#Cine: “Para minha Amada Morta” em cartaz no Sala de Arte da...

#Cine: “Para minha Amada Morta” em cartaz no Sala de Arte da UFBA

Para Minha Amada Morta por Rosano Mauro Jr

Sucesso de público e com bons elogios da crítica especializada, o primeiro longo de ficção do  cineasta baiano Aly Muritiba, tem exibição até a quarta(20), às 13h15 na Sala de Arte da UFBA, em Salvador. O filme Para Minha Amada Morta, apresenta um drama psicológico sobre amor, rivalidade e luto, abordando momentos da vida de Fernando, um fotógrafo recém-viúvo, que poderia resumir a nova fase da sua vida em trabalhar, cuidar do único filho, enfrentar a depressão e gastar horas contemplando roupas e objetos da esposa falecida – até o momento em que encontra fitas VHSs que mudam o rumo da trama.

Colhendo os frutos do primoroso trabalho, Muritiba comemora o Zenith de Prata no Festival de Montreal e  mais 7 prêmios no 48º Festival de Brasília, incluindo Melhor Direção e Melhor Filme, tendo o seu roteiro premiado com o Global Filmaking Award do Sundance Institut, em 2013. AInda no Curriculo de Aly, vale mencionar o curta A Fábrica (vencedor de mais 60 prêmios em festivais nacionais e internacionais, nominado ao OSCAR 2013), Pátio (vencedor do É Tudo Verdade, e selecionado para a Semana da Crítica do Festival de Cannes), A Gente (vencedor do DOK Leipzig 2013) e Tarântula (selecionado para mostra competitiva do festival de Veneza em 2015).

Sobre o Filme:

Fernando é um fotógrafo policial que cuida de Daniel, seu filho único, garoto tímido e sensível à depressão atravessada pelo pai. Após a morte de Ana, sua esposa, em meio à insônia e depressão, Fernando tenta, todas as noites, reviver o seu amor. Na arrumação das coisas de sua amada morta, ele encontra fitas VHSs que mudam seus sentimentos e os rumos da história.