quinta-feira, 6 outubro 2022
Palato Especiarias
Tags Posts tagged with "Baco Exú do Blues"

Baco Exú do Blues

O maior hit do aclamado álbum “Quantas vezes você já foi amado?” De Baco Exu do Blues vai ganhar clipe. “20 ligações” chega hoje no YouTube do cantor com cenas de um romance vivido entre ele e a atriz Thainá Duarte. Nas cenas rodadas em Salvador, muito dengo, carinho e um relacionamento dos sonhos.

Em um “semi-conto de fadas”, o clipe de “20 ligações” traz à tona a história de um amor quase perfeito, mas que não deu certo. Protagonizadas por Baco e a atriz Thainá Duarte, as cenas do casal refletem a sensibilidade que a música pede. “A gente tinha que captar todas as nuances do amor na forma mais profunda e do amor também na hora de se deixar, em todos os detalhes. Estou muito feliz com o resultado”, comemorou Baco Exu do Blues.

Thainá foi uma das responsáveis pela atuação do rapper, que o conduziu durante as gravações. ” Ela me conduziu muito bem no campo da atuação e me fez sentir confortável em cena. A gente tinha que conseguir captar todas essas nuances, do amor na forma mais profunda e do amor também na hora de se deixar, em todos os detalhes.”, explicou.

“20 ligações” traz para o espectador de forma sutil e lúdica o amor entre duas pessoas negras. “Eu espero que daqui um tempo esse clipe sirva de inspiração e lugar de encontro, de viver o desejo”, completou Baco.

Já para Thainá, sua participação no clipe também foi um momento de afirmação enquanto mulher preta: “Baco me pediu suporte para conduzi-lo em cena como um personagem, por saber do meu trabalho de atriz, da mesma forma como fui conduzida através da sua música a acreditar que eu poderia ser a mulher a qual se destina amor… … tive dificuldade de me ver nesse lugar ao lado dele… Ilustrando muito bem a reflexão título do álbum “Quantas vezes você já foi amado?”, contou Thainá Duarte.

 

Dois dias de exaltação à beleza negra, nossa musicalidade e liberdade de expressão em sua totalidade. Um evento conhecido mundialmente, realizando sua segunda edição em solo baiano em novembro.

Dias 26 e 27 de novembro, acontecerá o AFROPUNK BAHIA no Parque de Exposições na Avenida Paralela, com atrações de renome nacional e sobretudo, apresentando as jovens expressões e mais identitárias performances da cena local.

Atraves das redes sociais, o festival divulgou alguns nomes que estarão na grade principal, causando euforia e busca frenética por ingressos.

Logo no primeiro dia(26), o cantor Emicida apresentará canções do seu último projeto “Amarelo” e clássicos que marcaram sua carreira.

Para o segundo dia(27), Baco Exu do Blues. O baiano que tem quebrado os rankings e pipoca no views de todas as plataformas com os hits e feats que tem lançado constantemente é um dos maiores nomes do rap nacional.

Isso tudo para mostrar a mistura gostosa que acontecerá nos palcos e na pista de um dos maiores eventos pretos do mundo.

Comprovando esse caldeirão efervescente, que vai do pagode ao funk carioca, A DAMA receberá MC CAROL para um encontro cheio de vitalidade e liberdade dos corpos.

A DAMA
MC CAROL

Aproveite para seguir no Instagram @afropunkbahia e garanta o INGRESSO, lembrando que o lote vai virar dia 07.07.

Em agosto, a pulsante música da Bahia vai ganhar um festival para chamar de seu. No dia 27 de agosto acontece o Salcity Festival no Centro de Convenções de Salvador destacando a diversidade, originalidade e força da música vinda da Bahia. A ideia é apresentar a música do estado de forma criativa e o abrigar na sua programação tanto as linhas atuais quanto os contornos originais da produção cultural ligados à região.

No line-up estão nomes com forte relevância na cena nacional como Baco Exu do Blues e Afrocidade, artistas consagrados como Edson Gomes e Orkestra Rumpilezz, além de potências da nova cena como Melly e O Kannalha. Muitos ritmos, muitas cores e uma experiência de se jogar no poder da música da Bahia.

“Esta é a primeira edição de um festival pensado e realizado por baianos, comprovando que nossa cultura tem mesmo que ser festejada. A Bahia sempre esteve no topo da cadeia da música nacional e fazer um projeto só voltado para a nossa força me enche de alegria”, afirma Alex Pinto, curador do Salcity Festival.

“Pensamos em ser de fato uma experiência sensorial completa para o público. Com o calor, o cheiro, o som e um recorte da história da música baiana”, complementa Bouzon, um dos realizadores do projeto.

Confira o line up completo dos dois palcos do Salcity Festival

Gabi da Oxe convida Nininha Problemática
Orkestra Rumpilezz
Melly convida Pedro Pondé
Diggo e Nêssa
Afrocidade Convida Dona Nildes e Celo Dut
Vírus Carinhoso
Cronista do Morro
Baco Exu do Blues convida Young Piva
Edson Gomes
O Kannalha e A Travestis

*Serviço*:
*Salcity Festival*
Quando: 27 de agosto
A partir de 16h
Centro de Convenções – SSA – Av. Octávio Mangabeira, 5.490 – Boca do Rio – Salvador – Bahia Informações: @festivalsalcity

Duas das mais importantes vozes da cena musical contemporânea, Baco Exu do Blues e Luísa Sonza, se unem em “Hotel caro”. Intensa, sensual e cheia de sagacidade, o single é um R&B que fala de sentimentos e desejos durante o fim de um relacionamento que foi bom.

A faixa produzida por Dactes, JLZ e Marcelo Delamare traz interpretações impactantes de Baco e Luísa. Um clipe dirigido por OG Cruz acompanha o lançamento que acontece, neste domingo.

Foto: Pam Martins

 

O novo álbum de Baco Exu do Blues teve mais de 2 milhões de plays em menos de 24 horas no Spotify. “Quantas vezes você já foi amado?” teve todas as doze faixas na lista de Top 200 da plataforma. O disco tem participações de Gal Costa, Vinicius de Moraes – em samples – Gloria Groove e Muse Maya.

“Quantas vezes você já foi amado?” – Esta indagação é o título do terceiro álbum de estúdio do cantor e compositor Baco Exu do Blues. “Eu sinto tanta raiva que amar parece errado”. O primeiro verso da introdução da nova obra de um dos principais nomes da cena contemporânea já diz muito sobre o tema.

O disco fala da forma de um homem preto receber e dar afeto. Nunca Baco Exu do Blues foi tão Diogo Moncorvo como nas doze faixas que compõem o disco que chega nesta quarta através do selo 999 com distribuição da Altafonte.

OUÇA AQUI

Foto Roncca

Estar estatisticamente vivo e lutando por um sonho. É este o tema da faixa “Ilhada”, novo lançamento do cantor e compositor baiano Celo Dut.

A música é o último lançamento do projeto Bandele, liderado por Baco Exu do Blues com seis performances audiovisuais inéditas de seis artistas pretos no mês da Consciência Negra.

Com beats de JLZ, “Ilhada” chegou hoje, dia 27 de novembro às plataformas digitais através da 999 em parceira com a Altafonte.

Palavra oriunda da Nigéria, Bandele significa “nascido longe de casa” e Celo Dut é mais um artista preto que se sente assim e isto fica claro na faixa.

“Aprendi a chamar e resignificar aqui como casa, por bem e por mal. Me sinto mesmo é longe de mim, longe do que meus ancestrais são. Tateando no tempo cacos, peças e pistas da minha própria história”, desabafa.

Em outubro Celo lançou um outro single, “Fadas e Fardas”, com um clipe caprichado, cheio de metáforas. Meses antes, disponibilizou o EP “Maior onda” ao lado dos amigos Vírus e Young Piva. O trio também tem o clipe primoroso de “Antes eu corria atrás”, primeiro lançamento deles na 999.

Os lançamentos, assim como as participações na turnê “Bluesman* fizeram com que Celo Dut se consolidasse como uma das principais vozes da nova cena.

Sobre Bandele:

Palavra de origem nigeriana, Bandele significa “nascidos longe de casa”. E este foi o nome adotado pela 999 para seu mais novo projeto liderado por Baco Exu do Blues e que envolve outros cinco artistas: Vírus, Dactes, Muse Maya, Young Piva e Celo Dut. Ao todo serão seis faixas inéditas lançadas com direito a performances audiovisuais. É uma avalanche de talento do selo 999, que segue investindo na música preta brasileira.

Os seis episódios que têm direção do próprio Baco, traz interpretações que abordam a luta, a dor e o talento do povo preto. Bandele é apoiado pela PUMA BRASIL e Altafonte Fundação e começa a chegou às plataformas digitais no dia 16, com o single “Mercado Modelo”, de Vírus; no dia 18, com “Não Abrir Mão De Nada”, de Dactes; na última sexta, dia 20, com “Tommie Smith”, de Baco Exu do Blues, dia 23 foi a vez de Young Piva com “Deus Em Pele de Farsa”. Muse Maya chegou grandona com “Sauce” e hoje, dia 27, “Ilhada” por Celo Dut.

 

Foto Vulgo Jr

Palavra oriunda da Nigéria, Bandele significa “nascidos longe de casa”. E este foi o nome adotado pela 999 para seu mais novo projeto liderado por Baco Exu do Blues e que envolve outros cinco artistas: Vírus, Dactes, Muse Maya, Young Piva e Celo Dut.

Ao todo serão seis faixas inéditas lançadas com direito a performances audiovisuais. É uma avalanche de talento do selo 999, que segue investindo na música preta brasileira.

Os seis episódios que têm direção do próprio Baco traz interpretações que abordam a luta, a dor e o talento do povo preto. Bandele é apoiado pela PUMA BRASIL e Altafonte Fundação e começa a chegar às plataformas digitais na segunda, dia 16, com o single “Mercado Modelo”, de Vírus.

Dois dias depois a faixa “Não abrir mão de nada” de Dactes será lançada. No dia, da Consciência Negra, sexta-feira é a vez da nova música de Baco Exu do Blues, “Tommie Smith”. Na semana seguinte, chegam aos aplicativos de música “Deus em pele de farsa” de Young Piva, “Sauce” de Muse Maya e “Ilhada” de Celo Dut nos dias 23, 25 e 27, respectivamente.

“A 999 é uma fábrica de sonhos da arte negra. Nossa comunhão é sempre algo muito marcante e quando a gente se junta para falar com um propósito tem um impacto muito grande”, afirma Baco. “Somos um selo de artistas negros e não tinha como deixar o mês da consciência negra passar sem uma manifestação nossa. A ideia veio dessa vontade de criar um conteúdo tanto musical quanto informativo neste momento”, explica.

Baco criou o 999 com o produtor Leonardo Duque com o propósito de garimpar e dar visibilidade a artistas que apesar de grande talento, não eram colocados sob os holofotes.

“Então é muito importante apresentar novos artistas pretos num projeto como esse. Que já mostra sua força pelo significado do nome. Acho que todo negro no Brasil entende sobre não se sentir pertencente ao seu próprio lugar. E este projeto é uma nova casa pra gente, uma conexão com nossas origens”, desabafa.

“Vivemos num país altamente racista, que mata dezenas de negros diariamente. Compreender a dimensão da abrangência do termo consciência negra, significa entre muitas outras coisas, entender que ela não pode se resumir a um mês ou a um dia. Significa respeitar toda uma luta ancestral”, discursa.

*Sobre a PUMA BRASIL*

A PUMA BRASIL é uma das principais marcas esportivas do mundo que projeta, desenvolve, vende e comercializa calçados, vestuário e acessórios. Há mais de 70 anos, a PUMA BRASIL impulsiona o esporte e a cultura, criando produtos para os atletas mais rápidos do mundo. Os produtos trazem performance e esporte inspirados no lifestyle de categorias como Futebol, Running e Training, Basquete, Golfe e Motorsport. A PUMA BRASIL colabora com designers e marcas renomadas, trazendo influências esportivas para a cultura de rua e moda. O grupo PUMA possui as marcas PUMA, Cobra Golf e Dobotex. A empresa distribui seus produtos em mais de 120 países, emprega mais de 14 mil funcionários em todo o mundo e está sediada na cidade de Herzogenaurach, Alemanha. Para mais informações, acesse www.puma.com.

*CRONOGRAMA YOUTUBE (12H):*

16/nov – Vírus – Mercado Modelo

18/nov – Dactes – Não Abrir Mão De Nada

20/nov – Baco Exu do Blues – Tommie Smith

23/nov – Young Piva – Deus Em Pele de Farsa

25/nov – Muse Maya – Sauce

27/nov – Celo Dut – Ilhada

Foto Vulgo Júnior


SA Agência Digital