domingo, 19 maio 2024
Faccia Cure
Tags Posts tagged with "Teatro Escola"

Teatro Escola

Apesar da necessidade de reorganizar a dinâmica de trabalho provocada pela pandemia, o Teatroescola – escola artística voltada para jovens negros e indígenas de Salvador e Região Metropolitana – se manteve atuando à distância nesse período, organizando a sua plataforma virtual.

O projeto reuniu mais de 30 professores voluntários de Salvador e outras regiões do Brasil e está com inscrições abertas no link até sexta-feira (03) para os cursos regulares que vão acontecer em formato virtual.

Para participar do processo seletivo para as bolsas dos cursos oferecidos pelo Teatroescola, é necessário se declarar jovem afrodescendente ou indígena, ser concluinte ou estudante da rede pública de ensino (fundamental ou médio), ter entre 14 e 25 anos e morar em Salvador ou Região Metropolitana.

As aulas serão executadas na plataforma Google for Education, possível graças ao apoio do Google ao projeto baiano. Cicloramaah, plataforma de conteúdos educativos, também será utilizada no processo, auxiliando os alunos em uma prática de docência com abordagem leve e interativa, e conectada aos elementos da cultura digital de rede social (memes, tik tok, thread, vídeos, imagens).

As grades das aulas são divididas entre conteúdos artísticos e de cunho sócio político. As aulas artísticas são de Dança Moderna; Produção Cultural; Arte Negra e Entretenimento; Produção de Arte e Engenharia da Produção; Libras nas Artes; Teatro e Fotografia.

As aulas da grade Sócio Político são de Cultura Brasileira; Mediação de Conflitos por uma Cultura de Diversidade e Inclusão; Habilidades Técnicas e Comportamentais no Ambiente Virtual; Afro Empreendedorismo; Comunicação; Cultura e Diversidade; Gestão Cultural; Produção Editorial; Cerimonial; Protocolos para Eventos Culturais.

O Teatroescola vai promover durante o ano letivo aulas abertas com transmissão pelo YouTube, com convidados e especialistas em áreas como Gestão da Cultura; Estudos Indígenas e Africanos; Estudos Sociais.

Parcerias para o ano letivo
Para a realização das atividades desse novo período letivo, o Teatroescola contará com a parceria de empresas e entidades ao longo desses meses. O Terreiro Abassá de Ogum vai sediar as aulas sobre religiosidade afro-brasileira, com Mãe Jaciara de Oxum. Já o Itaú Cultural vai ministrar o curso de Produção Editorial, com o objetivo de lançar a primeira edição da revista do Teatroescola. Já a Cultura Inglesa vai dar bolsas de estudos de Língua Inglesa para alunos e voluntários que fazem parte do projeto.

Seguem abertas até a próxima segunda-feira (03) as inscrições para o Laboratório Virtual de Arte e Cultura, um conjunto de workshops e oficinas gratuitas oferecidos pelo Teatroescola, escola artística que integra estudos da cultura afro-brasileira e indígena para jovens negros das periferias de Salvador e Região Metropolitana da cidade. O projeto terá neste primeiro momento atividades em ambiente online, que oferecem práticas formativas introdutórias nas áreas de arte, cultura e nos estudos afro-brasileiros e indígenas para jovens de 16 a 25 anos, negros e oriundos das comunidades periféricas de Salvador.

O objetivo é levar para o ambiente virtual alguns dos cursos e temas já trabalhados pelo Teatroescola desde a sua fundação. Os interessados podem se inscrever no site, em mais de uma oficina. Entre as oferecidas, estão a de Produção de Bandas, Direitos Humanos, Cultura e Arte: Elos pela valorização de Identidades, Artes Visuais e Técnicas de Produção, além de História dos Orixás e Escrita Criativa.

Aproveite para seguir no instagram @teatroescola

Na Foto Nell Araujo , diretor do Teatro Escola

Abrindo a programação de atividades formativas em 2021, o Teatroescola lança o projeto Laboratório Virtual de Arte e Cultura, uma série de oficinas e workshops que acontecerão gratuitamente em ambiente virtual. O projeto será realizado a partir de abril e é destinado aos alunos do Teatroescola com 30 vagas para cada atividade. Caso não sejam preenchidas na totalidade, serão disponibilizadas para o público externo que tenha interesse. As inscrições acontecem no site, onde também é possível conferir a programação completa.

A ação é uma alternativa para a continuidade do processo formativo dos alunos, no momento em que o distanciamento social se faz necessário.

“Mais uma vez o Teatroescola resiste e re-existe a partir da capacidade criativa e de articulação de sua equipe com pessoas e profissionais que acreditam na mudança social planejada. Estamos lançando a primeira edição do Laboratório Virtual de Arte e Cultura do Teatroescola, com a realização de diversas oficinas e workshops ministrados por profissionais da casa e de outros convidados que se destacam por seus trabalhos local e nacionalmente”, conta Nell Araújo, diretor do Teatroescola.

Nell

O evento vai contar com uma série de oficinas com profissionais de destaque em suas áreas. Entre os cursos oferecidos, estão os de Fotografia de Celular para Redes Sociais, com a fotógrafa Magali Moraes, direcionado para pessoas com pouco ou nenhum conhecimento de fotografia em geral. O especialista em Teatro, arte educador, ator, diretor e dramaturgo Francisco Nascimento Magonleji vai ministrar uma oficina de Produção Textual de Esquetes para o Teatro.

Artistas e especialistas em temáticas negras, indígenas e de gênero e sexualidade, se reúnem em uma série de debates na rede, entre os dias 09 e 13 de setembro. Trata-se da primeira edição do Festival Educarte, organizado pelo projeto baiano Teatroescola. O festival acontece no canal do projeto no Youtube e no perfil no Instagram (@teatroescola).

Os primeiros nomes confirmados são os das cantoras Mariene de Castro e Paula Lima e do cantor Lincoln Senna, em conversas sobre música. Naine Terena, Doutora em Educação pela PUC/SP e mestre em Arte Contemporânea pela UNB/DF, também vai marcar presença em um debate sobre a questão indígena no Brasil.

A escritora, poeta, educadora e ativista cultural Neide Almeida é outro nome confirmado, em um bate-papo sobre literatura negra e ancestralidade. Ela é socióloga, mestre em Linguística e especialista em Gestão Cultural Contemporânea. A programação completa do festival será divulgada em breve.

A proposta é reunir especialistas e artistas com o objetivo de incentivar o pensamento crítico entre os alunos e público interessado, explica o diretor do Teatroescola, Nell Araújo: “A ideia do Festival nasceu da vontade de apresentar um conteúdo qualificado para nossos alunos, em um momento em que o isolamento social ainda é necessário e por isso não estamos com aulas presenciais. A ideia cresceu e temos nomes muito importantes no debate cultural e social do país. Estamos estruturando uma programação rica de conteúdo e totalmente gratuita, que será aberta para qualquer um que tenha interesse nos assuntos”.

Coordenador de Eventos e Projetos do Teatroescola, Herbert Gomes destaca que o projeto possibilita a imersão em assuntos atuais no debate público do país, de forma online e com a presença de nomes relevantes da cena artística do Brasil.

“A nossa ideia é fomentar a busca do caminho e do conhecimento, apresentando histórias de superação e progresso, além de possibilitar uma semana de imersão no universo da produção cultural utilizando a ferramenta online, respeitando o isolamento social como medida para combate ao coronavírus”, conta.

O evento abre a programação do Laboratório Virtual de Arte e Cultura do Teatroescola, programa que vai disponibilizar cursos formativos nos âmbitos culturais e artísticos a partir de setembro para alunos do projeto com parte das vagas destinadas para público em geral.

Para mais informações sobre a programação, fique atento ao Instagram @teatroescola.

SOBRE O TEATROESCOLA*

O Teatroescola funciona em Salvador e é um projeto de formação artística e cultural que desenvolve uma educação humanística e unificada com estudos específicos sobre arte e cultura, com destaque para a cultura afro-indígena brasileira. É a primeira escola artística desse viés na Bahia, voltada para jovens negros e estudantes de escola pública, com idade entre 14 e 24 anos, de diversas comunidades de Salvador.

O projeto oferece cursos de Teatro, Dança, Fotografia, Produção Cultural e Técnico de palco. Em 2019 passou a fazer parte da grade educacional o curso de Libras Nas Artes, visando formar jovens intérpretes especialmente para área artística. A estrutura educacional ainda conta com componentes inovadores que contribuem para desenvolvimento político e social do estudante. Entre os principais objetivos está o empoderamento juvenil no que tange à própria cultura, história e ao papel sociopolítico. O Teatroescola desafia e prepara esses jovens para exercer a cidadania, ensinando como se estruturam as relações sociais e humanas, a fim de colaborar na construção de uma sociedade mais justa, igualitária e coletiva.

foto Mariene por Leandro Pagliaro


SA Agência Digital