sábado, 28 janeiro 2023
Faccia Cure
Tags Posts tagged with "Maglore"

Maglore

Trazendo uma sonoridade mais diversa, o grupo Maglore lança seu quinto álbum de estúdio intitulado “V”. O disco, que foi gravado no estúdio Ilha do Corvo, em Belo Horizonte, traz uma estética mais “clássica” para o trabalho, deixando um pouco de lado os variados efeitos de guitarra do seu antecessor, “Todas As Bandeiras” (2017), e traz arranjos de cordas e metais – amplamente explorados na faixa de abertura, “A Vida É Uma Aventura”.

“Este é um disco com muita variação de humor”, diz Teago Oliveira (voz e guitarras). “É também o mais plural da nossa carreira. Abraçamos uma sonoridade um pouco diferente e nos permitimos encontrar um caminho que passeia de forma mais clara entre o rock, a bossa, a motown e o reggae, como na faixa “Revés De Tudo” — uma crônica da sociedade atual tendo que viver com o extremismo”, completou.

Com a produção musical assinada por Leonardo Marques e Maglore, “V” traz à tona canções com forte discurso social, como também contempla uma das principais características do grupo que é falar sobre o amor e suas mais variadas formas. As composições são de Teago Oliveira e Lucas Gonçalves.

“O disco passeia do “Amor De Verão”, que não fala de romance passageiro, mas do desejo por algo duradouro, ao “Amor Antigo”, que aborda um inevitável término de forma amistosa e nostálgica. Há também as canções que tratam de amor próprio, transformação, amor materno, da auto sabotagem e da alegria de se apaixonar de novo. Por fim, o álbum termina com a existencial “Para Gil e Donato”, homenagem a Gilberto Gil e João Donato que fala sobre a passagem do tempo e as sensações vividas a partir disso”, concluiu.

OUÇA AQUI

Foto de Azevedo Lobo

É com uma pegada bem setentista que o grupo baiano *Maglore* estreia seu novo single, “*Amor de Verão*”. A canção, composta por *Lucas Gonçalves*, traz uma visão otimista sobre as relações amorosas embalada por sonoridade pop e estreia hoje nas plataformas de música.

A faixa conta com a produção musical de *Leonardo Marques* e Maglore, que juntos chegaram a uma atmosfera sonora típica das baladas, repleta de violões e coros, reforçadas pela vocalização de um dueto formado por Lucas Gonçalves e o *Teago Oliveira*, vocalista do grupo.
“É uma canção bem pop, com muita influência de Beatles, mas preferimos uma roupagem mais powepop 90’s, a lá Teenage Fanclub e Wilco. Gravamos as guitarras em linha, sem muita ambiência. A guitarra de 12 cordas, que também esteve presente no “Todas as Bandeiras”, aparece de uma forma mais clara agora, sem muitos efeitos”, explicaram.
“Amor de Verão” é uma espécie de Ieieiê bem humorado, que traz à tona o desejo de uma relação duradoura através de versos otimistas e esperançosos, mas também fruto de muita autocrítica. A música apresenta um pouco do novo disco do grupo, que será lançado ainda em 2022.

Foto de Lucas Mezzaccappo

OUÇA AQUI

 

Trazendo uma crônica sobre os tropeços e percalços da vida, o grupo baiano Maglore estreia novo single A Vida é Uma Aventura, trazendo uma linguagem forte da música brasileira dos anos 1970. Com a composição do vocalista e guitarrista Teago de Oliveira, a faixa traz uma reflexão sobre como a importância de celebrar a vida apesar das crises, chega hoje nas plataformas de música.

A Vida é Uma Aventura foi a faixa escolhida pela banda para apresentar o quinto disco, intitulado “V”, que será lançado no primeiro semestre deste ano.

“Essa música resume bastante o disco como um todo por reunir os elementos estéticos que usamos. É um disco muito plural, que envolve bastante cordas, orquestração, metais e a célula rítmica da música brasileira”, explicou Teago.

Produzido por Leonardo Marques e Maglore, o single traz uma atmosfera sonora que flerta com a música brasileira pop dos anos 70, rock clássico, MPB e com a canção pop à moda antiga, que remete às músicas dos bailes de gafieira.

Nesta faixa, Teago conta em um tom de humor, os desastres que repetidamente ocorrem no mundo, ao passo em que, mesmo que envelheçamos após superar tantas crises, ainda temos que encontrar espaço para celebrar a nossa passagem pela terra. A Vida É Uma Aventura também chega em formato de videoclipe, dirigido por Teago Oliveira e Duane Carvalho.

Sobre Maglore
Originada como quarteto em Salvador, em 2009, então com Carlos Nery (baixista) e Lelo Brandão (guitarra e teclado), e atualmente residente na capital paulista, a Maglore lançou os CDs independentes Veroz (2011) e Vamos Pra Rua (2013) — neste último, Carlinhos Brown e Wado emprestam suas vozes em participações especiais. Os álbuns destacaram o grupo como aposta do país e representante de peso do circuito baiano.
Em 2015, lançaram III (Deck), resultado da mudança de integrantes e, por consequência, de sonoridade da banda, agora mais direta e simples, mas não menos inventiva e elegante, com influências que vão de Caetano Veloso a Wilco, do misticismo da Bahia à rotina esmagadora da vida em São Paulo. Trazendo hits como “Mantra” (indicado à categoria “nova canção” do Prêmio Multishow 2015), “Dança Diferente”, “AiAi”, III foi considerado um dos melhores álbuns de 2015 por Rolling Stone, Billboard, MTV, UOL Entretenimento, entre outros grandes veículos, e uns dos melhores shows do ano pela Folha de S. Paulo. O disco ainda levou a MAGLORE ao 27º Prêmio da Música Brasileira, que reconheceu o grupo como um dos melhores daquele ano, e rendeu convites para o Lollapalooza Brasil 2016, onde os baianos se apresentaram no palco principal e para o festival SXSW, em Austin (EUA), como artistas brasileiros convidados, ao lado de Liniker.
Em 2015, lançaram III (Deck), resultado da mudança de integrantes e, por consequência, de sonoridade da banda, agora mais direta e simples, mas não menos inventiva e elegante, com influências que vão de Caetano Veloso a Wilco, do misticismo da Bahia à rotina esmagadora da vida em São Paulo. Trazendo hits como “Mantra” (indicado à categoria “nova canção” do Prêmio Multishow 2015), “Dança Diferente”, “AiAi”, III foi considerado um dos melhores álbuns de 2015 por Rolling Stone, Billboard, MTV, UOL Entretenimento, entre outros grandes veículos, e uns dos melhores shows do ano pela Folha de S. Paulo. O disco ainda levou a MAGLORE ao 27º Prêmio da Música Brasileira, que reconheceu o grupo como um dos melhores daquele ano, e rendeu convites para o Lollapalooza Brasil 2016, onde os baianos se apresentaram no palco principal e para o festival SXSW, em Austin (EUA), como artistas brasileiros convidados, ao lado de Liniker.
Com ele, a banda já se apresentou em todas as regiões do país e em Nova York (EUA) no ano de 2018.

OUÇA AQUI

*Foto de Lucca Mezza

O Verão terminou mas os shows por Salvador continuam levando música de qualidade e diversa por todos os cantos da city. O Largo da Tieta no Pelourinho é um dos lugares que surgiram na pandemia e tem despontado como uma das melhores praças para realização de eventos.

Prova disso é o grande evento promovido por Valdir Andrade Produções no próximo sábado, dia 26 de março a partir das 17h com as apresentações de EDOUX, Pedro Pondé e a banda Maglore.

Os ingressos estão disponiveis no Sympla.

Foto Pedro Pondé por André Fofano

Teago Oliveira da Maglore

O verão da Bahia começou fervendo e, na mistura de ritmos famosa de Salvador, o pop rock não poderia ficar de fora. Para agitar esse caldeirão musical, a Banda Maglore estréia o projeto “Maglore Convida” neste sábado (14), no Largo Tereza Batista, no Pelourinho, às 19h, sendo a banda Vivendo do Ócio a convidada especialíssima da noite.

Ao todo serão três edições, com shows também nos dias 28 de janeiro e 11 de fevereiro, quando a Maglore mostrará mais uma vez suas canções, quase sempre acompanhadas em coro pelo seu público. No repertório, músicas do o CD e LP III, eleito um dos melhores álbuns de 2015 pela mídia especializada, e composições dos também elogiados discos Vamos Pra Rua (2013) e Veroz (2011).

Composta por Teago Oliveira, Felipe Dieder e Rodrigo Damati, a banda pop Maglore traz em suas canções influências da música brasileira e baiana, com um repertório que vai da Bossa Nova ao Rock’nRoll. As canções pop com toques de tropicalismo e psicodelia da Maglore caíram rapidamente nas graças do público da capital baiana e, em 2010, os rapazes se mudaram para São Paulo. Desde esta época, a banda participa de diversos festivais de música do país, com apresentações realizadas nas cinco regiões num total de mais de 300 shows.

Em muitos deles, dividiu o palco com artistas como Lenine, Tulipa Ruiz, Marcelo Jeneci, Marcelo Camelo, Frejat, Vanguart, Móveis Coloniais de Acaju, B-Negão, Do Amor e Wilson das Neves.  A discografia da banda é formada pelo EP “Cores do Vento” (2009) e os álbuns “Voraz”  (2011) e “Vamos Pra Rua” (2013), além de III (2015).

SERVIÇO

O QUE: “Maglore Convida” com participação da Vivendo do Ócio

QUANDO:  Sábado(14) a partir das 19h

ONDE: Largo Tereza Batista – Pelourinho, Salvador

QUANTO: R$20 (meia entrada) e R$40 (inteira)

ONDE COMPRAR: SYMPLA

Após o sucesso da primeira edição em 2015, o Festival Sangue Novo chega ao seu segundo ano no dia 17 de dezembro, mais uma vez no Museu Du Ritmo, em Salvador. Evento voltado para destacar o melhor da geração século 21 da música popular brasileira, o Sangue Novo trará ao todo para a capital baiana na edição 2016 seis atrações. Marcelo Jeneci, Tulipa Ruiz e Ana Cañas juntam-se aos baianos da Maglore, IFÁ Afrobeat e Manuela Rodrigues, em apresentações que totalizarão dez horas de  shows, com alguns dos melhores artistas e bandas da novíssima produção musical nacional e local.

A ideia é aprimorar a experiência bem-sucedida do Festival no ano passado, criando uma programação que mescla talentos locais e nacionais da nova geração. Geração essa que é formada dentro de um novo conceito de produção e divulgação de sua música, o que envolve usar todas as ferramentas digitais e um novo conceito de gerenciamento das suas carreiras”, diz o jornalista e crítico musical Hagamenon Brito, curador da programação do Festival e também idealizador, produtor e apresentador do Sangue Novo, da Globo FM, programa que empresta seu conceito de privilegiar a nova geração autoral da música contemporânea brasileira .

O Sangue Novo vai ao ar na Globo FM todas as quintas-feiras, das 21 às 22 horas. “É um prazer observar que alguns desses artistas nos quais acreditamos já começam a ter um maior espaço no mainstream, inclusive participando de trilhas de novelas. Porque pode até demorar, mas o novo sempre vem e se impõe”, completa Hagamenon.

“O Festival trará ações paralelas de grafite, feira de empreendedores criativos e uma mostra de clipes, curtas e documentários musicais. A transversalidade da música e seu consumo nos mais diferentes formatos, esse é nosso objetivo principal”, diz Fernanda Bezerra, diretora-geral da Maré Produções Culturais, realizadora do Festival que conta com o apoio da Skol, Globo FM e Shopping da Bahia.

Os ingressos estão à venda pelos valores de R$ 20 (meia) e R$ 40 (inteira) pela plataforma Sympla

SERVIÇO:

O QUE: Festival Sangue Novo com Marcelo Jeneci, Tulipa Ruiz, Maglore, Manuela Rodrigues e Ana Cañas.

ONDE: Museu du Ritmo, Comércio, Salvador

QUANDO: 17 de dezembro

QUANTO: R$ 40(Inteira) R$20(Meia)

ONDE COMPRAR: SYMPLA


SA Agência Digital