quarta-feira, 10 agosto 2022
Tags Posts tagged with "Nessa"

Nessa

Conhecida pelos seus grooves fortes e hits cheios de sensualidade dentro da música contemporânea baiana, a cantora e compositora, Nêssa, surge com um novo single mais introspectivo, intenso e especial.

A música “Farol Ligado” traz na letra experiências da artista em uma melodia romântica, melancólica e ao mesmo tempo com uma pitada de sensualidade em seu refrão. O love song será lançado em todas as plataformas de streaming a partir desta sexta-feira (5) acompanhado de um visualizer que vai deixar a experiência musical dos fãs ainda mais emocionante.

“Farol Ligado” revela um amor intenso e visceral, repleto de altos e baixos. “É uma música que eu construí quando morava sozinha, há alguns anos. O refrão e a melodia vieram quando eu estava sozinha em casa. É uma letra que fala das coisas boas daquele amor, mas com uma vibração um pouquinho mais triste, mais melancólica. Essa composição tem muito disso, um mix de sentimentos”, conta a artista.

Esse single é o primeiro passo para o lançamento do primeiro EP da Nêssa, que irá apresentar uma faceta que estava bem guardada, com canções mais intimistas. Os bons ventos de inspiração levam Nêssa a um momento único em sua carreira, com projetos bem definidos para esse segundo semestre de 2022 e trabalhos musicais prontos para explodirem também durante o verão.

OUÇA

Sobre Nêssa

Vanessa Ribeiro, mais conhecida como Nêssa, tem 29 anos e começou a sua carreira musical em 2018. Mesmo sendo influenciada por diversos gêneros musicais, a artista se encontrou no pop justamente pela liberdade de criação e mesclagem de diversos ritmos. É dona de hits como “Slow Motion”, “Que Calor!” e “Aquele Swing”. Acumula mais de 3 milhões de plays só no Spotify.

Acompanhe Nêssa no Instagram @musicnessa

Ficha técnica música:

Compositores: Nêssa, Fernanda Maia e DJ Xirita
Intérprete: Nêssa
Beat: DJ Xirita
Produção Musical: DJ Xirita
Gravação: Voz Nêssa Estúdio T – Salvador/BA, por André T.
Montagem, Mixagem e Masterização – Kafé
Produtor Fonográfico – Isé
Selo – Isé
Produção Executiva: Isé
Gestor: Alex Pinto
Dristribuição: Altafonte Brasil

Visualiser:
Direção e Fotografia: Dario Vetere
Assistente de câmera: Vinicius Rolim
Maquinaria e Elétrica: Robson Santana
Cor: Felipe Brito
Beleza: Rodrigo Santos
Stylist: Marie Silva
Produção Executiva: Marcela Silva

O Festival Salcity chega à São Paulo levando a ancestralidade e a diversidade baiana, para apresentar toda a experiência que será vivida no dia 27 de agosto, no Centro de Convenções, em Salvador.

O evento reunirá 3 atrações no Cineclube Cortina – São Paulo, que se apresentarão para mostrar um pouco da musicalidade e cultura baiana. Ao som de Nêssa, Afrocidade e Melly, que virão com um repertório preparado especialmente para o dia 11, onde o público paulista poderá ter um gostinho de tudo que vai rolar no Festival.

A festa na capital paulista tem como objetivo, fazer um recorte do evento e apresentar à cidade de São Paulo a imersão cultural que acontecerá na capital baiana no dia 27 de agosto.

O Festival Salcity Salcity tem como propósito o incentivo à música e à cultura como potências máximas da nossa terra. E terá uma grade de atrações composta exclusivamente por artistas baianos e que levam a cultura da cidade e do estado em suas apresentações. Será uma imersão cultural em uma vivência que trará ao público, a possibilidade de conhecer uma nova forma de ser, viver e sentir a música e toda a cultura que vem junto com ela.

SERVIÇO:
Mostra Salcity em SP
Data: 11/08/2022
Horário: A partir das 20h
Local: Cineclube Cortina – São Paulo
Atrações: Afrocidade, Nêssa e Melly
Informações: @festivalsalcity
Vendas: SYMPLA

Nêssa traz em seu novo lançamento “Taça de Vinho”, um tom quente e sensual. No single solo, já disponível nas principais plataformas de streaming nesta terça-feira (25), a cantora e compositora abre 2022 falando sobre como o flerte da atualidade funciona: muita provocação e pouco investimento para algo mais concreto.

A letra provoca e questiona as interações sociais no mundo digital, especificamente durante o flerte, onde a artista destaca a falta de dedicação e interesse das pessoas na construção de relacionamentos. Qual a contribuição das redes sociais nessas relações?

“Nós não temos mais coragem para investirmos em uma paquera, em vivermos todas as etapas até chegarmos em algo concreto. Parece que as redes sociais, ao contrário do que deveria ser, só colaboram com essa falta de dedicação na hora do flerte. Isso evidencia, inclusive, como não estamos preparados para utilizarmos as ferramentas a nosso favor. Fico me perguntando se isso [a dificuldade em paquerar] se dá por acharmos que temos muitas opções por aí ou por conta da falta de interesse, por preguiça ou, simplesmente, por não sabermos flertar?”, questiona a artista.

Com o beat assinado pelo produtor Peu de Melo, Nêssa segue apostando no pagotrap, marca registrada do seu som, onde mistura pagode baiano, trap e pop.

“Quero que o público dance e cante Taça de Vinho, acredito ser uma música muito envolvente, que fica na cabeça, imagino ser um grande hit que pode ser ouvido em vários momentos na rotina de todos”, destacou Nêssa.

“Produzi a música com base no segmento que Nêssa vem trabalhando nos últimos anos, principalmente pelos elementos de pop. As minhas referências de produção também estão bem presentes nesse som, como o trabalho de RDD e Bruno Zambelli”, completou Peu de Melo.

OUÇA

Foto Mariana Ayumi

Sobre Nêssa

Vanessa Ribeiro, mais conhecida como Nêssa, tem 29 anos e começou a sua carreira musical em 2018. Mesmo sendo influenciada por diversos gêneros musicais, a artista se encontrou no pop justamente pela liberdade de criação e mesclagem de diversos ritmos. É dona de hits como “Slow Motion”, “Que Calor!” e “Aquele Swing”. Acumula mais de 3 milhões de plays só no Spotify.

A Isé – Música Criativa promove o “Isé Session”, com intuito de estabelecer sessões de músicas potentes com os principais nomes da música criativa. A primeira edição do evento vai ocorrer no Largo da Tieta, no Pelourinho, no dia 07 de janeiro e os ingressos podem ser adquiridos pelo Sympla.

Em parceria com a produtora Marcela Silva, recentemente chegada na empresa, o Isé Session busca gerar uma equidade de palco, através de performances simultâneas que vão proporcionar um enriquecimento artístico entre os artistas que estão no palco e o público.

A primeira sessão terá como atrações: Cronista do Morro, Melly, Nêssa e Rachel Reis. Rachel tem 24 anos e começou a sua trajetória ainda em 2016 cantando em barzinhos e eventos da sua cidade natal. Em 2021 lançou o EP Encosta, que já acumula mais de meio milhão de plays só no Spotify e a faixa bônus “Maresia” já soma mais de 450 mil plays na mesma plataforma.

Já Melly, canta desde os 6 anos e hoje já acumula mais de 300 composições em português e inglês. Em 2021, lançou o EP Azul que mescla toques de R&B, Blues e Neo Soul com a sonoridade baiana, como o próprio samba-reggae. Recentemente participou junto com o duo paulista Deekapz no Afropunk Bahia.

Enquanto Nêssa, é a nova onda do momento na música pop e contemporânea da Bahia, e recentemente lançou o videoclipe “Senta Malvada”. Ainda esse ano foi finalista do concurso Skol Pagodão, projeto para revelar o novo nome do pagode baiano. No Spotify, a cantora conquistou a marca de 1 milhão de plays com a faixa “Aquele Swing”, parceria com ÀTTØØXXÁ e Yan Cloud. E ao todo já acumula mais de 3 milhões de plays na plataforma.

E por fim, Cronista do Morro, uma das principais promessas do cenário do hip hop soteropolitano, canta sobre sua realidade em versos potentes e impactantes. Recentemente participou junto com o duo paulista Deekapz no Afropunk Bahia e em 2021 lançou dois singles em parceria com Nêssa.

Serviço:

Isé Sessions
Onde: Largo da Tieta (R. das Laranjeiras – Pelourinho)
Quando: 07 de janeiro de 2022
Horário: 21h
Valor dos Ingressos: 1º Lote: $25 (meia); $50 (inteira)
Mais informações: Instagram @isemusicacriativa

SYMPLA

A magia do pagodão de Nêssa está de volta com “Sentada Malvada”. E desta vez ela mistura aquele suingue com o groove do carioca MC Tchelinho do Heavy Baile.

A faixa produzida por Zamba está em todas plataformas de música e promete sacudir os corpos neste prenúncio de verão.

O arranjo mistura o Trap com pagode baiano resultando num pop específico e autêntico que Nêssa vem mostrando desde o início do seu trabalho.

A cantora e compositora, uma das mais relevantes da nova cena soteropolitana ainda prepara outro lançamento para janeiro.

Acompanhe tudo no Instagram @musicnessa

Uma das principais revelações da música contemporânea brasileira dos últimos anos, a banda Gilsons faz show em Salvador no dia 12 de dezembro, a partir das 16h, no Trapiche Barnabé. Formado por Francisco Gil, José Gil e João Gil, o trio carioca apresenta suas linhas melódicas, vibe, sintonia e canções que falam direto nos corações.

A deliciosa versão de “Várias queixas” encantou o grande público, assim como o EP homônimo e as parcerias feitas com nomes como Júlia Mestre, Mariana Volker e Yoún. Recentemente eles lançaram o primeiro full álbum com o single “Proposta”.

A música traz o romantismo na medida certa, e é um convite para “conquistar o mundo, sorrir, chorar e misturar a nossa cor na vida que brotar de nós”, como diz um trecho.

Na noite, o cantor Hiran também será uma das atrações, apresentando seu som autêntico, recebendo no palco para participação Nêssa e Yan Cloud.

Os ingressos já estão à venda pelo Sympla. O último lote está sendo vendido por R$120, mais taxas.

Clariana por Bruno Ricci

A agitada cena baiana contemporânea é a protagonista do Festival Novíssimos Lab que acontece nos dias 7 e 8 de maio virtualmente no Youtube da Maré Produções. Clariana, Cronista do Morro, Nara Couto, Nêssa, Di Cerqueira, Maya, Japa System, Yan Cloud e Igor Liberato formam o time que exala talento e frescor neste projeto com curadoria assinada por Fernanda Bezerra (Maré Produções) e Ênio Nogueira (Selo IXI). As apresentações acontecem obedecendo todos os protocolos de segurança.

Influentes profissionais do mercado assistirão as apresentações. Ana Garcia (Coquetel Molotov), André Vitor Brandão (Sesc Petrolina), Marta Carvalho (Festival Satélite), Michelly Mury (Casa Natura Musical), Renée Chalu (Se Rasgaum), Patrick Tor4 (Caloor Record), Alice Castiel (Projeto Concha), Gabriel Murilo (Música Mundo), Bart (Stay Black), Monique Dardenne (WME Awards), Luciana Adão (Oi Futuro), Plínio Rattes (Sesc Bahia), Anderson Foca (Festival do Sol), Gutie (Festival Rec Beat) e Ítalo Ribeiro (Febre) darão sugestões e estarão de olho em oportunidades para esta nova turma.

A ideia é criar uma rede de suporte, ativando mercados e potencializando conexões com uma rica cadeia produtiva que fomenta a indústria da música, gerando mais sustentabilidade para o setor e amplificando o alcance dos artistas.

“O ‘Festival Novíssimos Labs’ chega para impulsionar uma cena extremamente criativa e potente. Para além de um festival, queremos criar conexões entre os artistas e os mercados de circulação e venda de shows. Entendendo o momento delicadíssimo que estamos vivendo, de forma coletiva, queremos construir pontes para a difusão e circulação da arte de todxs artistas envolvidos”, almeja Fernanda Bezerra.

Para Ênio Nogueira, o projeto se faz um instrumento necessário para fomentar um ecossistema rico e plural da cultura contemporânea soteropolitana. “Criando elos artísticos, potencializando negócios, trazendo visibilidade, ativando possibilidades de difusão e circulação para grandes expoentes da nossa arte. Estimulando uma cadeia produtiva de maneira sustentável, sobretudo nesse momento pandêmico que vivemos”, explica. “Eu não tenho dúvidas de que esse impulso se torna fundamental na jornada desses Novíssimos que são o futuro presente”, afirma.

De um modo geral é sempre importante ter festivais que fomentem a música alternativa nacional. E neste contexto a oportunidade e visibilidade que o ‘Novíssimos Lab” nos dá, se torna ainda mais especial. Apresenta nosso trabalho para as pessoas justamente numa hora que estamos sem shows presenciais e com as carreiras prejudicadas”, opina Nêssa.

Desde o dia 17 de março, o time do festival vem soltando singles apoiados pelo projeto. Foram faixas que movimentaram as playlists e a imprensa nacional mostrando que os shows prometem emoções em alta voltagem.

Singles lançados:

17 de março: Não Vale A Pena Te Amar, de Igor Liberato

26 de março: Apelação de Yan Could

29 de março: Baebae de DICERQUEIRA

02 de abril: Magia de Clariana e Néctar de Maya

07 de abril: Na Maldade, Nêssa e Cronista do Morro.

22 de abril: Linda e a Preta de Nara Couto.

30 de abril: Bananeira de Japa System

Nesta quarta-feira, dia 07, a cantora Nêssa lançou o single “Tara” com a participação da cantora Alana, vocalista da banda A Dama, considerada uma das grandes revelações do pagode baiano. A canção é de autoria da própria Nêssa que participa de todas as fases do projeto desde a sua concepção.

A música tem forte influência do Pagodão e Trap, e fala sobre as consequências de uma relação quando os sentimentos estão aflorados e existe uma grande atração entre o casal. O clipe é cheio de performances sensuais entre as cantoras.

A produção musical do single ficou por conta de Zamba, que produziu singles anteriores como “Que Calor” e “Aquele Swing”.

Já pós-produção, mixagem e masterização foi realizada por RDD, criador do ÀTTØØXXÁ e produtor musical responsável pela co-produção de “Me Gusta”, single da cantora Anitta em parceria com Cardi B e Myke Towers.

“ Foi uma honra fazer parte desse processo da Nêssa, eu já rasguei essa seda nas minhas redes, porque acredito que ela é a próxima parada que vai acontecer no pop da Bahia. Ela está pavimentando esse caminho, crescendo exponencialmente não só nos números, mas como artista e cantora que ela é. Fazer parte desse trampo de pós e mix e máster me deu até um peso, fui minucioso no meu trabalho e fiz o meu melhor para chegar à altura do que Nêssa estava propondo. Inclusive tem a participação de Alana, da Dama, que vem nesse processo que também é outra expoente dessa música pop da Bahia já está trilhando o mesmo caminho. Ver as duas juntas reforça o que sempre falei dentro do pagodão que ter essas divas, ver as mulheres ocupando esse lugar com coisas grandiosas e relevantes é muito importante para a cena. ” finalizou o produtor musical RDD.

A cantora Nêssa já acumula números expressivos nas plataformas digitais, só com o single “Aquele Swing” contabiliza mais de 860 mil streams, e um total de mais 1M e 800 ouvintes da cantora. Já Alana também acumula quase 500 mil seguidores no instagram e seus clipes já ultrapassam a marca de mais 6 milhoes.

O clipe gravado em Salvador, disponível no canal do Youtube da Macaco Gordo e teve a direção de Chico Kértzs.

Foto Tacio Moreira


SA Agência Digital