quinta-feira, 18 abril 2024
Jade Showroom
Tags Posts tagged with "Zé Manoel"

Zé Manoel

O encontro entre Zé Manoel e Luedji Luna – duas potências da cena contemporânea – em uma das canções mais bonitas da atualidade e que tem ganhado o telespectador da novela Pantanal na rede Globo, acaba de ganhar um clipe sensível e elegante dirigido por Gil Alves e Wendel Assis.

“Não negue ternura”, faixa presente no elogiado último álbum do pernambucano, “Do meu coração nu”, indicado ao Grammy de 2020, agora surge com cenas que ressaltam sentimentos como respeito e carinho.

“O fio condutor de todo processo é o afeto e admiração mútuas, a vontade de estar e realizar coisas juntos. ‘Não Negue Ternura’ é a materialização do amor como ato revolucionário, uma tecnologia antiga do povo preto e indígena neste país que nos violenta e mata todos os dias. Quando falamos de amor preto, falamos também de auto-amor e auto-cuidado”, desabafa Zé Manoel.

A dupla de diretores já fez bonito na primeira parceria com Zé Manoel, no premiado “Adupé Obaluaê”. “Desta vez entregamos um clipe que celebra o amor preto vividos por amores reais. Casais que entregaram seus afetos no encontro entre Zé Manoel e Luedji. É o amor buscando espaço numa construção física e psicológica, representados com muito afeto”, analisa Gil Alves.

Realizado pela Maré Produções e Marias Produtora, o filme tem locação e figurino que destacam ainda mais a elegância do trabalho de Zé Manoel e Luedji Luna. Os artistas vestem a coleção “Caminhos das Águas” da estilista Mônica Anjos, que retratam a ancestralidade. As imagens foram captadas em Salvador, na Casa das Árvores, um casarão sustentável projetado pelo arquiteto Técio Filho.

“Este clipe é o resultado do encontro de afetos, competências e excelência preta. Uma equipe majoritariamente preta, comandada por Gil Alves e Wendel Assis, dois excelentes diretores de gerações diferentes, mas unidos pelo talento e vivência como homens pretos que trabalham com arte. A presença feminina na equipe também é muito forte e potente. Além da participação de Luedji Luna, uma das mais importantes artistas e cronistas brasileiras do nosso tempo”, ressalta Zé Manoel.

Foto Gil Alves em ADUPÉ No click de Maria Mango

Estão abertas as votações para as melhores produções audiovisuais do Music Video Festival com fortes concorrentes baianas na disputa.

Os vídeos selecionados para a oitava edição do prêmio, foram produzidos no período de 14 de setembro de 2019 à 28 de novembro de 2020, sendo avaliados os melhores videoclipes nacionais e estrangeiros, refletindo a intensa e pulsante produção em vídeo e música, mesmo em tempos de pandemia.

Foram mais de 1000 videoclipes enviados para um júri especial com mais de 100 pessoas do mercado, entre criativos, produtores, diretores e artistas.

Dos projetos realizados por diretores baianos, temos o videoclipe ADUPÉ OBALUAÊ, do pianista, cantor e compositor Zé Manoel. Um videoclipe carregado de ancestralidade, que trás uma abordagem estética e visual sobre a cura através da dança, e foi dirigido por Gil Alves (que também atua no videoclipe) e Wendel Assis.

ADUPÉ está entre os finalistas como Melhor Fotografia, Melhor Coreografia (Coreógrafo Jorge Silva) e Melhor Videoclipe Nacional, junto aos videoclipes de Elza Soares, Black Alien, Céu, Criolo e Milton Nascimento, Glória Groove e Manu Gavassi, dentre outros artistas nacionais.

 

Àttooxxá
Hiran

 

Grandes destaques também na Categoria Mellhor Live ou Apresentação gravada de música, com BaianaSystem na Live Deja Vu Máquina de Louco e Àttøøxa Feat. Hiran Performance no Afropunk 2020 (Dirigido por Bruno Zambeli).

Bruno Zambeli


Para Bruno foi incrível conectar o estado com as maiores raízes africanas do país no Planet AFROPUNK. “A Bahia é onde tem mais gente preta fora da África e usamos dessa tecnologia através da música, da cultura, da arte para unir. Criamos tendência há bastante tempo e o Planet AFROPUNK foi uma forma excelente de nos conectarmos globalmente e mostramos isso para o mundo.”

 

As votações seguem até o dia 25/01 e a premiação on-line ocorre no mês de fevereiro.

 

Votação Melhor Videoclipe:

https://votacao.musicvideofestival.com.br/selecao/16

 

Votação Melhor Live ou Apresentação gravada de música:

https://votacao.musicvideofestival.com.br/selecao/23

 

O m-v-f- awards 2020 é a uma realização da Cinnamon Comunicação e conta com a parceria da Converse, Noodle, MIS – Museu da Imagem e do Som de São Paulo, UK Music Video Awards, Hits Perdidos, Buenos Aires Music Video Festival, Bogotá Music Video Festival e We Direct Music Video Latino.

 

 

Com direção artística de Gil Alves, o cantor, pianista e compositor Zé Manoel apresenta na segunda, dia 19 de outubro em todas as plataformas digitais, single e clipe de “Adupé Obaluaê”.

”Essa canção, surgiu num sonho, o refrão cantado por um coro, acompanhado por uma percussão vibrante. Acordei na mesma hora e gravei no celular acompanhando com o piano. Uma canção de cura através da dança.” contou o artista.

A música faz parte do quarto álbum de Zé,  previsto para o dia 26 de outubro. Com 11 faixas, o disco “Do Meu Coração Nu”,  traz uma nova fase do artista e conta com participações de nomes como Luedji Luna, do maestro Letieres Leite da Orquestra Rumpilezz,  da cantora norte americana Gabriela Riley, num projeto onde aborda questões raciais, através de críticas sociais, do amor preto, do diálogo com outros artistas e pensadores pretos, com o intuito de reconstruir as histórias perdidas na diáspora africana.

Capa do Single

Com produção de Luisão Pereira e participações de músicos como Stephane San Juan, Kassin, Alberto Continentino, o álbum será lançado simultaneamente no Brasil pela Jóia Moderna e no Japão pela Core PORT, além de lançamento em vinil prevista pra 2021 pelos selos em parceria, Assustado Discos e Discos Ao Leo.

Novidades no Instagram @ze_manoel.

Sobre o artista

Gravado por artistas como Ana Carolina, Elza Soares, Fafá de Belém, Zé Manoel tem 3 discos e um DVD lançados no Brasil, sendo 2 editados no Japão.

Delírio de um Romance a Céu Aberto (2016), vencedor do Prêmio da Música Brasileira na categoria Projeto Especial, com participações de nomes como Elba Ramalho, Juçara Marçal, Tiganá Santana e com composições em parceria com Vanessa da Mata, Arthur Nogueira, dentre outros, lançado pelo selo Joia Moderna.

Em 2019, pelo mesmo selo, lançou o DVD ao vivo, homônimo, com participações de Virgínia Rodrigues, Mariana Aydar, Ava Rocha, dentre outros nomes, com direção de Paulo Borges.

O álbum Canção e silêncio (2015), lançado através do edital Natura Musical, produzido pelo saudoso Carlos Alberto Miranda e por Kassin, teve uma edição japonesa, lançada pelo selo Core PORT, figurando nas listas de melhores lançamentos de 2015 no Japão e com vasta cobertura por revistas especializadas

E seu disco de estreia Zé Manoel, com lançamento independente no Brasil e no Japão pelo selo Dessinée Production.

 Fotos Maria Mango


SA Agência Digital