domingo, 19 maio 2024
Racletto
Tags Posts tagged with "Lamparina"

Lamparina

Foto de Sarah Leal

O disco, que marca a nova fase artística do grupo com pegada  pop, chega às plataformas de música via MacacoLab

Uma ode à música brasileira, com muito suingue e personalidade. É assim que Lamparina, grupo mineiro que vem despontando na cena nacional, apresenta seu novo disco, “Original Brasil“. Com 10 faixas que passeiam pela diversidade sonora típica da cultura brasileira, o álbum, que chega no próximo dia 13 de outubro nas plataformas de música via selo MacacoLab, investe em uma estética com referências aos anos 2000, também apostando no resgate à febre das bandas que marcou esse período.

“Original Brasil” chega para descontrair, provocar e provar que a música brasileira não se resume a um gênero, mas que alcança as múltiplas facetas do som que ecoa neste país de extensão continental. Com a produção musical assinada por MGZD (Cido), Iuri Rio Branco, Rafael Fantini e Cotô Delamarque, o disco vem cheio de brasilidades e mescla pop, MPB,  pagodão, entre outros gêneros.

“Durante a nossa trajetória como banda pelo Brasil, observamos que um gênero musical foi naturalmente se criando nos diálogos, festas e apresentações, o chamado ‘Brasilidades’. Alguém diz “Ah, o DJ toca brasilidades”. E começamos a perceber que nós mesmos estávamos enquadrados nesse gênero.  Mas o que é Brasilidade se não tudo o que é feito no Brasil? Portanto, resolvemos assumir essa identidade do nosso jeito”, afirma Marina Miglio, vocalista do grupo.

Para esse lançamento, Lamparina antecipou com sucesso a faixa “Fez a onda” como single, abrindo os caminhos para o “Original Brasil” se mostrar plural. Entre as batidas eletrônicas, elementos orgânicos, temáticas românticas e uma boa dose de humor, as canções do novo trabalho são envolventes e convidam para o balanço, reforçando o lado mais pop que a banda vem apresentando sem perder a sua essência.

O álbum abre com a canção “Menina”, que foi inspirada  no estilo de Jorge Ben Jor, trazendo  elementos do samba e arranjos de metais. Em seguida, “To que to a toa”  flerta com o reggae, influenciada também pelo trabalho de Joss Stone. “Fez a onda”, single escolhido para anunciar o disco, transita entre o pop e a MPB, explorando o elemento cômico característico da banda.

O bom humor  também está presente em “Carinha de Sol”, com uma temática solar, perfeita para o verão, aliada à sonoridade nostálgica dos anos 2000. Já “Caso Velho”, composição deMarina Miglio, introduz o lado mais romântico da banda junto a uma batida tropical e dançante, contando com a participação do rapper Hot.

A temática sentimental continua na canção “Boca com Boca”, uma declaração de amor que soa como uma baladinha de rádio, acompanhada de uma harmonia típica de hit.  “Sensação” chega marcada pela energia do pagodão, convidando os ouvintes para dançar. A melodia dançante também está presente em “Na Rua”, canção em que a Lamparina investe nos batuques e se inspira na sonoridade de Daniela Mercury e Gilberto Gil.

Em seguida, “Te conheço bem”, penúltima faixa do disco, brinca com um jogo de palavras ao abordar um caso amoroso de forma melancólica, mesclando elementos orgânicos com beats eletrônicos. Para fechar o álbum, a faixa “Medo de Amar” traz uma declaração de amor com tom motivacional, falando sobre a perda do medo de mergulhar em um novo amor.

Com “Original Brasil”, Lamparina brinda sua mais nova fase e reforça seu lugar de destaque na cena musical nacional com o mais puro suco de brasilidade.

Foto: divulgação

Apontando para uma nova fase artística que flerta cada vez mais com o universo Pop, a banda contempla com esse trabalho as múltiplas vertentes da música brasileira

Reviver a estética musical dos anos 2000 é um dos caminhos em que o grupo Lamparina apresenta novo trabalho, que chega com o lançamento do primeiro single “Fez a Onda. A faixa, que mescla o humor clássico da banda com os múltiplos sons do Brasil, chega nesta quinta-feira, 24 de agosto, às 21h nas plataformas de música, acompanhado por um videoclipe, via selo MacacoLab.

A canção que aborda a temática da paixão tem tudo para ser clichê, mas com tamanha sagacidade e descontração, a composição traz o duplo sentido que prende a atenção do ouvinte. “Todo mundo já viveu dias intensos com alguém, se pegando e -talvez- fazendo a onda com o “vc sabe né?”. Daí pensei: será que essa paixão/onda é baseada em fatos reais ou naturais?. Aí fiz a música”, contou Cotô, vocalista do grupo.

 “Fez a Onda” foi a escolhida para apresentar o novo disco “Original Brasil” e , como não poderia ser diferente, traz uma sonoridade repleta de brasilidade, transitando entre o pop e a MPB mesclado a outros gêneros.  “Ela foi uma das primeiras músicas que fizemos quando concebemos um caminho para as composições. O beat boom bap misturado com elementos de reggae/dub leva pra um lugar totalmente confortável de se ouvir e a melodia entra igual fumaça..rs”, completou.

O single chega acompanhado por um videoclipe que irá explorar a estética dos anos 2000, com referências de elementos mais pop, em busca celebrar a diversidade da música brasileira, além de alcançar um público mais diverso, mas sem perder a essência da banda.

Os mineiros da Lamparina & A Primavera e os baianos do ÀTTOOXXÁ se encontram na sensual/dançante “Pequim”.

A música pertence à viagem sonora dos belo-horizontinos pelas claves folclóricas brasileiras/latinas. Passando pelo Nordeste e rumo ao caribe; após lançar “*Ela Joga*” (brega-funk), soltam agora um pagodão com pitadas do axé e da lambada.

Com produção de RDD+Cido, e Marina Miglio e Øz nas vozes, a faixa é uma parceria de dois expoentes da música contemporânea desejados pelos principais festivais independentes do país.

Um clipe cheio de luzes, danças e cores acompanham o lançamento e a vibe da música. Nas cenas dirigidas por Cipó, os grupos se conectam nas ondas do suingue. Este é o primeiro lançamento de uma série de novidades que a Lamparina terá este ano. Inclusive, um novo álbum de inéditas está previsto para os próximos meses.

 


SA Agência Digital