahia apresentam a terceira edição do festival No Ar Coquetel Molotov na capital baiana no dia 14 de janeiro no Museu du Ritmo, bairro do Comércio em Salvador.  O evento nascido em Recife, já realizou edições em Salvador nos anos de 2010 e 2011, trazendo artistas de peso na cena internacional como Dinosaur Jr. (EUA), SoKo (França) e Guillemots (Inglaterra) e Tom Zé.

Céu, OQuadro, Ava Rocha, Boogarins, Giovani Cidreira, Ventre, Bagum e Lívia Nery estão na programação de shows no local em dois palcos com shows que começam a partir das 17h, tendo ainda uma feira cultural com expositores da área de moda e design.

Fazendo no festival No Ar o show do elogiado disco “Tropix” (Slap, 2016), a cantora paulista Céu ganhou neste ano o prêmio de “Melhor Álbum de Pop Contemporâneo em Língua Portuguesa” no último Grammy Latino. Em seu disco mais recente, Céu brinca com beats em um trabalho sintético, noturno, reluzente em um mergulho neste universo de texturas artificiais. “Tropix” atravessa diferentes experimentos sônicos da segunda metade do século passado: o trip hop dos anos 90, a discoteca do final dos anos 70, o R&B dos anos 80 e o casamento do hip hop com a música eletrônica.

Outra atração bastante aguardada para o evento em Salvador é a banda goiana Boogarins, que atualmente é a banda brasileira que mais se destaca no cenário independente no exterior. Só em 2016, a banda fez duas turnês pela Europa e pelos Estados Unidos, onde lançaram o seu segundo disco pelo selo Other Music e distribuição da Fat Possum. Seu rock and roll está enraizado nas tradições do Tropicalismo nutrido na cultura contemporânea música global com muitos toque de psicodelia nas guitarras.

A cantora Ava Rocha, filha do cineasta baiano Glauber Rocha, vai se apresentar pela primeira vez em Salvador e é hoje uma das mais importantes artistas desta geração. Seu primeiro álbum solo, “Ava Patrya Yndia Yracema” lançado em 2015 foi incluído em diversas listas de melhores do ano, entre elas, as listas da revista Rolling Stone e a do crítico Ben Ratliff, do jornal norte-americano The New York Times. Também em 2015 ganhou o prêmio de artista revelação da Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA), além dos prêmios de “melhor hit” e “artista revelação” no Prêmio Multishow 2015.

O festival No Ar também apresenta o show da banda carioca Ventre, uma das revelações do cenário alternativo brasileiro. Formado por Larissa Conforto (bateria), Hugo Noguchi (baixo) e Gabriel Ventura (guitarra e vocal), a Ventre tem algo de stoner-rock e mais além com digressões pop e camadas de efeito e faixas que se conversam num misto de prazer e trivialidades. Seu disco de estreia homônimo foi lançado no final de 2015 com a produção da banda e parceria de vários amigos. Atualmente, o grupo divulga o DVD “Ao Vivo no Meyer” (20l,,16) em que mostra toda a força de sua música.

Dentre as atrações baianas que vão se apresentar no festival nos palcos do Museu du Ritmo está o grupo OQuadro. A banda mescla influências que passam pelo hip-hop, rap, ijexá e afrobeat, entre outros estilos. Após mais de dez de carreira, o grupo lançou seu primeiro álbum, o autointitulado “OQuadro”, em 2012, com participações do cantor Guilherme Arantes e da rapper Lurdez da Luz. Com o lançamento do disco, a banda conseguiu maior visibilidade fora da Bahia e até internacionalmente, participando de festivais na Inglaterra (Bass Festival) e na Dinamarca (Roskilde).

O cantor Giovani Cidreira começou sua carreira em 2006, como vocalista da Velotroz, banda conhecida no cenário rocker independente de Salvador. Em 2014, lançou seu primeiro EP solo, depois de vencer o prêmio de Melhor Música com Letra (“Ancohuma”) no XII Festival de Música da Rádio Educadora FM. Em 2017, Giovani vai lançar o seu primeiro álbum solo, por meio do projeto Natura Musical.

Cantora e compositora nascida em Salvador, Livia Nery leva para o palco suas experiências com teclado, sampler, voz e loop stations, numa experimentação musical que cruza música urbana com soul e cancioneiro popular do nordeste brasileiro. Este ano, fez apresentações no Rio de Janeiro e Buenos Aires, além de ter participado da coletânea “Pulso 2016”, fruto da residência artística na Red Bull Station, em São Paulo.

O trio instrumental Bagum é representante de uma novíssima cena musical baiana, nascido em 2016. Com um EP novo a ser lançado no festival, o projeto basicamente instrumental, cujo nome pode remeter a “bagunça”, vem com influências fortes de new jazz, hip-hop, post-rock e ritmos afro-brasileiros.

Os ingressos para o No Ar Coquetel Molotov em Salvador já estão à venda no SYMPLA, pelos valores de R$ 20 (meia), R$ 40 (inteira) e R$ 30 (social). Para ter direito a ingresso pelo valor Social, é preciso doar um livro infantil (não-didático) no dia do evento. As doações serão entregues após o evento à Biblioteca do Lalá no Rio Vermelho.

SERVIÇO:

O QUE: Festival No Ar Coquetel Molotov – Edição Salvador com Céu, OQuadro, Ava Rocha, Boogarins, Giovani Cidreira, Ventre, Bagum e Lívia Nery

QUANDO: Sábado, dia 14 de janeiro de 2017, a partir das 17h.

ONDE: Museu Du Ritmo (Travessa do Cais do Ouro – Comércio), em Salvador.

QUANTO:  R$ 40 (inteira), R$ 30 (social) e R$ 20 (meia-entrada).

ONDE COMPRAR: SYMPLA | Ingresso social com doação de livro infantil não-didático.

 

Salvador recebe nesse sábado(23) o show da nova turnê do álbum Tropix, da cantora e compositora Céu. Depois de rodar sete cidades na Europa, dez nos Estados Unidos e duas no Canadá, além de São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ) e Campina Grande (PB), o lançamento do quarto álbum de estúdio e quinto da carreira da paulista chega ao Pelourinho na capital baiana.

A apresentação inaugura o projeto Mais Música Brasil, da produtora Maré Produções Culturais (capitaneada pela produtora cultural baiana Fernanda Bezerra), e será no Largo Tereza Batista, no Centro Histórico.

 

Neste seu novo trabalho, Céu brinca com beats. Debruçada sobre a luz do monitor, ela move o cursor de lá para cá, clicando e arrastando frases musicais traduzidas em gráficos horizontais. E por mais fluidos e quentes que sejam os sons que ela manipula, eles se traduzem em uma linguagem dura, reta, quadrada e fria. Graves encorpados, vocais sussurrados, ritmos malemolentes – todo calor humano desaparece quando visualizado por gráficos de programas de edição de áudio. Foi quando ela percebeu a constância do ritmo na sequência de picos de uma determinada onda sonora e um clique soou – dentro dela.

Tropix é um mergulho no universo de texturas artificiais que atravessa diferentes experimentos sônicos da segunda metade do século passado: o trip hop dos anos 90, a discoteca do final dos anos 70, o R&B dos anos 80, o casamento do hip hop com a música eletrônica. No entanto, não é uma viagem no tempo. O novo disco de Céu é um olhar do século 21 e traça uma genealogia pessoal de um mundo musical específico, um processo semelhante à viagem jamaicana feita em seu disco-irmão Vagarosa. Mas este era um disco que habitava o vasto e imponente cânone do reggae, e sua conexão com o sotaque brasileiro da musicalidade de Céu fazia um sentido sentimental lógico, devido à conexão entre as tradições musicais dos dois países.

Os ingressos estão à venda no SYMPLA por R$ 60 + taxa.

SERVIÇO:

O QUE: Tropix por Céu

ONDE: Praça Thereza Batista, Pelourinho, Centro Histórico

QUANDO: Sábado(23) a partir das 21h

QUANTO: R$ 60

ONDE COMPRAR: Sympla

 

 

Shows incríveis marcaram a primeira edição do Festival Sangue Novo, realizado na tarde do último sábado(29),  no Museu du Ritmo em Salvador. O dj Mauro Telefunksoul foi o responsável pelo inicio da festa, que contou com show de abertura da banda Vivendo do Ócio apresentando um rock moderno e cheio de vida à rapaziada que chegou cedo ao evento. Em seguida, foi a vez do cantor e compositor Dão mostrar toda a sua malemolência musical. A marca de t-shirts e t-dress da estilista Karol Farias, T.Camisetaria, completou um ano de sucesso e aproveitou para apresentar um desfile cheio de atitude dentro do Festival. Karol convidou amigos e profissionais super ousados e autenticos de diversas areas das artes para emprestar sua verdade, na passarela do museu. Foram eles: Gil Vicente(ator e dramaturgo), Ieda Oliveira(Artista plástica), Cecília Amado(Cineasta), Juliana Rabinovitz(Estilista), Renata Bastos(Cantora), Renata Menezes(Jornalista), Jerônimo Sodré(Dj), Rainha Loulou(Ator Transformista), Peu Tanajura(Cantor) e eu/Uran Rodrigues (Fotógrafo e RP). Marcia Castro , convidada pelo jornalista e apresentador do evento, Hagamenon Brito, subiu ao palco para colocar todos no sambinha romantico. O gaúcho Filipe Catto foi o penúltimo à cantar, com um pouco da sofrência de suas canções. Por fim , a cantora Céu fechou a noite com chave de ouro, com muita energia e euforia. Confira nos clicks de Francielly Costa os looks de quem circulou e os melhores momentos do show.

Céu

A primeira edição do  Festival Sangue Novo, chega a Salvador movimentando a cena musical, apresentando o que existe de melhor na moderna e atual Música Popular Brasileira- MPB. Um evento eclético, que traz em sua grade de atrações, nomes de peso nacional como o gaúcho Filipe Catto, a baiana Marcia Castro, a paulistana Céu e os jovens soteropolitanos da Vivendo do Ócio e o cantor e compositor Dão e Caravanablack.

Prestes a lançar pela Natura Musical(08/09), em todas as plataformas digitais, o seu terceiro álbum intitulado Tomada, Filipe apresentará no show canções dos discos “Fôlego” e “Entre Cabelos, Olhos e Furações”, sendo aguardadas as inéditas, como a que compôs com Moska, “Depois de Amanhã”.

O evento já inicia sua programação na tarde dessa sexta(28) com encontro gratuito, realizado na Livraria Cultura do Salvador Shopping, com a cantora Céu, tendo os fãs da artista, momento de bate-papo e sessão de autógrafos a partir das 18 horas com entrada limitada aos primeiros 150 primeiros que chegarem.

 

O evento é uma realização da Maré Produções Culturais, em parceria com a Globo FM, contando com o patrocínio da GVT, através do Programa Faz Cultura. O festival será realizado no dia 29 de agosto, no Museu Du Ritmo às 16 horas, com o som do dj Mauro Telefunksoul e ainda desfila T. Camisetaria da estilista Karol Farias.

SERVIÇO

O QUE: Festival Sangue Novo com Vivendo do Ócio, Dão e a Caravanablack, Céu, Filipe Catto & Marcia Castro. Desfile da T. Camisetaria e Dj Mauro Telefunksoul
ONDE: Museu Du Ritmo
QUANDO: Sábado(29) às 16 horas

CLASSIFICAÇÃO: 18 anos

QUANTO: Pista Inteira: R$ 40,00 / Pista Meia: R$ 20,00/ Formas de pagamento: Apenas Dinheiro.


SA Agência Digital