#DonaOnete: A rainha do carimbó chamegado na segunda edição do Festival Radioca

#DonaOnete: A rainha do carimbó chamegado na segunda edição do Festival Radioca

Dona Onete

Se você quiser saber o que a jamburana faz/O tremor do jambú é gostoso demais“, ou ainda “Na doca do Ver-o-Peso/No meio do Pitiú“, foi assim com versos cheios de regionalismos que a ex professora de História, agora aposentada, Ionete da Silveira Gama ficou conhecida internacionalmente como a rainha do carimbó chamegado.

Nascida em Cachoeira do Ariri, no interior do Pará, Dona Onete como é chamada pelo público em geral, ficou conhecida há apenas 4 anos com seu repertório suingado, cheio de identidade e originalidade. Com 77 anos de idade e mais de trezentas composições, Dona Onete tem feito sucesso pelo mundo, cantando as belezas do seu estado nos álbuns “Feitiço Caboclo”, lançado em 2012 e o mais fresquinho “Banzeiro”.

“Banzeiro” chegou em 2016, tendo no disco canções do  primeiro álbum como “Proposta indecente”, “Amor brejeiro”, “Poder da sedução”, “Moreno Morenado”, “Feitiço Caboclo” e “Jamburana”. e as novatas “É no sabor do beijo”, “Tipití” e “Rio das Flores” .

Dona Onete, que tem canções gravadas por Gaby Amarantos, Aíla, entre outros artistas, e que agora está levando ela mesma o ritmo para todo o Brasil, é dona de uma voz rouca e grande sensualidade, tendo se transformado na musa da nova geração da música paraense. Ela inventou o “carimbó chamegado”, que segundo ela tem o balanço do carimbó, mas “com um toque de pimenta”.

Em Salvador, Dona Onete é uma das atrações confirmadas no segundo dia da II edição do Festival Radioca, que acontece nos dias 03 e 04 de dezembro no Trapiche Barnabé, bairro do Comércio. Originado do programa de rádio de mesmo nome (Educadora FM, domingos, às 19h), o festival prima igualmente pela diversidade, sem apostar em apenas um estilo.

Para formar esse “colorido de sonoridades”, estão também na programação a surf music dos Retrofoguetes, o rap-funk-de-terreiro do Aláfia. Outro objetivo é trazer trabalhos inéditos, caso de “Selvática”, disco mais recente de Karina Buhr e pela primeira vez na Bahia, a banda Carne Doce,

Além das apresentações musicais, debates e workshops sobre a produção musical contemporânea, encontros e geração de negócios, uma feira de produtos de moda, gastronomia e artes também fazem parte da programação do evento que ainda vai contar com shows da cantora Josyara(BA), Jards Macalé (RJ) e Giovani Cidreira (BA).

 

SERVIÇO:

O QUE: Festival Radioca /03.12 Josyara (BA)/Carne Doce (GO)/Jards Macalé (RJ)/Karina Buhr (PE) e 04.12 Giovani Cidreira (BA)/Retrofoguetes (BA)/Aláfia (SP)/Dona Onete (PA)

ONDE: Trapiche Barnabé, Comércio, Salvador

QUANDO: 03 e 04 de Dezembro a partir as 16h

QUANTO: R$ 15(Meia) / R$ 30 (Inteira)

ONDE COMPRAR: SYMPLA