segunda-feira, 26 julho 2021
Tags Posts tagged with "La Suite"

La Suite

* por Samuel Silva-Neto
Que o Rio de Janeiro continua lindo não é novidade alguma… Eu, mesmo conhecendo a grande maioria das cidades mais importantes da Europa e dos EUA, elegi o Rio como a minha cidade predileta no mundo! Lá tenho amigos verdadeiros, tenho até um apartamento para chamar de meu (Salve, mon chouchou, Maria Paula Orvelin!), sou convidado para as melhores festas e habitué das melhores baladas, bato à porta do vizinho para desejar bom dia e beijo o português da padaria… Rs… Mas o charme que alguns amigos franceses trouxeram à Cidade Maravilhosa é simplesmente hors concours! E é sobre eles e seus hotéis-boutique que quero falar neste artigo.
Tudo começou em 2009, quando estava decidindo o destino romântico para comemorar meus 2 anos de namoro. Já havia celebrado o 1° ano no Rio, com todo o romantismo, pompa e circunstância que me são peculiares, e queria algo que pudesse superar o ano anterior. O Rio não estava, a priori, na minha lista de opções, mas, após uma ligação fervorosa da minha querida amiga, Hellen Pacheco, ao me deparar com uma reportagem do “Mr. and Mrs. Smith” sobre o La Suite Boutique Hotel by Dussol, não me restaram dúvidas! Propriedade dos irmãos François-Xavier e Jacques Dussol, o La Suite está debruçado no Alto do Joá, a Beverly Hills carioca, e oferece aos seus hóspedes a vista mais deslumbrante do Rio de Janeiro.
Vista do lounge - La Suite - dia e noite
Vista do lounge – La Suite – Dia e noite
Samuel Silva-Neto com François Xavier Dussol
Com seus 7 quartos, cada um de uma cor, todos com vista panorâmica do Oceano Atlântico, finamente decorados com o melhor do design nacional e peças trazidas da França pelo próprio François-Xavier (Philippe Starck, Baccarat, apenas para citar alguns), o La Suite é um mélange de hôtel-boutique de luxe e maison d’hôtes, onde os hóspedes se sentem na casa de um amigo próximo. E esse papel é muito bem feito pelo anfitrião! Os hóspedes contam com a atenção dedicada do proprietário e do seu staff, precisamente treinado, discreto e solícito! Muitos deles – eu, inclusive! – têm o prazer de se tornarem amigos pessoais do François. Lembro-me, carinhosamente, à ocasião dos preparativos para a minha estadia romântica, de suas dicas sobre a decoração do quarto com orquídeas do seu próprio orquidário à contratação de um personal chef, recomendado por ele, para preparar o famoso “Menu Confiance”, que seria servido na varanda da suíte.
Green room - La Suite
Green room – La Suite
Samuel Silva-Neto & Cristiane Torloni - La Suite
Samuel Silva-Neto com a atriz Cristiane Torloni no La Suite
O petit déjeuner, que de petit não tem nada, é personalizado conforme o gosto do cliente e não tem horário nem local para ser servido. Maior comodidade impossível! A piscina de borda infinita do hotel é uma maravilha à parte! Degustar uma caipirinha com cachaça de fabricação própria da fazenda La Santa Cruz, fazenda-boutique também de propriedade dos irmãos Dussol, é uma verdadeira iguaria! Não é à toa que o La Suite figura como cenário dos mais famosos editoriais de moda do mundo e é eleito por várias celebridades nacionais e internacionais como seu refúgio no Rio de Janeiro, longe dos holofotes. E não é à toa que o elegi como o melhor hotel do Rio – e, sim, já me hospedei nos melhores de lá! No La Suite já fui acomodado 5 vezes, entre a Green Room (uma das minhas favoritas), a Yellow Room e a White Suite. Ainda quero me hospedar na Black Suite, a “menina dos olhos” do hotel, mas esta é disputadíssima! Quem sabe na próxima vez, não é, François? Rs…
Pool area - La Maison
La Maison
Lounge – La Maison
Vista varanda quarto – La Maison
Como o próprio nome já diz, o La Maison, situado no charmoso bairro da Gávea, em uma rua residencial repleta de mansões, é um hotel onde o hóspede se sente totalmente em casa! E que casa! Primeiro empreendimento dos irmãos Dussol no Rio de Janeiro, o La Maison dispõe de 5 charmosos quartos, cada decorado com um tema diferente, que levam o hóspede aos 4 cantos do mundo! Todos são muito amplos e contam com varanda ou área externa. Escolhi a Suíte Copacabana, tanto pelo décor em preto-e-branco, com o qual prontamente me identifiquei, quanto pela vista para o Corcovado e o Cristo Redentor, de tirar o fôlego! Surpreendi-me com a presença de um sino em vez de interfone, e do funcionário prontamente disposto à porta, após tê-lo curiosamente acionado.
Suite Copacabana - La Maison
Suite Copacabana – La Maison
Dining room – La Maison
O staff, assim como o do La Suite, dispensa comentários, e o serviço de petit déjeuner e personal chef com “Menu Confiance” encontra-se nos mesmos moldes! A grande vantagem do La Maison é o fato de o hóspede estar num lugar completamente calmo, porém a poucos minutos da Zona Sul. Destaque para o lounge, com décor impecável e um som ambiente onde se escutam os grandes clássicos da Bossa Nova e MPB e da boa música internacional. Perfeito para um jantar romântico, ao som dos pássaros do bosque em volta e da cascata que cai docemente da piscina. Simplesmente breathtaking!
Rooftop pool – Casa Mosquito
Living - Casa Mosquito
Living – Casa Mosquito
O terceiro hotel desta série, e o mais pitoresco, é o Casa Mosquito, de propriedade do casal de franceses, Benjamin e Louis Planès. Fui apresentado aos dois pelo François, e eles têm o mesmo espírito anfitrião e o savoir-faire de fazer com que o hóspede se sinta totalmente em casa! Seguindo a recente tendência de descoberta dos morros cariocas por empresários descolados, esses franceses souberam transformar esse charmoso casarão dos anos 40, com a ajuda do designer de interiores francês, Jean-Louis Boucharenc, e do brasileiro, Rodrigo Cardoso, em um pequeno hotel de luxo, aos pés da favela Pavão-Pavãozinho, já totalmente pacificada (vale ressaltar!), no coração de Ipanema, a poucos passos de Copacabana!
Suite 2a etapa - Casa Mosquito
Suite da Casa Mosquito
No local, quatro suítes foram construídas na primeira etapa, todas com decoração peculiar e batizadas com nomes de cariocas célebres, como Tom Jobim e Madame Satã – esta última considerada a mais charmosa desta etapa, na qual me hospedei. A segunda etapa, localizada aos fundos e bem mais ao alto, conta com 5 suítes super modernas, fina e primorosamente decoradas, que não deixam a desejar a nenhum hotel de alto luxo do mundo, algumas com ofurô e banheiras de imersão inglesas. Um L U X O !!! O staff, igualmente poliglota como os do La Suite e do La Maison, não poderia ser mais preparado para receber, com a maior gentileza e simplicidade do mundo, os hóspedes mais requintados! À ocasião estava sendo realizado um photoshooting para a revista Marie Claire, e muitos outros já foram realizados para outras revistas de destaque nacional e internacional!
Cosmopolitan by Casa Mosquito
O petit déjeuner e o serviço de personal chef seguem os mesmos padrões dos hotéis dos quais falei anteriormente, ressaltando-se os drinques DELICIOSOS, além de lindos! Queria pontuar a presença da avó do Benjamin (sim, tenho uma queda por vovós!), a Sra. Madeleine, carinhosamente apelidada de Mami Mado, que ao perceber a minha faringoamigdalite, se prontificou a fazer um chá de limão com gengibre e mel e me presenteou com um pote de marmelada de sua própria fabricação. Como não se apaixonar? Esse momento divide o meu clímax em relação ao Casa Mosquito com o seu rooftop, indiscutivelmente o mais deslumbrante do Rio de Janeiro, na minha opinião! E, vejam bem, de rooftop eu entendo! O Fasano Rio que o diga! Rs… Com uma piscina super moderna, o rooftop do Casa Mosquito é imenso, com vista panorâmica de 270° graus do Pão de Açúcar e da Praia de Ipanema, e serve de palco para vários petits-comités e sunset parties, que reúnem uma turma super descolada e antenada, entre estrangeiros e cariocas! Está sendo construído um bonde para facilitar o acesso ao rooftop  (localizado, ipsis litteris, no topo!) e uma sauna seca! Aguardem cenas dos próximos capítulos!
* Fotos e Texto de Samuel Silva-Neto (Médico poliglota, apaixonado por viagens e enogastronomia), especial para o SiteUR.

SA Agência Digital