“Através do Espelho e o que Alice por lá Encontrou” nos palcos...

“Através do Espelho e o que Alice por lá Encontrou” nos palcos do Teatro Vila Velha

Através do Espelho e o que Alice por lá Encontrou por Marcio Meirelles

A partir desta quarta(13), às 20h, o Teatro Vila Velha apresenta o espetáculo “Através do Espelho e o que Alice por lá Encontrou”, versão teatral para o clássico de Lewis Carroll (1832-1898) criada pelo encenador Marcio Meirelles no âmbito da Universidade LIVRE de Teatro Vila Velha. Escrito na sequência de “Aventuras de Alice no País das Maravilhas”, a obra narra as histórias da personagem que, movida pela curiosidade, decide atravessar o espelho da sala de sua casa e então se depara com seres e acontecimentos inesperados. A montagem integra a programação do 13º Amostrão Vila Verão e é acessível para cegos através da audiodescrição.

Através do Espelho e o que Alice por lá Encontrou por Marcio Meirelles
Através do Espelho e o que Alice por lá Encontrou por Marcio Meirelles

A obra nos conta o percurso do crescimento, de descobertas de sexualidades, de perplexidades e de reconhecimentos da personagem Alice. É uma narrativa de trajetória como a Odisseia e tantas outras, dividida em 12 capítulos que podem facilmente se transformar em 5 atos como uma peça clássica“, explica Marcio Meirelles, que em 1979, há 36 anos, traduziu para o palco com o grupo Avelãz y Avestruz “Aventuras de Alice no País das Maravilhas”, o primeiro da sequência escrita por Carroll.

A montagem está baseada em dois eixos centrais, duas estéticas: o jogo de xadrez, com suas regras e movimentos, e o espelho, com seus reflexos e imagens“, antecipa o diretor Marcio Meirelles, que assina também o cenário, a luz, os figurinos e a maquiagem. Inspirados em roupas de bailarinas, em cores vermelhas e brancas, os figurinos vestem corpos pintados que fazem lembrar o carnaval. Outras referências complementam o visual, como coturnos, meias transparentes e maquiagem borrada, que sugere um clima pós festa. O rock está presente na trilha sonora da peça, que tem direção musical de Pedro Filho e coreografia assinada por Jônatas Raine.

O espetáculo encerra o primeiro ano de atividades da segunda turma de atores da Universidade LIVRE de Teatro Vila Velha – grupo que já experimentou o palco nas peças “Fronteiras”, “Deserto” e “Agorafobias”, do romeno Matéi Visniec, apresentadas em julho e agosto pelo Projeto Matéi. Os ingressos para “Através do Espelho e o que Alice por lá Encontrou” já estão disponíveis para compra na bilheteria do teatro ou pela internet, através do site Compre Ingressos.

Além de “Através do Espelho e o que Alice por lá Encontrou”, o Amostrão Vila Verão apresenta pela primeira vez “7 contra Tebas”, tragédia grega escrita por Ésquilo em 467 a.C. (em cartaz às sextas e sábados, 20h), além de “Ó Paí, Ó!” (apresentações nos dias 17 e 24 de janeiro, domingos, 20h), um dos maiores sucessos do Bando de Teatro Olodum. Todas as peças são acessíveis para cegos através de audiodescrição. O Amostrão conta ainda com programação musical às terças-feiras e mais de vinte atividades formativas dentro do projeto Oficinas Vila Verão. A programação completa pode ser acessada no site www.teatrovilavelha.com.br

SERVIÇO:

O QUE: Através do Espelho e o que Alice por lá Encontrou

ONDE: Teatro Vila Velha, Salvador, Bahia

QUANDO: 13, 14, 20 e 21 de janeiro/ 17, 18, 24 e 25 de fevereiro( Quartas e Quintas) 20h

QUANTO:  R$ 30 (inteira) e 15 (meia)

CLASSIFICAÇÃO: 16 anos

Sessão com audiodescrição