domingo, 1 agosto 2021
Tags Posts tagged with "Nova Iorque"

Nova Iorque

Que Nova Iorque, a cidade que nunca dorme, é incrível, disso ninguém duvida. A última novidade da Big Apple foi anunciada essa semana por Bill de Blasio, prefeito da cidade: até o final de 2015 toda a cidade de Nova Iorque vai oferecer internet grátis. Com isso Nova Iorque se torna a cidade mais conectada do mundo. Alguns bairros como Chelsea, em Manhattan, já têm internet grátis na rua, devido a um projeto piloto do Google. A novidade agora é a abrangência. O sistema “LinkNYC” foi apresentado por Blasio como sendo a mais ampla e rápida rede de internet grátis no mundo.

 

Visitantes e moradores de Nova Iorque vão andar conectados 24h por dia, sete dias da semana. Foto: Divulgação
Visitantes e moradores de Nova Iorque vão andar conectados 24h por dia, sete dias da semana. Foto: Divulgação

Não que internet grátis na rua seja uma novidade. Em Salvador, por exemplo, existem espalhados pela cidade diversos terminais de acesso – ou mobiliários urbanos. O problema é a localização deles e a velocidade da navegação. Existe, por exemplo, um terminal na Avenida Magalhães Neto, onde só passam carros, por se tratar de uma via de acesso rápido à orla. Ou seja, está lá. Mas ninguém usa, pois quase não existem pedestres, nem praças.

NYC

Bom voltemos à Nova Iorque. Lá os terminais oferecerão acesso à internet grátis 24 horas por dia, sete dias por semana, com velocidades de gigabytes, que é 100 vezes mais rápida que a média da internet pública, segunda informações da prefeitura da cidade. Além disso, vai oferecer chamadas gratuitas nos Estados Unidos. A Prefeitura autorizou a construção de até 10 mil terminais “LinkNYC”, com um raio de cobertura de 45 metros nos cinco distritos da cidade (Manhattan, Queens, Bronx, Brooklyn e Staten Island). Quer mais uma notícia sensacional? A rede, que terá seus primeiros equipamentos instalados no fim de 2015, será financiada com publicidade e não custará um único dólar aos contribuintes.

 

the back room

O The Back Room é um dos speakeasies ainda em funcionamento em Nova Iorque. Durante a década de 20, nos EUA, foi proibida a venda de bebida alcoólica. Naquela época, a área onde o bar está situado – no Village – era de gângsters e o estabelecimento servia de ponto de encontro de grandes pensadores, de gângster e de todos aqueles que não deixavam de apreciar um bom e velho drink jogando conversa fora.

Hoje, com o mesmo aspecto vintage daqueles tempos, o The Back Room é o local escolhido por gente como Paul McCartney, integrantes do Pearl Jam e pelas revistas da cidade como cenário de suas festas.

the back room

Caminhando pela calçada, você jamais diria que naquele portãozinho baixo – onde você mal consegue ver o corredor de paredes bem rústicas e quebradas – existe um lugar tão bacana. Após descer as escadas e caminhar para o fundo de um casarão meio macabro (com pedido de silêncio por todos os lados para não incomodar os vizinhos), você finalmente se vê diante de uma porta preta. Ao entrar, você fica extasiado com o lugar que acaba de conhecer. No local, os drinks ainda são servidos como na época da proibição, ou seja, em xícaras de chá e canecas de café. O elemento é essencial para criar a atmosfera daquele período, assim como o lindíssimo cenário.

the back room

Frequentado por pessoas de todas as faixas etárias acima da maior idade nos EUA, 21 anos, o estabelecimento tem uma trilha sonora animadíssima. Quando chega a uma certa hora da noite, o local se transforma em uma pistinha de dança para os mais animados e torna-se um lugar super propício a novas amizades e quem sabe até um flerte.

Recentemente, serviu de locação de uma série da HBO chamada Boardwalk Empire (que eu super recomendo). Alguns programas da tevê norte-americana no local também foram rodados .

Ainda não tive a oportunidade de conhecer, então não posso falar com muita propriedade, mas ainda dentro do The Back Room, existe uma parede falsa que dá acesso ao “Secret Room”, que é reservado para festas ou para os sócios e frequentadores mais assíduos do bar.

Com a riquíssima história que o lugar traz, você não pode ficar sem conhecê-lo. Para mim, um dos lugares mais charmosos de Nova Iorque. Quem sabe você está no seu dia de sorte, encontra o seu grande ídolo por ali e ainda bebe um drink na sua companhia?

 


SA Agência Digital