sábado, 31 outubro 2020
Tags Posts tagged with "Ricardo Castro"

Ricardo Castro

O Teatro Gamboa, um pequeno espaço, mas com 46 anos de funcionamento no Centro de Salvador, inaugura, a partir de hoje, uma novidade dentro do setor cultural, que vem se adaptando nos últimos meses diante da necessidade de isolamento.

É o lançamento da plataforma digital TEATRO GAMBOA ONLINE, para exibição de espetáculos teatrais, além de oficinas, bate-papos e shows, com a estreia de  João Lima, ACHADOS E PERDIDOS, no dia 04 (terça), às 17h, a preços promocionais de R$5,00 e R$ 2,50. Outra atração da semana é o solo R$ 1,99 de RICARDO CASTRO, no sábado e domingo.

O público poderá acompanhar ao vivo, de quarta a domingo, através da aquisição antecipada online de ingressos (R$ 20 e R$ 10), no site www.teatrogamboaonline.com.br, várias atrações, que serão filmadas em tempo real e disponibilizadas até 22 horas depois para os colaboradores da plataforma.

Ricardo Castro por Gustavo Roza

A ideia é poder dar continuidade ao fazer artístico de Salvador, abrindo também a programação, para que o público de outras localidades possa saber o que está sendo produzido por aqui, movimentando o espaço digital e a possibilidade de renda para os artistas.

Segundo a equipe do espaço, todos os cuidados necessários estão sendo tomados para as filmagens, priorizando equipes com no máximo quatro pessoas por espetáculo e disponibilizando os itens de higiene necessários durante todo o processo, com tapetes especiais, máscaras, medição de temperatura, além de outras medidas de segurança.

Ao longo do uso do TEATRO GAMBOA ONLINE, outras novidades vão surgir, como filmagem 3D de exposições, convites a outras experiências artísticas e, mesmo com a volta do funcionamento presencial, a ideia é manter sempre as transmissões ao vivo, possibilitando o registro e distribuição de diversas obras.

“Não há nenhum teatro no Brasil que esteja ofertando uma plataforma própria que permita uma transmissão ao vivo de espetáculos no palco do próprio teatro. Com isso o artista pode utilizar  todos os recursos técnicos do Gamboa, além de facilitar ao público a compra do ingresso diretamente no site do teatro” – resume Maurício Assunção, da Associação Grupo Estado Dramático, que administra o espaço.

Primeira semana:
LANÇAMENTO Promoção Terça, dia 04, às 17h
Teatro “Achados e Perdidos” – João Lima
R$5,00 e R$2,50

Quarta, dias 05, 12, 19 e 26, às 13h
Oficina “Yogamboa” – Juli de Matos

Quarta, dia 05, às 15h
Recital “Tenere” – Carlos Eduardo Santos / Coletivo4

Quarta, dias 05, 19 e 16, às 17h
Oficina de fotografia “Sensibilização do Olhar” – Alessandra Nohvais

Quinta e sexta, dias 06 e 07, às 19h
Música “Pocket Show” – Jann Souza

Sábado e domingo, dias 08, às 19h + Dia 09, às 17h
Teatro “R$ 1,99” – Ricardo Castro

Foto: Fábio Bouzas/Divulgação

 

O Sarau de Segunda, Arte de Primeira, idealizado pelo jornalista Arlon Souza, retorna à cena soteropolitana me um novo local e formato. Antes semanais, as edições do projeto vão acontecer um vez por mês, num dos lugares mais atrativos e acolhedores da noite baiana: a Varanda do teatro SESI, no Rio Vermelho. Para essa nova edição do Sarau, o que não sofreu mudança foi a diversidade de estilos musicais. Na reestreia, dia 10, terça-feira (o Sarau será sempre às terças a partir de agora),  terá os talentos consagrados da cantora Suzana Bello, Sérgio Bahia (Duo Sense), Filipe Lorenzo, Banda Forró Mangueados, Antenor Cardoso (banda Retor_Visor), com um repertório de canções autorais, música brasileira, instrumental e grandes clássicos. Improvisação com a atriz Aícha Marques e o Grupo Caratapa. Teatro com o ator Ricardo Castro. Arte Transformista com a drag queen Alehandra Dellavega. Dança com o Grupo de Valsa Novos Talentos. Poesia com Denisson Palumbo e o ator e músico Daniel Farias. E intervenção artística com a artista visual Vivian D’utra. O Sarau começa às 19h com couvert artístico deR$ 20,00.

 

Serviço

Sarau de Segunda, Arte de Primeira

Dia 10/10 – terça-feira

Horário: das 19h às 22h.

Local: Varanda do SESI Rio Vermelho – Rua Borges dos Reis, nº 09 – Rio Vermelho – Salvador – Bahia.

Couvert artístico: R$ 20,00

Tel.: (71) 3616-7064 

Márcia Castro por Pedro Accioly

O Rio Vermelho, bairro conhecido pelo clima artístico, pela boemia e belezas das suas praias, será palco para o Réveillon das Artes, na Vila Caramuru (antigo Mercado do Peixe), no dia 31 de dezembro (sábado), a partir das 21h.

Com a vista privilegiada para a praia da paciência, o réveillon das artes contará com a animação dos Palhaços do Rio Vermelho, fanfarras, Dj’s e show da banda Fora da Mídia com participação de Nelson Rufino, Bailinho de Quinta e Márcia Castro, que vai receber diversos convidados, O ator Ricardo Castro será o mestre de cerimônia.

Com realização da AMARV (Associação dos moradores e amigos do Rio Vermelho), o Réveillon das Artes vai integrar as diversas manifestações artísticas e culturais que já fazem parte da vida cotidiana do bairro, oferecendo uma festa de réveillon para toda família. A ideia dos organizadores é mostrar o lado lúdico da cena de entretenimento, com exposições de obras de artistas plásticos e com a presença de atores e cantores.

O espaço tem uma vista charmosa para a Praia da Paciência, que é estratégica para vislumbrar a queima de fogos que ocorre em diversos pontos da cidade, na hora da virada. A Vila de Pescadores, que também foi revitalizada, estará integrada à festa, mostrando que o Réveillon das Artes terá o verdadeiro DNA do Rio Vermelho. O cardápio da noite será especial e múltiplo, pois levará a assinatura dos onze restaurantes que formam a Vila Caramuru, oferecendo diversas opções de gastronomia regional e contemporânea.

Em consonância com a festa, parte da renda arrecadada com a venda de ingressos será dedicada à adoção de uma das praças do Rio Vermelho, além de intervenções para melhoria da colônia de pesca do Largo da Mariquita, em parceria com a Prefeitura Municipal de Salvador.

SERVIÇO:

O QUE: Réveillon das Artes com Fora da Mídia com Nelson Rufino, Márcia Castro e Bailinho de Quinta

ONDE: Vila Caramuru, Rio Vermelho, Salvador

QUANDO: 31 de Dezembro a partir das 21h

QUANTO: R$ 100(Valor Único)

ONDE COMPRAR: Ticketmix

Ricardo Castro em Sexo, Drogas&Axé Music por Shirley Stolze

Intrigante, provocador e sagaz como sempre, Ricardo Castro vive em Sexo, Drogas & Axé Music a personagem Ramlet, o príncipe do carnaval (grafado assim mesmo: com R). Completamente viciado nesse gênero musical, o protagonista busca tratamento num grupo de reabilitação, enquanto revive passagens e memórias dessa trajetória dos 30 anos de Axé Music. Inserindo como pano-de-fundo Hamlet (peça de William Shakespeare escrita entre 1599 e 1601), o ator recria a narrativa, atribuindo às personagens da trama – como Ofélia, Horácio, Cláudio, entre outros – figuras de grandes cantoras, cantores, artistas e grupos dessa cena; fazendo um rodízio de homenagens a cada sessão.

Diferente de outras montagens da cena teatral baiana, Sexo, Drogas & Axé Music  não é um recital nem tampouco é dividida em esquetes. Parte do texto é feito com frases de diversas músicas emblemáticas, porém descoladas do contexto original. Através de trechos dessas canções, da base shakespeareana e do próprio discurso e abordagem do intérprete, Ricardo Castro desenha sua dramaturgia ficcional sob a ótica de quem acompanhou, viveu e pulou muitos carnavais – sem obrigações cronológicas, documentais ou lineares.

Händel e Shakespeare também foram muito populares em suas épocas, cada um em seus lugares de origem. Eu escolhi essa música pelo teor dramático, por ser oportuna, por caber como uma luva na história da personagem. Ainda mais quando a letra diz Deixa que eu chore a minha cruel sorte e que suspire por liberdade”, justifica Castro.

Embora haja esse aspecto, o artista salienta que a tônica do seu trabalho sempre foi o humor.  E avisa que a ideia da peça não é deixar claro o que é Axé Music, mas perguntar tudo de novo: Onde começa?, Onde termina?, Até onde é isso?, provocar questões.

Durante os seis meses de temporada de Quem Souber Morre (2015) – solo do artista que antecede esse trabalho – um trecho de Sexo, Drogas & Axé Music foi incluído; sempre aplaudido em cena aberta. Essa recepção do público confirmou ainda mais o desejo de Castro de trazer essa história para o palco. Sexo, Drogas & Axé Music abre o calendário do projeto Solo Fértil, no qual o artista volta a apresentar, ao longo de 2016, todo o seu repertório de trabalhos solos.

A peça está em  cartaz no Teatro Molière da Aliança Francesa, às sextas e sábados do mês de março, sempre às 21h. Os ingressos custam R$ 20,00 (meia-entrada) e R$ 40,00 (inteira).

SERVIÇO:

O QUE: Sexo, Drogas & Axé Music com Ricardo Castro

QUANDO: Sextas e Sábados de Março ( 11, 12, 18, 19, 25 e 26) às 21h

ONDE: Teatro Molière da Aliança Francesa/Av. Sete de Setembro, 401 – Ladeira da Barra – Salvador –

QUANTO: R$ 20,00 (meia) e R$ 40,00 (inteira)

INFORMAÇÕES: (71) 3336-7599

Ricardo Castro

Intrigante, provocador e sagaz como sempre, Ricardo Castro vive em Sexo, Drogas & Axé Music, a personagem Ramlet, o príncipe do carnaval (grafado assim mesmo: com R). Completamente viciado nesse gênero musical, o protagonista busca tratamento num grupo de reabilitação, enquanto revive passagens e memórias dessa trajetória dos 30 anos de Axé Music.

Inserindo como pano-de-fundo Hamlet (peça de William Shakespeare escrita entre 1599 e 1601), o ator recria a narrativa, atribuindo às personagens da trama – como Ofélia, Horácio, Cláudio, entre outros – figuras de grandes cantoras, cantores, artistas e grupos dessa cena; fazendo um rodízio de homenagens a cada sessão.

Diferente de outras montagens da cena teatral baiana, a peça não é um recital nem tampouco é divida em esquetes. Parte do texto é feito com frases de diversas músicas emblemáticas, porém descoladas do contexto original. Através de trechos dessas canções, da base shakespeareana e do próprio discurso e abordagem do intérprete, Ricardo Castro desenha sua dramaturgia ficcional sob a ótica de quem acompanhou, viveu e pulou muitos carnavais – sem obrigações cronológicas, documentais ou lineares. A montagem estreia no Red River Café (Rio Vermelho), às quartas-feiras do mês de janeiro, sempre às 21h. Os ingressos custam R$ 30,00.

Os contrastes e diálogos do enredo são bem pitorescos, ao trazer para a trilha sonora, por exemplo, a composição clássica Lascia Ch’io Pianga, do músico alemão Friedrich Händel (1685-1759); interpretada por Edson Cordeiro. Ao mesmo tempo que contrasta com o universo pop e festivo do tema, se conecta com a atmosfera da obra do autor inglês.

Händel e Shakespeare também foram muito populares em suas épocas, cada um em seus lugares de origem. Eu escolhi essa música pelo teor dramático, por ser oportuna, por caber como uma luva na história da personagem. Ainda mais quando a letra diz Deixa que eu chore a minha cruel sorte e que suspire por liberdade”, justifica Castro.

Embora haja esse aspecto, o artista salienta que a tônica do seu trabalho sempre foi o humor. E avisa que a ideia da peça não é deixar claro o que é Axé Music, mas perguntar tudo de novo: Onde começa?, Onde termina?, Até onde é isso?, provocar questões.

Eu li algumas teses, ensaios, conversei com algumas pessoas, mas o ponto de partida são minhas experiências. Mergulho na Axé Music como essa mistura de diversos ritmos, a partir da música Fricote – quando se atribui o início do movimento a Luiz Caldas – e vou até os dias atuais. E não pretendo definir nada”, explica.

Durante os seis meses de temporada de Quem Souber Morre (2015) – solo do artista que antecede esse trabalho – um trecho de Sexo, Drogas & Axé Music foi incluído; sempre aplaudido em cena aberta. Essa recepção do público confirmou ainda mais o desejo de Castro de trazer essa história para o palco. Sexo, Drogas & Axé Music abre o calendário do projeto Solo Fértil, no qual o artista volta a apresentar, ao longo de 2016, todo o seu repertório de trabalhos solos.

SERVIÇO

O QUE: Sexo, Drogas & Axé Music com Ricardo Castro

QUANDO: Todas as quartas-feiras do mês de janeiro – 06, 13, 20 e 27/01

Às 21h

ONDE: Red River Café (Largo da Mariquita – Rio Vermelho)

INFORMAÇÕES.: (71) 3023-2043 – Informações e Reservas

http://redrivercafe.com.br/

QUANTO: R$ 30,00 

Ricardo Castro em Quem Souber Morre / foto Ricardo Castro

O sucesso estrondoso nos 15 anos do espetáculo R$ 1,99, deu ao ator Ricardo Castro bagagem suficiente para enfrentar qualquer desafio no palco ou nas telonas, como tem feito corriqueiramente. São os 28 anos de carreira de Ricardo, que o possibilitam a façanha  de assinar texto, direção, iluminação, sonoplastia, figurinos e ambientação da nova montagem .

Cheia de humor, ousadia e irreverência,  Quem Souber Morre, interpretando e atuando Castro, investiga a essência do povo soteropolitano. Dessa relação de amor e ódio que muita gente tem com a metrópole, o artista percorre diversas situações cotidianas que formam um grande painel de hábitos, costumes e traços comportamentais bem peculiares à cultura baiana.

A peça “Quem Souber Morre!”, que entra em cartaz em Vilas do Atlântico, a partir do dia 04 de julho, com temporada no Teatro Joaquim Nery (Colégio Sartre COC), explorando o ator toda a sua verve cômica, sem contudo esvaziar o caráter poético e filosófico do espetáculo, sempre aos sábados e domingos, às 20h.

A capital que tanto lhe intriga acaba batizando sua personagem. E a emprega como professor: Professor Salvador, que abraça como ofício o ensino de Redação: “ O tema deste ano é: “Salvador, do Pau Brasil ao Pau de Selfie” – debocha a personagem.

1
Quem Souber Morre em foto do próprio Ricardo Castro


Esquetes de outras peças de sua autoria também entram no enredo, enriquecendo a atmosfera:
“Banho de Sol”, “Quixeramobim Blues”, “Carnal” e “Sexo, Drogas e Axé Music”, são alguns desses textos. As histórias se afinam bem com a narrativa pela forma como dialogam com o universo de contradições da trama central. A ironia desses enlaces traz à tona o exercício do “rir de si mesmo”, faz com que o espectador se reconheça e crie muita empatia com o trabalho.

Quem Souber Morre_foto de Ricardo Castro 8

Do poeta Gregório de Mattos ao antropólogo Antônio Risério, o intérprete expõe uma série de ideias, conceitos e passagens autobiográficas – que extrapolam o caráter pessoal e ganham contornos mais universais. Nesse vasto campo de nuances e referências, é possível ainda se encontrar com a ousadia de Glauber Rocha, a visão de mundo de Gilberto Gil, a sinuosidade de Dorival Caymmi e a sabedoria de muitos outros mestres que romperam fronteiras com a sua arte.

SERVIÇO:

O QUE: Quem Souber Morre! com Ricardo Castro

QUANDO: Sábados e domingos. Horário: 20h. De 04 a 26 de Julho.

ONDE: Teatro Joaquim Nery – Colégio Sartre COC – Unidade Vilas do Atlântico – Rua Ana C. B. Dias, 259.

INFORMAÇÕES: 71 2201-2100

QUANTO: R$ 50,00 (inteira) e R$ 25,00 (meia-entrada)

À venda na Livraria NOBEL ou pelo site www.compreingressos.com ou na bilheteria do teatro.

Foto: Divulgação

Sucesso absoluto de público e de crítica o monólogo “R$ 1,99”, do ator Ricardo Castro, celebra 15 anos de trajetória com uma apresentação única no próximo dia domingo (08), às 20h, na Sala Principal do Teatro Castro Alves. Depois de diversas temporadas por várias cidades brasileiras, Ricardo Castro volta para Salvador para reapresentar seu primeiro espetáculo solo, escrito dirigido e interpretado por ele que também assina as funções de iluminador, sonoplasta, figurinista da peça. O espetáculo que foi aplaudido por mais de 600.000 pessoas pelo Brasil e em Buenos Aires, rendeu ao seu criador indicação ao prêmio de melhor ator, elogios da critica especializada e de grandes nomes do teatro brasileiro como Bibi Ferreira entre outros. Mais uma vez em cena, Ricardo promete divertir e emocionar o público atualizando o texto da peça com as notícias mais recentes do Brasil e do mundo e fazendo também uma retrospectiva desses últimos quinze anos.

 

Serviço

O quê: Espetáculo R$1,99 com Ricardo Castro
Quando: Sala Principal do Teatro Castro Alves
Quando: Domingo (08)
Horário: 20:00
Valor: R$ 60/R$ 30 (Filas A a T) e R$ 50/R$ 25 (U a Z11) – À venda na bilheteria do teatro e no SAC do Shop Barra e Bela Vista

Ricardo Castro por Shirley Stolze

Com 15 anos de sucesso nos principais palcos do Brasil, o solo R$ 1,99 encenado pelo ator Ricardo Castro, realizará única apresentação  no domingo(08), às 20h, na Sala Principal do Teatro Castro Alves, em Salvador.

Escrita, dirigida e interpretado Ricardo , o espetáculo é o primeiro solo do ator que também assina as funções de iluminador, sonoplasta, figurinista da peça. R$ 1,99  foi aplaudido por mais de 600.000 pessoas pelo Brasil e em Buenos Aires, rendendo ao seu criador indicação a prêmios  de melhor ator, elogios da critica especializada e de grandes nomes do teatro brasileiro como Bibi Ferreira entre outros.

Mais uma vez em cena, Ricardo Castro promete divertir e emocionar o público atualizando o texto da peça com as notícias mais recentes do Brasil e do mundo .

SERVIÇO

O quê? R$ 1,99 com Ricardo Castro

Onde? Sala Principal do Teatro Castro Alves, Salvador

Quando? Domingo(08.03) às 20h

Quanto? R$ 60,00/R$ 30,00(Filas A a T) e R$ 50,00/R$ 25,00(U a Z11)


SA Agência Digital