sábado, 20 abril 2024
Édson Gomes e Attooxxa - Mega
Tags Posts tagged with "Ju Moraes"

Ju Moraes

Foto divulgação

O ensaio geral acontece nesta quinta-feira (18), a partir das 20h, no Marabô Gastro Music, no Rio Vermelho

Os Palhaços do Rio Vermelho convocam a todos para a coroação da nova realiza da folia momesca de 2024. As majestades, a cantora Ju Moraes e o ilustrador Cau Gomez recebem as coroas e os cetros das mãos dos seus antecessores, ao som do grupo Autorais, liderado por três grandes compositores e cantores baianos: Jorge ZárathTonho Matéria e Tenison Delrey. No repertório, a história da música baiana, sucesso absoluto entre clássicos e hits conhecidos do público, gravados também por estrelas da música baiana e nacional.  O show acontece nesta quinta-feira (18), a partir das 20h, no Marabô Gastro Music (antigo Pós Tudo). Os ingressos podem ser adquiridos através da plataforma Sympla.

Pelos Palhaços do Rio Vermelho já passaram grandes personalidades representando reis e rainhas: como a Baiana Claudinha do Acarajé (2011), Carla Visi (2012), Gerônimo (2013), Márcio Mello (2014), Lazzo (2015), Sylvia Patrícia e Magary Lord (2016), Márcia Castro e Armandinho Macedo (2017), Márcia Short e André Simões (2018), Rosa Vilas Boas e Jau (2019), Margareth Menezes e Nikima (2020). O desfile sem cordas, sairá no dia 27 de janeiro (sábado), com concentração às 17h, na Quadra Esportiva da Rua da Paciência, iniciando o cortejo às 19h.

Ensaio Geral Palhaços do Rio Vermelho

Quando: 18 de janeiro de 2024, a partir das 20h

Onde: Marabô Gastro Music (antigo Pós Tudo)

Reis: Cau Gomez e Ju Moraes

Ingressos: R$ 50

Vendas: https://www.sympla.com.br/evento/quinta-autorais/2302157 

Tradicional desfile acontece no dia 27 de janeiro e terá a cantora Ju Moraes e o ilustrador Cau Gomez em sua monarquia 2024

Eleito pelos soteropolitanos e turistas como o “melhor dia de pré-carnaval”, o Movimento Cultural Palhaços do Rio Vermelho, que há mais de uma década espalha alegria pelas ruas do bairro mais boêmio da capital baiana, consagra o espírito lúdico da infância, representado na figura mítica do Palhaço, assim como agrega e dá espaço para diversas manifestações de cultura popular do estado da Bahia. O desfile sem cordas, sairá no dia 27 de janeiro (sábado), com concentração às 17h, na Quadra Esportiva da Rua da Paciência, iniciando o cortejo às 19h.

Os Palhaços do Rio Vermelho trazem a essência do Carnaval de rua onde a brincadeira, através da fantasia, permite que toda a família participe do desfile das manifestações culturais, que acompanham o grande cortejo. Em 2024, as alas serão compostas pelo Zambiapunga de Nilo PeçanhaSSA – Som Soteropolitano AmbulanteBagunçaço dos AlagadosAs XicasPau de Fita e Burrinhas (Cia de Danças e Folguedos da Boca do Rio), Troupe Circense com pernaltas e malabares, Banda Marmelada (fanfarra), Capoeirada (Associação Siribeira do Conde), Os Enlatados de Madre de DeusAla das baianasA Coringada, além da participação inédita do Nego Fugido de Acupe (distrito de Santo Amaro da Purificação) que dão o tom do cortejo que seguirá até a Rua Fonte do Boi.

O local – em meio ao aroma do dendê, das lindas paisagens naturais, grandes patrimônios arquitetônicos, reduto de pescadores e da fé entre o catolicismo e a religião afro-brasileiro, – o bairro do Rio Vermelho carrega tradições que permeiam entre o lúdico e o religioso, traçando a sua identidade em cada rua, praça, becos e vielas que preserva a história e a formação de uma comunidade soteropolitana. O circuito passa por toda essa magia, com concentração na Rua da Paciência com destino à Rua Fonte do Boi. A estimativa de terminar é as 22h.

“É com grande satisfação que hoje vejo, o que no passado era apenas um grupo de amigos se insurgindo contra a cultura do abadá e de blocos com cordas, hoje ser um grande palco repleto de alegria e fantasia”. Confessa Lúcia Menezes, cofundadora dos Palhaços do Rio Vermelho. “Ouvir do nosso público que somos o melhor dia de pré-carnaval é revigorante e nos enche de vontade de movimentar o nosso querido bairro do Rio Vermelho”, completa.

Ensaio Geral – Festa da coroação do novo reinado

Os Palhaços do Rio Vermelho convocam a todos para a coroação dos seus novos monarcas da folia 2024. As majestades, a cantora Ju Moraes e o ilustrador Cau Gomez recebem as coroas e os cetros das mãos dos seus antecessores. A cerimônia acontece no Ensaio Geral no dia 20 de janeiro, das 14h às 18h, no Marabô Gastro Music (antigo Póstudo, Rio Vermelho).


Pelos Palhaços do Rio Vermelho já passaram grandes personalidades representando reis e rainhas: como a Baiana Claudinha do Acarajé (2011), Carla Visi (2012), Gerônimo (2013), Márcio Mello (2014), Lazzo (2015), Sylvia Patrícia e Magary Lord (2016), Márcia Castro e Armandinho Macedo (2017), Márcia Short e André Simões (2018), Rosa Vilas Boas e Jau (2019), Margareth Menezes e Nikima (2020).

Homenageados

Este ano Os Palhaços do Rio Vermelho vão homenagear o chef de cozinha Cláudio Bottino (in memoriam) e a empresária Janaína Araújo. Empreendedores do setor gastronômico do Rio Vermelho.

Camisas Colaborativas


Os Palhaços do Rio Vermelho têm a tradição de lançar anualmente uma camisa promocional com a venda revertida para o desfile (cobrir os custos). Cada ano, um artista plástico é convidado para ilustrar a camisa. Artistas como Bel Borba (2015), Cau Gomez (2016), Ruy Santana (2017), Ray Vianna (2018), Guache Marques (2019). E em 2024 os traços do artista plástico Elano Passos estarão estampados nas camisas que serão vendidas por R$ 70,00 (cada), no Marabô (Rio Vermelho), a partir do dia 06 de janeiro até durar o estoque.

 
Serviço:

Desfile Palhaços do Rio Vermelho

Quando: 27 de janeiro de 2024

Horário: Concentração às 17h e saída do desfile às 19h

Onde: Quadra Esportiva na Rua da Paciência

Reis: Cau Gomez e Ju Moraes

Eita Salvador! Próxima sexta, dia 19 de maio vai rolar lançamento da cantora Ju Moraes no Colaboraê.

A música “Vai dar bom” composição de Ju com Pierrot Junior será apresentada pela primeira vez, tendo o evento participação do cantor Hiran.

O rolê fica no bairro do Rio Vermelho, então garanta seu acesso para curtir cada instante.

Um pop tropical toma conta do novo show da cantora e compositora Ju Moraes “Outra onda. O nome do show é o mesmo do novo álbum da artista e simboliza uma nova fase no som da baiana. Mais leve, mais pop e com a mesma intensidade que faz dela uma cantora tão autêntica.

No repertório estão sucessos deste novo projeto como “Talvez”, lançada em parceria com Gabriel Elias e “Topa ficar”, além de releituras de canções contemporâneas que passeiam de Caetano Veloso a Luedji Luna e Liniker. Claro que a apresentação tem também outras canções que ficaram marcadas na carreira de Ju como “Na palma da mão”e “Aquela”.

A própria artista faz a direção do show em parceria com Marcos Sena, que montou as bases e com a baterista Lorena Martins. Com momentos mais intimistas e outros com o astral lá em cima, “Outra onda” é daqueles shows pra balançar e curtir música de fino trato.

Ju Moraes: “Outra Onda”
Data: 26/08/2022 (Sexta-Feira)
Local: Manouche
Endereço: Jardim Botânico, 983, Jardim Botânico, Rio de Janeiro, Rio de Janeiro
Ingresso Inteira: R$ 120
Meia-Entrada: R$ 60
Ingresso Solidário: R$ 60

Foto de Alex Santana

Após lançar o novo álbum “Outra Onda”, a cantora Ju Moraes apresenta o clipe da faixa “Ai vou dizer” com uma pegada dançante, romântica e sensual, marquinha já registrada da baiana. O videoclipe conta com a direção de Gabriel Cerqueira, que traz para o audiovisual a estética que dialoga com a música, que por sua vez teve a produção musical assinada por Mousik.

Neste trabalho, Ju Moraes vem fortalecendo a sua sonoridade pop tropical para dar seu recado sobre o amor e principalmente o auto amor, que se fazem presentes sempre nos versos da canção, como também a suavidade da atmosfera sonora.

“Eu falo de amor, claro. Mas falo de autoamor, principalmente. O disco todo é um carinho em mim, são descobertas individuais. Demorei muito tempo pra ter paciência com os meus processos. Inclusive para entender que o caminho, às vezes, é mais interessante que o objetivo”, revelou.

Para o clipe, a baiana ousou no cenário e figurino e jogou sua autoestima para cima. É um como um clipe autobiográfico onde a Ju Moraes conta a sua narrativa a partir da vivência cotidiana.

OUÇA AQUI

 

Após deixar pistas sobre os seus novos caminhos artísticos através dos últimos lançamentos, a cantora e compositora baiana Ju Moraes estreia o álbum “Outra Onda”.

Com uma sonoridade bem pop, o disco traz uma atmosfera tropical e sensual conduzindo o ouvinte a mergulhar fundo nas reflexões trazidas por Ju a partir das suas experiências. O álbum chegou às plataformas de música via selo Colaboraê.

“Outra Onda” traz à tona as experiências vivenciadas por Ju Moraes. É um como um disco autobiográfico onde a baiana conta a sua narrativa a partir da vivência cotidiana.

“Eu escrevo a minha história e o meu roteiro muda toda hora. Eu sou a de hoje, que fala e vive essas coisas e quero experimentar novas experiências … Eu to vivendo outra onda e essa onda tá aqui”, conta Ju na intro do disco.

O álbum, que tem a produção musical assinada por Mousik by Stefan Baby, traz um clima tropical, dançante que permeia as nove faixas do disco e tem como fio condutor de toda a obra, o amor e principalmente o auto amor, que se fazem presentes sempre nos versos, como também a suavidade da atmosfera sonora.

Além das faixas autorais, Ju Moraes também aposta em versões como a música “Gatas Extraordinárias”, de Caetano Veloso, que ficou famosa na voz de Cássia Eller e que agora ganha uma nova roupagem com uma pegada mais moderna mesclando os beats com elementos orgânicos. “Outra Onda” também traz os singles “Talvez”, em parceria com Gabriel Elias, e “Topa Ficar” que foram lançados no primeiro semestre.

“Eu falo de amor, claro. Mas falo de auto amor, principalmente. “Outra Onda” é um carinho em mim, são descobertas individuais. Demorei muito tempo pra ter paciência com os meus processos. Inclusive pra entender que o caminho, as vezes, é mais interessante que o objetivo”.

“Desejo que esse álbum desperte sim outro olhar sobre o que faço, porque acredito que assim posso gerar uma nova experiência pra quem for curtir meu som ou meu show. Não a mesma Ju de sempre, se esperam que eu seja a mesma por mais 10 anos, não é isso que sonho pra mim. Eu também quero outras experiências, por isso estou construindo essa nova proposta. Porque esse álbum sou eu hoje, nem amanhã e nem ontem. Só o hoje”!

OUÇA AQUI

Foto Alex Santana

Dando sequência a uma série de novos lançamentos, a artista baiana *Ju Moraes* apresenta seu novo single “É Sua Fé”, que surgiu a partir da musicalização de um poema de Edgar Abbehusen. A faixa estreia hoje nas plataformas de música, acompanhada de um videoclipe e conta com a produção musical de Mousik, que aposta em uma melodia suave e ao mesmo tempo enérgica.

Com uma boa dose de fé e esperança, Ju discorre neste single sobre essa necessidade de manter a chama da fé acesa, principalmente nesta fase de retomada em muitos aspectos da vida. A canção, que foi inspirada no poema de Edgar, também conta com a autoria de Ju Moares e Arthur Ramos e chega via selo Colaboraê.

“Eu amo essa música, acho que ela é tudo que eu preciso ouvir neste momento. É uma música que fala de esperança e eu sempre fui essa pessoa de encontrar uma luz no fim do túnel e segui-la. Os meus lançamentos são escolhidos de acordo com meu mood e hoje eu to precisando dessa fé de que tudo dará certo”, contou.

Além da música, É Sua Fé também chega acompanhada de um videoclipe dirigido por Cath Beranger, que traz no cenário elementos de natureza onde Ju se sente em paz e contemplada. Esse single integrará o novo álbum da baiana, que tem previsão de ser lançado ainda neste ano. No início de 2022, Ju Moraes lançou um single Talvez em parceria com Gabriel Elias.

Sobre Ju Moraes
Ju Moraes é cantora, compositora e já era destaque na cena musical de Salvador quando participou do no programa The Voice Brasil. Em 2019, lançou um álbum de estúdio e em 2020, dois álbuns ao vivo. Seu mais recente single, “Essa Minha Canção”, foi lançado em outubro do ano passado e foi a música pop brasileira mais ouvida nas rádios do país nos meses de novembro e dezembro, segundo dados da Crowley Brasil, que divulga o ranking oficial semanal das músicas mais executadas no país.
Atuando em diversas frentes, Ju integra desde 2019 o coletivo feminino Sambaiana, formado por um grupo de mulheres, musicistas e amigas. A artista também é uma das fundadoras do Colaboraê, espaço cultural colaborativo multiuso localizado em Salvador, que também funciona como selo musical, produtora e gestora artística.

OUÇA AQUI
Foto de Sergio Baia

Tendo como ponto de partida suas paixões e encantos pela cidade de Salvador, os cantores e compositores Ju Moraes e Gabriel Elias se juntam para lançar o single e clipe “Talvez”.

A faixa, que é uma composição de Tiê Castro em parceria com Gavi, chega nas plataformas de música nesta quarta, via selo Colaboraê.

Trazendo uma linguagem pop com forte presença de batidas eletrônicas, Talvez chega para resgatar a essência da música baiana com um som leve e dançante. Em tom de romantismo e nostalgia, os artistas celebram a riqueza cultural de Salvador. Apesar de ser mineiro, Gabriel não esconde seu amor pela capital baiana, enquanto Ju já começou sua história com a música no estado onde nasceu e afirma se sentir abraçada com a nova faixa.

“Quando começamos a desenhar a nova fase do meu trabalho, trouxemos alguns artistas que eu gosto e que desejava encontrar nesse momento – e Gabriel é um deles”, conta Ju.

“Quando recebi a canção de Tiê e Gavi, ela se encaixou perfeitamente pra gente, falando sobre Salvador e o quanto é apaixonante estar aqui. A música tem um poder de fazer a gente se sentir abraçado por ela, como um lugar especial, como é Salvador pra quem chega aqui.”

Dirigido por Jana Leite, Talvez também chega em formato de videoclipe e conta com a atuação de Ju Moraes e Gabriel Elias, que refletem toda a sutileza da canção. O filme foi gravado em um cenário de paisagem natural em Salvador.

Essa é a primeira parceria entre os artistas que vem se destacando na cena musical brasileira. A baiana Ju Moraes lançou em outubro de 2021 o single “Essa Minha Canção”, que se tornou a canção pop brasileira mais ouvida nas rádios do país nos meses de novembro e dezembro, segundo dados da Crowley Brasi. Já Gabriel Elias é responsável pelos sucessos “Pequena Flor” e “Fiz Esse Som Pra Você”, que acumula mais de 1,6 milhões de ouvintes apenas no Spotify e mais de 500 milhões de streamings nos apps de música.

OUÇA TALVEZ

Foto Luiza Ferraz

Dois países, duas cidades, duas mulheres, duas cantoras, duas compositoras. Uma música conectando corações, atravessando continentes e apresentando a semelhança entre Salvador (Brasil) e Porto (Portugal), mostrando que o oceano só traz a distância física, mas não separa a arte.

Ju Moraes e Karla da Silva apresentam Num Belo Altar, um ijexá, com composição e gravação realizadas entre Brasil e Portugal, pelas artistas que se conheceram em 2012, quando participaram do The Voice Brasil.

Atualmente, Karla mora em terras lusitanas e Ju, na Bahia. A canção será lançada no dia 10 de dezembro em todas as plataformas digitais de streaming e clipe no Youtube.

“É uma música que fala sobre encontro. Sobre como estamos ligadas, como essa fé na música que a gente deposita permite trazer toda essa mistura entre Bahia, Rio e Porto.”, diz Ju.

Ju Moraes por Magali Moraes

O videoclipe conta com cenas gravadas no Rio Vermelho e no Porto da Barra, na capital baiana, e em Portugal os takes foram feitos na praia Senhor da Pedra, em Vila Nova de Gaia, mas em diversos momentos parece que as artistas gravaram juntas. A tecnologia permite hoje que a produção musical não tenha limites geográficos, enquanto Ju e os músicos gravaram e produziram em Salvador, Karla colocou a voz na música e gravou a sua participação no clipe no Porto. E um detalhe: a música e o clipe têm uma continuação, que será lançada na última semana de janeiro.

“Vamos trazer ainda mais forte a música, o Rio Vermelho, e tudo de especial que esse bairro traz, nessa segunda música”, diz Ju.

Num Belo Altar será lançada através do selo Colaboraê, composição e voz de Ju Moraes e Karla da Silva, produção musical e baixo de Marcos Sena, violão Marília Sodré, guitarra Theo Silva e percussão de Leonardo Reis. A edição do clipe é de Gil Alves e Rafa Chaves. Distribuidora digital One RPM.

Sobre Ju Moraes – Ju Moraes vive pesquisando, tocando, descobrindo elementos e vertentes para seu som. Com um violão na mão, tudo ao seu lado é música e isso se reflete no palco em forma de energia, emoção e entrega. Sua voz marcante passeia por estilos diferentes, mas deixa sempre a sua identidade por onde passa. Carisma é outro ponto da cantora que já comandou grandes eventos pelo Brasil e pelo mundo. De trio elétrico no Carnaval de Salvador a festivais de música na Rússia. A Bahia foi o ponto de partida para conquistar o Brasil e Ju foi uma das finalistas do programa The Voice Brasil. Mas depois seguiu cantando e encantando por aí. Com sorriso largo, olhos verdes, e muita personalidade, Ju conquista fãs por onde passa com sua voz, musicalidade e presença de palco.

Sobre Karla da Silva – Dona de um timbre singular, a artista traz em sua sonoridade elementos que colheu nas rodas de violão de seu quintal, nas quadras de Escola de Samba que frequentou com seus pais na infância, no Hip Hop do Viaduto de Madureira, no Samba de Raiz, no Jazz e na sua relação com o espaço urbano, rico de tons híbridos. A cantora, que segue sua estrela com influências plurais, é um expoente desta atual cena musical. A trajetória de Karla se iniciou há algum tempo quando ainda cantava Samba de Raiz nos bares da Lapa no Rio de Janeiro. No ano de 2011, ao buscar uma perspectiva mais autoral e contemporânea, a cantora grava um novo single, “Quintal”, e inicia um processo de busca de repertório para a gravação do seu primeiro álbum. Em 2012, participa e é semifinalista, na primeira edição do The Voice Brasil, o que lhe rendeu reconhecimento nacional e internacional. Agora morando em Portugal, Karla da Silva é apontada como um dos nomes da nova MPB e nesta estrada a cantora tem trilhado seus caminhos com brasilidade e personalidade.

Letra:
Num belo altar
Karla da Silva e Ju Moraes

Pele morena, verão na Bahia das águas de Porto Seguro
Vixe Maria! É sol todo dia dissipando o lado escuro
Você é quem brilha no meu coração
É verso da minha canção
Vem namorar
Nas estrelas
Olha pro Céu
Lua cheia
Vamos viver
Sem tempo pra contar
O meu sonho é te ter comigo num belo altar
Quero andar de mãos dadas sem medo de nada
Livre de receios
Eu sei, desacostumada
Me pego fazendo você de espelho
Esse teu sorriso, me tira o ar
Me entrego e deixo levar
Vem namorar
Nas estrelas
Olha pro Céu
Lua cheia
Vamos viver
Sem tempo pra contar
O meu sonho é te ter comigo num belo altar
Põe no cabelo uma rosa amarela
Tô apaixonada por você, também pudera
E esse verde dos teus olhos
Me lembra tanto o mar
Mergulho e deito no colo de Iemanjá

 

Foto de Karla da Silva – Willian Baldon[capa]

A Colaboraê, uma casa criativa, cultural, multiplataforma e que fomenta a conexão e aprendizado, é o local escolhido pela ABMI (Associação Brasileira de Música Independente) para ser a sede virtual do Giro Digital, que acontece no dia 15 de outubro.

A segunda edição do evento vai ter como destaque a apresentação da Pesquisa de Mercado da ABMI 2020, que tem como foco principal os produtores independentes e o ambiente digital, mostrando o ranking das plataformas em quantidade de assinantes e a evolução da participação dos artistas e produtores independentes.

Por conta da pandemia, as edições de 2020 do GiRo Digital ABMI serão no formato on-line, sempre contando com palestrantes e parceiros institucionais das “cidade-sede” de cada edição. A abertura do evento será com Ju Moraes, que como co-fundadora da Colaboraê, vai falar sobre o espaço e sobre a Economia Criativa em Salvador.

O GiRo também vai trazer palestras de Peter Strauss, da UBC, que vai falar da importância dos identificadores digitais (ISRC, ISWC, CAE, DDEX, IPI, UPC, EAC e outras siglas nesta sopa de letrinhas do negócio da música); David Dines, da Tratore, que vai dar dicas fundamentais para o lançamento de um single nas plataformas digitais; Maria Rita Neiva, da Universidade Mackenzie, para facilitar a compreensão dos conceitos de direito autoral aplicados ao Mundo Digital; Marina Mattoso que vai explicar como planejar e utilizar as ferramentas de marketing e Gabriel Lupi mostrando as novidades da Amazon Music.

As inscrições podem ser feita através do site

Sobre a ABMI – Fundada em 2002, a Associação Brasileira da Música Independente é uma entidade sem fins lucrativos que atua como a voz das empresas brasileiras no mercado fonográfico. A ABMI tem como missão organizar, capacitar e desenvolver os produtores de conteúdo criativo musical, promovendo melhores resultados financeiros, oportunidades de negócios e o seu contínuo aprimoramento.


SA Agência Digital