sábado, 4 fevereiro 2023
Carpe Diem Morro
Tags Posts tagged with "Universidade Livre do Teatro Vila Velha"

Universidade Livre do Teatro Vila Velha

O BaianaSystem colou com o Vila! No dia 15 de junho, quarta-feira, 20h, o grupo reúne artistas da música e realiza com eles o show “Revilavolta”, com o objetivo de arrecadar fundos para a campanha de financiamento coletivo em apoio ao Teatro Vila Velha. No palco, o Baiana atua como anfitrião de uma espécie de ensaio aberto, onde toca junto aos músicos Ronei Jorge, Nancy Viegas, Livia Nery, Vandal, Junix e Ivan Sacerdote e também apresenta faixas de “Duas Cidades”, seu novo disco. Toda a venda de ingressos será revertida para a campanha “Cole com o Vila, velho”.

O nome do show é uma referência ao projeto que aconteceu em 1996, momento em que o Teatro Vila Velha era reconstruído, sem que fosse interrompida a sua programação. O “Revilavolta” acontecia entre os escombros, reunindo numa mesma noite cerca de dez bandas, além de videomakers, bailarinos, performers e artistas plásticos. Entre os grupos, nomes expressivos da cena alternativa dos anos 1990, como Mundamundistas, Jardim de Infância, Jonga e os Alegres, Márcio Mello e Banda Crac!, da qual faziam parte Nancy Viegas e Roberto Barreto, guitarrista do BaianaSystem.

“Revilavolta” traz também o simbolismo de dar uma volta na situação financeira do Teatro Vila Velha, tendo o público como aliado. Através do show, o BaianaSystem mobiliza a população para que reconheça a importância do Teatro Vila Velha e defenda a existência desse espaço, que já abrigou momentos emblemáticos da cultura e, especialmente, da música brasileira, como os shows “Nós, por Exemplo”, em 1964, que reuniu pela primeira vez Caetano, Gal, Gil, Bethânia e Tom Zé; “Desembarque dos Bichos depois do Dilúvio Universal”, em 1969, que deu origem aos Novos Baianos, além do projeto “Meia Noite se Improvisa” e do próprio “Revilavolta”, nos anos 90. Foi também no Vila que aconteceu a primeira temporada de shows do BaianaSystem, no final de 2009.

Ao comprar o ingresso para o “Revilavolta”, o público contribui automaticamente para a campanha “Cole com o Vila, velho”, de apoio à manutenção do Teatro Vila Velha, que passa por dificuldades financeiras. Outras colaborações também podem ser feitas através do site , com recompensas diversas.

SERVIÇO:

O QUE: REVILAVOLTA com BaianaSystem + Nancy Viegas, Ronei Jorge, Livia Nery, Vandal, Junix e Ivan Sacerdote

QUANDO: Quarta(15), 20h

ONDE: Teatro Vila Velha, Avenida Sete de Setembro, Salvador, Bahia

QUANTO: R$60 (inteira) e R$30 (meia)

ONDE COMPRAR: Site INGRESSO RAPIDO ou na Bilheteria(Aberta nos dias: 9 e 10/6, das 15h às 18h; 11/6, das 18h às 20h; 12/6, das 17h às 19h; 14/6, das 15h às 18h; e 16/6, dia do evento, a partir das 15h. No dia 13/6 (segunda-feira) a bilheteria não funciona.

*O valor arrecadado será revertido para a campanha “Cole com o Vila, velho”

 

Marcio Meirelles em cena

O público baiano terá a chance de assistir até o final do mês de agosto, de uma única vez, a cinco peças escritas pelo romeno Matéi Visniec, um dos dramaturgos contemporâneos mais aclamados pela crítica internacional. Com todos os espetáculos dirigidos pelo encenador Marcio Meirelles, o Projeto Matéi traz as obras Fronteiras, Agorafobias, Deserto, A História dos Ursos Pandas, além do monólogo As Palavras de Jó, que marca o retorno de Meirelles ao palco após 36 anos distante do trabalho de ator.

Agorafobias por Marcio Meirelles
Agorafobias por Marcio Meirelles

Em Agorafobias, o teatro de Matéi Visniec serve às reflexões sobre as relações humanas e a tensão entre indivíduo e sociedade. Em uma das cenas, o espectador se vê dentro de um workshop sobre como mendigar de maneira eficiente. Em seguida, se depara com “O homem cuja ferida é um espelho”; encontra uma garçonete histérica, que mais parece uma “Máquina de pagar contas”; e é transportado para dentro de um presídio, onde constata-se que “O país está consternado”. Ao final, a encenação provoca uma experiência sensorial ao público, que, de olhos vendados, acompanha o enredo como o homem cego que protagoniza a cena ao lado de seu cão-guia.

Com o Projeto Matéi, o Teatro Vila Velha chega ao número de 15 produções teatrais próprias, realizadas em pouco mais de dois anos. As últimas dez peças alcançaram um público de 12 mil pessoas e mobilizaram 152 profissionais – deste número 84 atores e 68 trabalhadores em áreas de gestão, técnica, divulgação, preparação, entre outras. Os trabalhos, 14 deles realizados com recursos próprios, tem sido a forma que o Vila tem encontrado para responder às crises econômica e de público.

“Invertemos esta lógica que tem tornado os artistas dependentes dos editais e patrocinadores. Nosso trabalho é o investimento e o produto gerado é que vai  nos dar o retorno financeiro. Estamos buscando meios de tornar isso tudo sustentável“, comenta Marcio Meirelles, diretor artístico do Vila.

As produções têm tido como motor a Universidade LIVRE de Teatro vila velha, programa de formação de atores criado em 2013 que vem proporcionando aos participantes experiências dentro e fora do palco. O projeto ocupa o Teatro Vila Velha de quarta a domingo, às 20h, em Salvador. Todas as peças são acessíveis para cegos através de recurso de audiodescrição.

 

 

A História dos Ursos Pandas por Marcio Meirelles
A História dos Ursos Pandas por Marcio Meirelles

 

O Projeto Matéi, além do encenador Marcio Meirelles, conta com a colaboração de um coletivo de artistas: João Meirelles, Pedro Amorim, Ridson Reis, Caio Terra e Marcelo Jardim em música; Rejane Maia, Anita Bueno, Janahina Cavalcanti, Marcelo Galvão, Leno Sacramento e Jonatas Raine em movimento; Bertho Filho em preparação do ator e Lia Cunha em arte visual.

FRONTEIRAS
Temporada: quartas-feiras de julho e agosto, 20h, no teatro vila velha | R$ 30 e 15
AGORAFOBIAS
Temporada: quintas-feiras de julho e agosto, 20h, no teatro vila velha | R$ 30 e 15

DESERTO
Temporada: sextas-feiras de julho e agosto, 20h, no teatro vila velha | R$ 30 e 15

A HISTÓRIA DOS URSOS PANDAS

Temporada: sábados de julho e agosto, 20h, no teatro vila velha | R$ 30 e 15

AS PALAVRAS DE JÓ
Temporada: domingos de julho e agosto, 19h, no teatro vila velha | R$ 40 e 20

Conheça as sinopses de todos os espetáculos e compre seu ingressos online em www.teatrovilavelha.com.br

 

 


SA Agência Digital