sábado, 22 junho 2024
Bombar
Tags Posts tagged with "Cada Pessoa Guarda Um Museu Dentro de Si"

Cada Pessoa Guarda Um Museu Dentro de Si

Foto Divulgação

Com curadoria de Nathalia Lavigne e produção da AjAx | Produção em ARte, exposição do artista estreia mostra na capital baiana reunindo um conjunto de trabalhos em diversas mídias.

CAIXA Cultural Salvador apresenta de 05 de dezembro de 2023 a 04 de fevereiro de 2024 a exposição inédita “NINO CAIS | Cada Pessoa Guarda Um Museu Dentro de Si”, do artista plástico visual Nino Cais, um expressivo expoente da arte contemporânea brasileira. Com entrada gratuita, a mostra reúne um material exclusivo com trabalhos em diversos suportes, entre fotografias, vídeos e uma instalação.

A exposição será aberta no dia 05 de dezembro (terça-feira), às 19h30, com visita guiada e mediada pelo próprio Nino acompanhado da curadora Nathalia Lavigne. No dia 06 de dezembro, das 16h30 às 19h00, o artista e a curadora realizam a Oficina “Cada Pessoa Guarda um Museu Dentro de Si: arquivos pessoais, narrativa visual e redes off-line.”

Para Nathalia, que acompanha o trabalho do artista há mais de duas décadas, Nino tem uma produção importante na arte atual brasileira por refletir sobre o papel das imagens em circulação na cultura visual, acumulando livros, revistas e outros materiais. Como explica:”Nessa exposição ele apresenta um recorte de sua obra a partir das aproximações com o universo dos museus e do colecionismo. É algo que aparece em sua produção tanto enquanto temática – por exemplo, em imagens de reproduções de pinturas – ou enquanto processo, na maneira como ele cria sentido para uma grande variedade de imagens e objetos que coleciona,” afirma a curadora.

Já para o artista, a ideia do arquivo tem uma origem espontânea, como comenta: “Tenho o costume e a ideia de sempre olhar as coisas na cidade, trazendo-as para o ateliê. O que adquiro, seja na forma de imagens, fotos ou objetos, vai formando uma coleção de lembranças. Desse modo, o ateliê vai se transformando num campo minado, e quando vou esbarrando nesses itens algumas conexões acontecem e resultam em trabalhos que, possivelmente, estarão inseridos em museus ou espaços institucionais. No final, há uma relação cíclica, como um relógio, no qual os ponteiros vão e voltam”, explica Nino.

O título da mostra, que estreia na Caixa Cultural Salvador, faz referência a uma frase retirada do filme-ensaio Immortality and Resurrection for All! [Imortalidade e Ressurreição para Todos] (2017), do artista Anton Vidokle. Filmado em diversas galerias de arte de Moscou, além de bibliotecas e um Museu de História Natural, o vídeo encerra uma trilogia sobre o Cosmismo Russo, escola de pensamento filosófico que influenciou diversos artistas e intelectuais da vanguarda russa entre o final do século 19 e início do século 20.

A exposição “NINO CAIS | Cada Pessoa Guarda Um Museu Dentro de Si” foi contemplada pelo Edital da Caixa Cultural 2023|24 e tem a proposta de futuras itinerâncias por outras capitais brasileiras.

OFICINA “Cada pessoa carrega um Museu Dentro de Si: arquivos pessoais, narrativa visual e redes off-line”

Nas últimas décadas, passamos a produzir e armazenar uma quantidade de imagens sem precedentes na história da fotografia. Apesar disso, a forma como arquivamos esse material é controversa: terceirizamos nossas memórias para grandes empresas de tecnologia sob o risco de desaparecem do dia para a noite sem que sejamos avisados. Partindo de uma discussão sobre práticas colecionismo propiciadas pelo boom da memória na era digital, essa oficina teórico-prática compartilha com o público alguns métodos de trabalho do artista Nino Cais.

Há mais de duas décadas que sua produção reflete sobre o papel das imagens na atualidade, acumulando livros, revistas e outros materiais da cultura visual contemporânea. Junto com a curadora Nathalia Lavigne, cuja pesquisa trata de temas como documentação social e contra colecionismo em redes sociais, as atividades propostas pretendem envolver o público em um debate crítico sobre nossas escolhas do que guardar e como criar sentido para o que acumulamos em nossos arquivos pessoais.

Embora o ambiente digital seja o ponto de partida, a intenção é que a oficina resgate uma ideia de redes off-line, incentivando exercícios de atenção na leitura coletiva de imagens.

É recomendado (porém não obrigatório) que os participantes levem de casa um pequeno material de suas coleções pessoais de imagens ou objetos com as quais gostariam de trabalhar (exemplos: cartões-postais, jornais ou revistas, cadernos de notas, bilhetes de cinema, fotos de família etc).

A atividade educativa é gratuita, para um público de 18 a 70 anos de idade. As inscrições acontecem através do site da CAIXA CULTURAL Salvador www.caixacultural.gov.br/Paginas/Salvador.aspx

Oficina

Com o tema “Metodologia de Arquivos Pessoais”, o artista Nino Cais e a curadora Nathália Lavigne estarão à frente da oficina com duração de duas horas. Nesta oficina o artista apresentará algumas de suas metodologias no uso de seus arquivos pessoais, incentivando que os participantes apresentem um material de seus arquivos pessoais (analógicos ou digitais) a fim de serem trabalhados, ressignificados e problematizados dentro de uma linha estética e poética pessoal. A atividade educativa é gratuita, para um público de 18 a 70 anos de idade. As inscrições acontecem através do site da CAIXA CULTURAL Salvador www.caixacultural.gov.br/Paginas/Salvador.aspx  

Sobre Nino Cais

Nino Cais nasceu em São Paulo em 1969, onde vive e trabalha até hoje. Com Bacharelado (2001) em Artes Plásticas pela Faculdade Santa Marcelina, Nino Cais possui uma obra plural, trabalhando com fotografia, colagem, desenho, escultura, assemblage, vídeo, entre outros. Em seu trabalho, o corpo, as imagens e os objetos ascendem de suas condições de passividade, descartabilidade e esquecimento, respectivamente. Operando através do corte, dobra, empilhamento e composição, Nino descobre afetos e confrontos entre seu corpo e o mundo, entre o mundo e o mundo, criando totalidades que subvertem seus devires originais, hoje decaídos, desvelando as potências latentes de significação contidas na poeira e esquecimento cotidianos. 


O artista fez parte da 30ª Bienal Internacional de São Paulo, “A iminência das poéticas” (2012), e participa regularmente de exposições individuais e coletivas na América Latina e nos Estados Unidos. Atualmente é representado no Brasil pela Casa Triângulo, em Nova Iorque pela Fridman Gallery, em Buenos Aires pela Gachi Pietro e em Cusco pela Vigil Gonzales.  Em 2020, passou a fazer parte do acervo expositivo da Pinacoteca do estado de São Paulo. Ao todo, realizou 20 exposições individuais ao longo de sua carreira. 

Serviço:

Exposição: NINO CAIS | Cada Pessoa Guarda Um Museu Dentro de Si

Local: CAIXA Cultural Salvador

Endereço: CAIXA Cultural Salvador | Rua Carlos Gomes, 57, Centro | Salvador (BA)
Abertura: 05 de dezembro de 2023, às 19h30, com visita guiada com Nino Cais e a curadora Nathalia Lavigne.

Visitação: 05 de dezembro a 04 de fevereiro de 2023.
Horário: terça-feira à domingo, das 9h às 17h30.
Classificação indicativa: Livre 

Entrada gratuita

Atividade Educativa:
DATA: 06 de dezembro de 2023;
HORÁRIO: das 16:30 às 19:00 horas;
TEMA: Metodologia, ressignificação e problematização do uso de arquivos (analógicos ou digitais);
PÚBLICO-ALVO: entre 18 a 70 anos;
MINISTRANTES: Nino Cais (Artista) e Nathalia Lavigne (Curadora).


SA Agência Digital