quarta-feira, 16 outubro 2019
Tags Posts tagged with "Correio"

Correio

Como prometido, o projeto Correio e Carlinhos Brown – Um show de 40 anos, que aconteceu na noite da última quarta-feira (21), na Pupileira, foi um passeio pela história musical do cantor, compositor e instrumentista, que emocionou o público do começo ao fim da apresentação. No repertório, sucessos seus, gravados ou não na sua própria voz, e outros que marcaram sua trajetória. A parceria entre o artista e o jornal teve renda 100% revertida para o Instituto de Cegos da Bahia, do qual ele é embaixador.

O show foi aberto, como esperado, de forma lúdica, com pipoca em oferenda aos orixás e os tradicionais tambores rufando, que guiam sua história. A música Vilarejo, conhecida na voz da amiga Marisa Monte, abriu a noite, com participação da pequena Manu Dourado, de 11 anos, deficiente visual. Não faltaram sucessos dos Tribalistas, da Timbalada – que trouxeram o clima de Carnaval ao cerimonial em Nazaré –, do Chiclete com Banana, de Ivete Sangalo e de outros artistas, mostrando toda a versatilidade de Carlinhos Brown como intérprete e compositor.

Ainda no palco, ele celebrou a parceria com o Correio. “Foi para o Correio que dei minha primeira entrevista. Foi o jornal que me colocou para o mundo. E o Instituto de Cegos é projeto do meu coração. Esse show foi uma forma de retribuir o que ganhei nesses 40 anos”, contou.

O SHOW – Promovido pelo jornal Correio, o evento integra as ações de comemoração em torno dos 40 anos do veículo e teve oferecimento do Bradesco, patrocínio do Hapvida e Sotero Ambiental, apoio institucional da Prefeitura de Salvador e apoio de Vinci Airports, Sesi, Salvador Shopping, Unijorge, Claro, Itaipava Arena Fonte Nova, Sebrae e Santa Casa da Bahia.

A série de eventos, que começou em fevereiro, já foi de desfile de moda a jogo de futebol com artistas e antigos ídolos do esporte e segue até novembro com outras iniciativas, trazendo temas e formatos tão diversos quanto os conteúdos tratados diariamente pelo jornal. A próxima ação será a 4ª edição da Gincanex, em parceria com a Gang Entretenimento. O evento acontecerá nos dias 28 e 29 de setembro, na Unijorge Paralela e, nesta edição, terá oferecimento do Jornal Correio, buscando aproximar os jovens de temas como Sustentabilidade, Tecnologia e Responsabilidade Social.

 

Uma super turma de influenciadores digitais e jornalistas compõe a lista de embaixadores do especial Correio e Carlinhos Brown – Um show de 40 anos, que acontece às 20h do dia 21 de agosto (quarta-feira), na Pupileira, em Nazaré. O evento comemora 40 anos de história do jornal Correio e de Brown, que fará uma grande celebração à música, relembrando sucessos seus, gravados ou não na sua própria voz, e outros que marcaram sua trajetória.

Fico feliz de estar entre os embaixadores do projeto, ao lado de figuras como os colunistas do Correio Osmar “Marrom” Martins e Hagamenon Brito, além do escritor Edgard Abbehusen (@edgardabbehusen), da jornalista Martinha Fonseca (@armariodemadame), Anderson Simplício (@belezas.suburbio), da estilista Najara Black (@najarablack), dos atores Sulivã Bispo (@sulivabispo) e Thiago Almasy (@thiagodude), da Social Media Carla Galrão (@gordaroupa) e da RP Maihana Cazuquel (@maihanacazuquel).

Os embaixadores foram escolhidos pela relevância dos trabalhos que realizam em suas redes sociais e fora delas. Eles foram convocados a entrar em uma corrente do bem que tem como objetivo sensibilizar o público, mostrando a importância de participar desse momento de celebração, que terá uma causa maior: o benefício da renda para o Instituto de Cegos da Bahia.

Cada ingresso é uma doação e pode ser adquirido através do Sympla (bit.ly/showdebrown) nos valores de R$ 30 (meia), R$ 30 (Clube Correio) e R$ 60 (inteira). O montante arrecadado será revertido inteiramente ao Instituto de Cegos da Bahia (ICB), do qual Carlinhos Brown é embaixador.

O especial Correio e Carlinhos Brown – Um show de 40 anos, que acontece no dia 21 de agosto (quarta-feira), na Pupileira, às 20h, será muito especial para o artista, que comemora 40 anos de história ao lado do jornal Correio. Brown promete uma grande celebração à música, relembrando sucessos seus, gravados ou não na sua própria voz.

Um dos principais compositores da atualidade, com músicas interpretadas por artistas dos mais variados gêneros, Brown promete um verdadeiro passeio pelo que escreveu e viveu. Sua versatilidade e criatividade conquistaram colegas de todo o Brasil, como Herbert Vianna, com quem escreveu a clássica Uma Brasileira. No show, o artista promete sucessos lançados nas vozes de Marisa Monte, principalmente do período Tribalistas; do Chiclete com Banana, como Vumbora Amar; Daniela Mercury, como Rapunzel e Maimbê Dandá; e Margareth Menezes, com Dandalunda.

Ele não vai deixar de visitar os primórdios, cantando clássicos como Yaya Maravilha, que animou a década de 80 na voz de Virgílio, e garante não deixar de lado o Olodum, o Ilê Aiyê e a Timbalada, que eternizaram sucessos como Toneladas de Desejo, e hits mais recentes como Muito Obrigado, Axé, interpretado por Ivete Sangalo e Maria Bethânia. “Espero ser feliz nessa mistura dos Tribalistas, com o movimento do bloco afro, com o movimento pop de trio elétrico e composições autorais”, revela.

Os ingressos estão à venda AQUI e o valor arrecadado será revertido inteiramente ao Instituto de Cegos da Bahia (ICB), do qual Carlinhos Brown é embaixador.

“São 40 anos de experimentação, que não me pertencem. Pertencem a um coletivo”, filosofa Carlinhos Brown ao resumir como deve ser o show exclusivo que ele apresenta, no dia 21 de agosto, na Pupileira, celebrando seus 40 anos de carreira juntamente com o jornal Correio, que também completa, esse ano, quatro décadas de histórias. O artista promete que será uma celebração à música, muito mais do que a uma figura isolada. “Espero ser feliz nessa mistura dos Tribalistas, com o movimento do bloco afro, com o movimento pop de trio elétrico e composições autorais”, antecipa.

Um dos principais compositores de sua época, Carlinhos Brown promete um verdadeiro passeio pelo que escreveu com os mais diferentes artistas. “Eu quero cantar coisas da Bahia ou feitas aqui. Então, se eu tocar Paralamas do Sucesso, não se assuste. Eu e Herbert (Vianna) escrevemos Uma Brasileira em Salvador, essa cidade matriz e acolhedora que sempre quis isso, unir”, revela. “Não posso deixar de cantar algo que escrevi com Marisa (Monte), nos Tribalistas. Quem sabe juntar, num grande medley, Chiclete (com Banana), com Vumbora Amar, que é linda; Daniela, com Rapunzel e Maimbê Dandá; e Margareth. Se fosse cantar alguma de Ivete (Sangalo), acho que iria mais pra Muito Obrigado, Axé e podemos voltar no tempo, nos anos 80, com Yaya Maravilha, que foi inicialmente batizada de Samba Reggae. Aí, tem Timbalada, Olodum e Ilê Aiyê, que não posso não cantar. Não teria graça”, pondera.

Vale lembrar que todo valor arrecadado com os ingressos – que já estão à venda no SYMPLA – será revertido inteiramente ao Instituto de Cegos da Bahia (ICB), do qual Brown é embaixador. “Nunca fizemos música como brincadeira ou marketing pessoal. Por isso, digo que não estamos fazendo uma festa para nos homenagear. Estamos fazendo uma festa para continuar agradecendo essa capacidade que nosso trabalho teve de colocar em prática o que muitos pensadores levavam pro discurso, principalmente no quesito Educação e Assistência Social”, finaliza.


SA Agência Digital