domingo, 25 setembro 2022
Maria Mata Mouro 1
Tags Posts tagged with "Tertuliana Lustosa"

Tertuliana Lustosa

A cantora e compositora Tertuliana Lustosa lança hoje, dia 20 de maio, o seu novo projeto audiovisual: Sertransneja. Com seis faixas e seis videoclipes, o álbum revela uma mistura de ritmos nordestinos e futuristas com composições que retratam, entre outros aspectos, as vivências trans.

O projeto marca a nova etapa da carreira da multiartista e conta com o patrocínio do Natura Musical e do Governo do Estado da Bahia através do Fazcultura, Secretaria de Cultura e da Secretaria da Fazenda.

Marcando sua carreira solo, paralela ao trabalho desenvolvido junto à Banda A Travestis, Tertuliana Lustosa explica que o Sertransneja, nome do novo álbum, é um divisor de águas em sua trajetória artística.

“Meu objetivo é trazer visibilidade às existências travestis e trans do sertão nordestino, discutir nossas vivências em ritmos que fazem parte do nosso cotidiano local”, explica. Para isso, a cantora traz em suas composições as vivências na cidade onde nasceu, Corrente, no Piauí, sua passagem acadêmica pelo Rio de Janeiro e sua estadia e grande encontro com Salvador.

Além da forte influência nordestina, o álbum traz referências da cultura drag, através do vogue – movimento de reafirmação de identidade de gêneros e sexualidade por meio da dança -, além de sintetizadores eletrônicos que compõem o ravefunk. “Escolhi ritmos que combinam com as composições e todas elas abordam meu lado artístico mais regional”, destaca Tertuliana.

Toda a regionalidade e as narrativas presentes no álbum consolidam uma roupagem inédita no cenário da música brasileira, tanto pelo conceito inovador, quanto pela equipe de peso por trás da produção. A direção musical é de Badsista, que já realizou trabalhos com Linn da Quebrada; direção fotográfica de Maria Mango; direção criativa e geral assinada por Mariana Ayumi; figurinos assinados por Fagner Bispo e Gefferson Villa Nova, profissionais que já vestiram personalidades da mídia baiana; produção executiva de Nathália Luna; e cenografia de João Teixeira.

A diretora de fotografia do projeto, Maria Mango, explica que o grande diferencial do Sertransneja é a mistura de ritmos e linguagens. “É uma produção inovadora que mistura estilos que estão aí no mercado, mas ainda não foram potencializados. A roupagem que Tertuliana traz tanto nas letras quanto no visual do álbum é uma nova perspectiva para o cenário musical”, explica.

E essa nova roupagem pode ser conferida através do single ‘Amor Encubado’, primeiro hit da trajetória solo de Tertuliana, que já acumula mais de 13 mil visualizações no YouTube. Essa música também está presente no novo projeto, mas os fãs podem ouvi-la com batidas mais diferenciadas. “O Sertransneja é isso, revela uma nova face da minha produção como artista. Temos baião, MPB, arrocha e piseiro misturados com ravefunk e a uma produção musical eletrônica. Enfim, uma nova era”, destaca Tertuliana Lustosa.

A responsável pela estratégia, inovação e gestão das plataformas de cultura da Natura Musical, Fernanda Paiva, sinaliza que projetos como o ‘Sertransneja’, quando selecionados pelo edital do projeto, geram um impacto positivo no ecossistema da economia criativa, pois contribuem para que tudo ao seu redor se desenvolva. “Os artistas, bandas e projetos de fomento à cena são capazes de reverberar reflexões sociais importantes para o momento que atravessamos”, comenta.

O projeto ‘Sertransneja’ foi selecionado pelo edital Natura Musical, por meio da lei estadual de incentivo à cultura da Bahia (Fazcultura), ao lado de Nara Couto, Mestre Aurino de Maracangalha, Mahal Pita e Mercado Iaô, por exemplo. Na Bahia, a plataforma já ofereceu recursos para 58 projetos de música até 2020, como Margareth Menezes, Jadsa, Mateus Aleluia e Ilê Ayê.

Eita Zorra! Vai rolar PAREDAUM nessa quarta,dia 20 no Bombar, bairro do Rio Vermelho em Salvador.

Bruxa Braba no comando da pista e recebendo Tícia para mandar as pedradas federais. Paulilo também vai chegar grandona, liberando o micro para Tertuliana Lustosa, a própria A Travestis, colocar os mavambos para rebolar a raba igual.

Tertuliana

Salcity vai descer em peso para curtir as melhores tracks e hits que fervem a pista. Lembrando que Gabi da Oxe também vai pilotar as pickups até às 4 da manhã.

Se liga que hoje, véspera de feriado vai rolar Roska, caipirinha, caipiuisque, roska deli, roska Pink boy .. tudo dobrada até às 21h.

Entao, chegue cedo fia! Mais no Instagram @bombarrv

foto Ticia by Rafa Ramos

Marcando sua carreira solo, a cantora e compositora Tertuliana Lustosa lançará, no mês de maio, seu novo projeto audiovisual ‘Sertransneja’, com patrocínio da Natura Musical.

O novo trabalho da multiartista será realizado pela produtora Essa Vibe Planejamento Cultural, contará com produção executiva de Nathália Luna e será lançado nas plataformas de streaming.

O projeto ‘Sertransneja’ foi selecionado pelo edital Natura Musical, por meio da lei estadual de incentivo à cultura da Bahia (FazCultura), sendo na Bahia, a plataforma cultural já ofereceu recursos para 58 projetos de música até 2020.

Fernada Paiva, Head of Global Cultural Branding, afirma que este projeto, assim como os demais selecionados pelo edital Natura Musical, tem a potência de gerar impacto positivo no ecossistema onde está inserido. “Isso se traduz em ações de inclusão, sustentabilidade, apoio à diversidade e educação. São pilares fundamentais para as mudanças que desejamos vivenciar no mundo”, destaca.

O novo EP traz seis faixas autorais que compõem o primeiro disco e álbum visual da artista Tertuliana Lustosa, que mostram representatividade e muita brasilidade. As canções trazem os ritmos nordestinos como essência e se misturam aos beats eletrônicos de Badsista, responsável pela direção musical do projeto.

Com muitas novidades para o público, o ‘Sertransneja’ traz memórias e narrativas das vivências da multiartista. A parte audiovisual do projeto, assinada por Mariana Ayumi, responsável também pela direção de arte, será disponibilizada tanto na versão integral do disco – uma espécie de curta-metragem com todas as músicas, como também em videoclipes individuais de cada faixa, que contam com a colaboração de outros artistas na direção de arte, fotografia, cenário e figurino, elementos que ajudam a contar a narrativa da obra.

O projeto que marca a carreira solo da artista, após ‘Amor Encubado’, primeiro single de sua trajetória solo, e o audiobook e visualizer de ‘Morte e Vida Sertransneja’, apresenta canções que falam da vivência de uma pessoa transgênero, da relação familiar da cantora com a mãe e com a avó, das dificuldades enfrentadas, da não aceitação da sociedade e falta de oportunidade, gerada pela marginalização, além de abordar a experiência da cantora com a cidade de Salvador e com a música.

De acordo com Tertuliana Lustosa, o audiovisual, que é um projeto autobiográfico, inspirado em seu projeto ‘Morte e Vida Sertransneja’, trará uma nova maneira de apresentar as músicas. “Cada uma passará uma sensação diferente, um sentimento e cada single será representado por uma cor”, destaca.

As canções preparadas para o novo álbum são ‘Sertransneja’, que dá nome ao projeto e é representada pela cor azul, com inspiração do mar, Iemanjá e do Porto da Barra. A segunda canção é ‘Saudade da Minha Vó’, a qual a artista usa a cor laranja e faz o resgate de memórias da infância, utilizando xilogravuras.

A cantora conta que a terceira música é ‘Não Foi Só Um Programa’, que tem a cor rosa como representação e apresenta um quarto cheio de cartas. “Ainda tem ‘Amor Encubado’ com a cor amarelo, acompanhada de violão e microfones; ‘Toma Desce Toma Toma’, com a cor prata e uma estética mais futurista; além de ‘Trava da Peste’, inspirada no cangaço e no paredão vaqueira, com a cor verde”, antecipa.

A artista, conhecida por suas canções na banda A Travestis e parcerias com grandes artistas, como Pabllo Vittar, fala que o projeto tem um ritmo diferente do que o público está acostumado a ouvir em seus trabalhos.

“Neste novo trabalho faço uma mistura com os traços do pop, ritmos regionais como baião, piseiro e sertanejo, além da junção da MPB com eletrônico. Essa é uma combinação que tem como inspirações musicais o cantor Lenine e a banda Nação Zumbi”, finaliza.

Siga a artista no Instagram @tertulianalustosa


SA Agência Digital