sexta-feira, 23 julho 2021
Tags Posts tagged with "Tulipa Ruiz"

Tulipa Ruiz

Já será nesse sábado, dia 12, a quarta edição do Coala Festival na Barra Funda em São Paulo. Um line up de enlouquecer com o mestre Caetano Veloso, levando um show sensível, no estilo voz e violão, além de fortes nomes da geração moderna.

Com shows pelos Estados Unidos e Europa, tendo se apresentado no Central Park em Nova Iorque, Liniker e os Caramelows abrirão o evento com apresentação marcada a partir das 13h, com toda a sua identidade, interpretando canções do album Remonta.

Mais oito atrações fazem parte do line up do evento, que contará com o Aíla, Forró ed Light, Uaná System. Tulipa Ruiz, o rapper Rincon Sapiência e os Djs EB, Shaka e Tahiram.

O trio formado por Emicida, que celebrará os dois anos do albúm “Sobre Crianças, Quadris, Pesadelos e Lições de Casa”, o seu irmão Fióti com o disco Gente Bonita e o parceiro Rael que segue com a turnê “Coisas do Meu Imaginário”, e  que esta no corre com os preparativos do show que lança em setembro no Rio, cantando Vinicius de Moraes.

Comidas com o restaurante de comida havaiana, Mr. Poke e os hamburgueres do Bullguer, um fabuloso espaço Jameson Backyard com fliperamas, roleta e mais interatividades, além dos drinks preparados com legitimo whiskey.

O Coala é um festival dedicado à nova música popular brasileira. Em suas 3 edições, recebeu artistas como Tom Zé, Criolo, Baiana System, Bixiga 70, Karol Conká, Silva, Céu, Marcelo Camelo, B Negão, Cícero, Saulo Duarte e A Unidade, Otto, Marcelo D2, 5 a Seco, O Terno, Trupe Chá de Boldo, Amigos da Onça, Charlie e os Marretas, dentre outras bandas que hoje representam a diversidade da música brasileira.

Além dos shows, o Coala que conta com patrocínio da Skol, recebe fotógrafos, grafiteiros, artistas plásticos, micro-empreendedores e influenciadores que representam a diversidade coalática. A edição 2017 acontece no Memorial da América Latina e está com os ingressos esgostados.

Confira novidades do festival no instagram @coalafestival.

Após o sucesso da primeira edição em 2015, o Festival Sangue Novo chega ao seu segundo ano no dia 17 de dezembro, mais uma vez no Museu Du Ritmo, em Salvador. Evento voltado para destacar o melhor da geração século 21 da música popular brasileira, o Sangue Novo trará ao todo para a capital baiana na edição 2016 seis atrações. Marcelo Jeneci, Tulipa Ruiz e Ana Cañas juntam-se aos baianos da Maglore, IFÁ Afrobeat e Manuela Rodrigues, em apresentações que totalizarão dez horas de  shows, com alguns dos melhores artistas e bandas da novíssima produção musical nacional e local.

A ideia é aprimorar a experiência bem-sucedida do Festival no ano passado, criando uma programação que mescla talentos locais e nacionais da nova geração. Geração essa que é formada dentro de um novo conceito de produção e divulgação de sua música, o que envolve usar todas as ferramentas digitais e um novo conceito de gerenciamento das suas carreiras”, diz o jornalista e crítico musical Hagamenon Brito, curador da programação do Festival e também idealizador, produtor e apresentador do Sangue Novo, da Globo FM, programa que empresta seu conceito de privilegiar a nova geração autoral da música contemporânea brasileira .

O Sangue Novo vai ao ar na Globo FM todas as quintas-feiras, das 21 às 22 horas. “É um prazer observar que alguns desses artistas nos quais acreditamos já começam a ter um maior espaço no mainstream, inclusive participando de trilhas de novelas. Porque pode até demorar, mas o novo sempre vem e se impõe”, completa Hagamenon.

“O Festival trará ações paralelas de grafite, feira de empreendedores criativos e uma mostra de clipes, curtas e documentários musicais. A transversalidade da música e seu consumo nos mais diferentes formatos, esse é nosso objetivo principal”, diz Fernanda Bezerra, diretora-geral da Maré Produções Culturais, realizadora do Festival que conta com o apoio da Skol, Globo FM e Shopping da Bahia.

Os ingressos estão à venda pelos valores de R$ 20 (meia) e R$ 40 (inteira) pela plataforma Sympla

SERVIÇO:

O QUE: Festival Sangue Novo com Marcelo Jeneci, Tulipa Ruiz, Maglore, Manuela Rodrigues e Ana Cañas.

ONDE: Museu du Ritmo, Comércio, Salvador

QUANDO: 17 de dezembro

QUANTO: R$ 40(Inteira) R$20(Meia)

ONDE COMPRAR: SYMPLA

Jhonny Hooker

Alma Sebosa, Amor Marginal e Volta , a última  na trilha sonora do filme Tatuagem – poderão ser escutadas pelos fãs do cantor e ator  Johnny Hooker,  próxima sexta(10), na festa de 3 anos do Baile Perfumado, em Recife. Johnny, que  ganhou holofotes da mídia nacional após receber o troféu no Prêmio da Música Brasileira como Melhor Cantor na Categoria Canção Popular, segue em carreira solo e mostrará o repertório do seu mais novo álbum Eu vou fazer macumba para te amarrar, maldito!. A festa ainda contará com  a apresentação da cantora e compositora paulista Tulipa Ruiz, cantando músicas do seu terceiro álbum de carreira: Dancê.   Com cinco anos de estrada, Tulipa ganhou destaque com o disco Efêmera(2010). Desde então, tem conquistado a admiração do público e da crítica com suas canções solares.

O Baile Perfumado foi inaugurado em junho de 2012 e já recebeu nomes como Nando Reis, Skank, Nação Zumbi, Mundo Livre, Zeca Baleiro, Marcelo Jeneci, Céu, Frejat, Criolo, Chico César, Diogo Nogueira, Paralamas do Sucesso, Biquíni Cavadão, Sambô, Academia da Berlinda, Silvério Pessoa, Eddie, Teatro Mágico e tantos outros.

 

Tulipa Ruiz
Tulipa Ruiz

Ainda na televisão, Johnny Hocker atuou na novela Geração Brasil, da Rede Globo. Além disso, passou na segunda temporada do programa Geleia do Rock no Multishow, em 2009,  levando a faixa “Fire!” para trilha sonora do seriado “Os Descolados”, da MTV Brasil.

 

 

Capa do CD Dancê de Tulipa Ruiz

A cantora e compositora paulistana Tulipa Ruiz, sobe ao palco da sala principal do Teatro Castro Alves – TCA,  em Salvador, para apresentar, pela primeira vez, seu terceiro disco completamente autoral, intitulado  Dancê. O show traz o novo repertório da intérprete, que continua pop, repleto de músicas para dançar, mas a apresentação também conta com sucessos dos trabalhos anteriores, como Pontual , Efêmera e É.

No repertório de Dancê, composto por 11 faixas, músicas como Elixir, Tafetá, Virou, Jogo do Contente, serão cantadas no projeto Toque Brasileiro, que tem como objetivo levar grandes atrações para a população e valorizar a música brasileira.

Com figurino de Bibi Barcellos, Tulipa conta com a direção musical do seu irmão Gustavo Ruiz –  guitarrista, parceiro de composições e produtor de todos os seus trabalhos, ainda seu pai Luiz Chagas na guitarra e dos músicos Marcios Arantes no baixo e Caio Lopes na beteria.

SERVIÇO

O QUE: Tulipa Ruiz apresenta Dancê

ONDE: Teatro Castro Alves, Campo Grande, Salvador

QUANDO: Quinta(09 de julho) às 20h

QUANTO: R$ 100 e R$50 (Filas A a W); 80 e 40 (X a Z11)


SA Agência Digital